Pesquisar
Loading...

Xamanismo: o que é, origem, rituais xamânicos e tudo que você sempre quis saber

O Universo Xamânico é repleto de simbolismos profundos, com intuito de harmonizar e enriquecer nossas vidas. Que tal colocar alguns desses ensinamentos em prática?

O termo Xamanismo, criado por antropólogos, é um conjunto de práticas ancestrais, em que a natureza, os animais, as plantas, as pedras, o universo e o planeta são vistos como sagrados, divindade ou espíritos de luz. 

É a mesma cultura de honrar os saberes ancestrais que ocorre entre os esquimós, entre os índios da América do Norte, da América Central e da América do Sul, além de Oceania, Austrália e Ásia. 

O Xamanismo, em sua origem, não pertence unicamente a um determinado povo ou cultura, pois é consequência do despertar da própria consciência humana, independentemente de local ou cultura. 

Atualmente, podemos afirmar que o xamanismo se divide em duas escolas: o xamanismo tradicional, que segue as tradições nativas de cada local, e o neoxamanismo, que adapta práticas terapêuticas de linhas diversas, de ancestrais e indígenas de vários países a uma realidade urbana. 

Qual é a origem do Xamanismo?

Existem traços do xamanismo em todas as religiões, pois as práticas emergiram no período paleolítico e foram se desenvolvendo junto com a capacidade de compreensão do ser humano. 

Contudo, as práticas xamânicas estão crescendo em função da necessidade de equilibrar os interesses do indivíduo por tecnologias, sem deixar de lado a conexão e os cuidados com a natureza. 

Dessa forma, o xamanismo está ressurgindo como um modo de harmonizar as relações com o que é divino, com a natureza, com o universo

É importante ressaltar que o xamanismo não é uma religião, pois trata-se de um conjunto de rituais muito antigos, como danças e canções, além do uso de substâncias psicoativas encontradas em ervas e palavras usadas para evocar espíritos aliados. 

Vários povos, de diversas partes do planeta, buscavam em elementos da natureza uma conexão espiritual, por isso mesmo não temos uma origem e local precisos quanto ao surgimento do xamanismo.

Rituais Xamânicos: o que são?

O ritual xamânico pressupõe a presença de um líder com maior conexão espiritual conhecido como xamã. Uma pessoa que apresenta um estado expandido de consciência, demonstrando, assim, poderes que normalmente não possui. Por exemplo, a comunicação com espíritos por meio de instrumentos próprios destes rituais.

Rituais Xamânicos | Foto: Adriana Feijó

Os rituais xamânicos usam, portanto, o poder das pedras, plantas e animais, evocando energias que provêm de ancestrais para realizar a cura, transformações emocionais e crescimento na vida das pessoas. 

Para isso, são utilizados instrumentos de poder, como círculos, totens, danças, meditações, etc.

Quando pessoas realizam cerimônias e rituais, em um grupo ou individualmente, cria-se um espaço sagrado para a passagem de energia, assim, seus corações se abrem e se expandem.

Conheça aqui alguns rituais xamânicos que ajudam na cura interna, pois limpam nosso campo vibratório e equilibram nossa aura e chakras.

Xamã x pajé: semelhanças e diferenças

O status de xamã é conquistado por homens ou mulheres que geralmente atravessaram um período de dor e sofrimento, seja por meio de uma enfermidade ou crise pessoal. Assim, mostra um chamado ou um dom. 

Essa pessoa sente-se convocada pela espiritualidade e passa por um longo preparo, durante o qual aprende sobre a cura através dos elementos da Natureza e outros procedimentos medicinais.

O xamã também entende dos métodos necessários para se alcançar estados de transe e meios de se defender contra qualquer energia considerada negativa.

Na cultura indígena brasileira, o pajé desempenha a função do xamã, e as práticas são as mesmas, com pequenas variações culturais. O pajé conhece profundamente a essência humana, tanto no aspecto psíquico e emocional, quanto no físico e espiritual.

No Brasil, existe uma tradição conhecida como pajelança, em que usualmente são utilizados instrumentos musicais característicos de nosso país, como por exemplo maracás, tambores, entre outros. Técnicas de cura e comunicações espirituais também estão presentes nestes rituais. 

Cristais no Xamanismo

Sabemos que a ciência comprova que os cristais são os melhores condutores, receptores e amplificadores de energia, por isso são utilizados para curas, meditações, energização de ambientes e pessoas. Saiba aqui como usar cristais no dia a dia.

Cristais no Xamanismo | Foto Adriana Feijó

Tanto os cristais quanto outros minerais são utilizados no xamanismo, pois são formas naturais de ajudar no crescimento espiritual e de trazer energia positiva aos locais e às pessoas. 

Assim, é de extrema importância que o coração e a intuição estejam sempre presentes no momento de trabalhar com os cristais. 

A simples contemplação de um Cristal de Quartzo ou de uma rocha antiga já nos transmite energia e nos leva a outras dimensões de percepção. Assim, penetramos com mais clareza e profundidade em nosso mundo interior. A única regra para o funcionamento perfeito de um cristal é a nossa intenção clara.

Animais de Poder no Xamanismo

Dentro do xamanismo, existem várias formas de contato com o plano espiritual, como por exemplo a conexão com o animal de poder ou animal espiritual, que é a representação de um guia espiritual

Os animais de poder aparecem para chancelar o que você está vivendo ou para alertar sobre a mudança necessária que devemos realizar em nossas vidas. 

Acredita-se que você não escolhe o animal, mas, sim, que ele te escolhe! Saiba mais aqui sobre a importância de descobrir o seu Animal de Poder.

De acordo com o xamanismo, o animal está lá para fornecer uma orientação à pessoa, sob a forma de conselho, proteção, purificação, poder ou sabedoria.

Sempre que você sentir que precisa desenvolver em você alguma qualidade, talento ou virtude ou poder, você pode chamar por esses guardiões de acordo com a sua necessidade no momento.

Se quiser, faça o teste aqui e descubra de qual espírito Animal de Poder você necessita neste momento!

Conheça alguns dos Animais de Poder do Xamanismo:

  • Cobra: possui uma sensibilidade impressionante, além de ter seu corpo quase totalmente em contato com a terra o tempo todo. Possui o dom da transformação (da troca de pele), do bote certo no alvo, de administrar seu veneno e de estabelecer limites.
  • Lobo: representa o mestre, aquele que ensina. O lobo tem uma forte relação com o coletivo, com a própria matilha. Ao mesmo tempo, tem um aspecto solitário, uivando para a Lua (as emoções, o feminino, as outras dimensões), com quem vai aprender para poder compartilhar com o grupo.
  • Cavalo: a força e a capacidade de trabalho, a velocidade, a virilidade e a lealdade.
  • Coruja: a profundidade, o oculto, o inconsciente. A coruja também está relacionada ao professor, ao Conhecimento (oculto) e à Sabedoria.
  • Golfinho: possui o poder e a magia de canalizar o que o outro está sentindo. Traz a alegria, a inteligência, equilíbrio, capacidade de mergulho interno trazendo para o exterior de forma leve estes conteúdos.
  • Leão: simboliza o Sol, a expansão da Luz, força, beleza, poder, justiça e liderança.
  • Borboleta: simboliza a transformação, beleza, leveza, mudança radical na vida, expressão total do potencial e da beleza e magia.
  • Águia: é a grande mensageira, nos informa o que vem no caminho, pois possui o dom da visão, nos deixando preparados para o que virá.

Plantas de Poder 

As plantas são parte da teia da vida e sempre auxiliaram a humanidade de inúmeras formas, desde a alimentação até a medicina. Algumas servem para equilibrar o ambiente e a nós mesmos, outras têm propriedades curativas.

Plantas de Poder | Foto Adriana Feijó

Você consegue acessar as propriedades energéticas das plantas através do uso de chás, banhos, vaporização, defumação ou mesmo se conectando diretamente à planta.

Já as plantas de poder, também chamadas de plantas mestras, são usadas dentro de algumas cerimônias xamânicas. 

Quando utilizadas com orientação, funcionam como instrumentos de expansão de consciência, pois podemos acessar conteúdos até então inconscientes ou até mesmo interagir com a dimensão espiritual. 

As plantas de poder são boas ferramentas na busca de autoconhecimento e conexão com a espiritualidade

Todas as plantas utilizadas no meio xamânico possuem uma função medicinal e são consideradas sagradas. Na verdade, para o xamanismo, toda forma de vida é sagrada e deve ser honrada. 

As plantas de poder mais conhecidas e utilizadas no xamanismo são:

  • Tabaco, desde que sem nenhum aditivo químico, inclusive o vício do cigarro não é aceito
  • Chacrona e o Jagube, que compõe a Ayahuasca
  • Peyote, que é um cacto originário da América Central
  • Wachuma ou San Pedro, um cacto originário da região dos Andes e é utilizada para cura e experiências de visão, assim como a Ayahuasca e o Peyote
  • Jurema, também conhecida como Jurema-preta, que é feita com a raiz desta árvore, é utilizada tradicionalmente para fins medicinais e em cerimônias religiosas.

Tarot Xamânico 

O Tarô Terapêutico Xamânico une o espírito do Tarot tradicional e a sabedoria dos Povos Nativos. 

Há muitas gerações de tribos americanas, os xamãs têm usado o Tarot Xamânico na Roda da Medicina, com a função de trazer cura em quatro aspectos: espiritual, emocional, mental e físico

Ele engloba todas essas dimensões do nosso Ser e nos faz ver as coisas por um ângulo mais profundo. É uma ferramenta que funciona como um guia, trazendo clareza sobre os caminhos a seguir. 

O Tarot Xamânico nos ajuda a perceber nosso próprio Eu em qualquer situação, revelando formas de lidar com os problemas com mais leveza e harmonia. 

Reiki Xamânico

O Reiki Xamânico é considerado uma terapia completa, pois alia a energia divina do Reiki (energia masculina) com a energia da Terra (energia feminina).

Assim como o Reiki tradicional (entenda tudo sobre aqui), a energia é enviada através da imposição das mãos de um terapeuta, que é apenas um canal para que o amor possa fluir. 

A energia reikiana atua nos corpos físico, mental, emocional e espiritual, promovendo bem-estar, relaxamento, equilíbrio dos chakras e liberando questões desses planos. 

O Reiki Xamânico trabalha com a energia das plantas, animais, pedras e de toda a natureza sutil. Após a aplicação energética, os símbolos trazidos pelo campo sutil são apresentados para o atendido, permitindo uma ampliação de seu olhar interior.​

Entenda aqui como o Reiki Xamânico pode ser usado em prol da saúde, ajudando a combater doenças.

Benefícios do Reiki Xamânico:​

  • Relaxamento profundo
  • Diminuição de Stress e Ansiedade
  • Alívio de dores 
  • Equilíbrio dos chakras 
  • Aumento de imunidade
  • Clareza Mental e na tomada de decisões 
  • Harmonização de modo geral 
  • Liberação de toxinas ​

O Universo Xamânico é repleto de simbolismos profundos, com intuito de harmonizar e enriquecer nossas vidas. 

Que tal colocar alguns desses ensinamentos em prática? 

Adriana Feijó

Adriana Feijó

Psicóloga, atua com Mesas Multidimensionais (Arcturiana e Ascensão Estelar), Tarô, Cartas Ciganas, ThetaHealing e Barras de Access. É facilitadora nos cursos de Reiki Xamânico e Cartas Ciganas.

Saiba mais sobre mim