Yubertson Miranda
Por Yubertson MirandaLeia em 2 min.02/01/2014 

Numerologia aponta como será amor em 2014

Confira principais tendências para solteiros e comprometidos

De acordo com a Numerologia, o ano de 2014 será regido pelo número 7. Esse resultado é obtido pela soma dos algarismos que compõem o ano: 2+0+1+4 = 7. E esse será o simbolismo do Ano Universal que todos nós viveremos de janeiro a dezembro. No que diz respeito à vida amorosa, a simbologia do 7 costuma ser bem seletiva.

O número sugere que 2014 precisará haver muita cumplicidade no amor, e uma compatibilidade acima da média entre a pessoa e seu par. Não somente a atração física, mas o que também vai contar no período será a afinidade de ideias, ou seja, a busca por alguém com quem se possa conversar bastante. Porque o simbolismo do 7 sugere tanto ensinar quanto aprender, e essa rica troca de experiências e de conhecimentos proporcionará muito prazer nos relacionamentos afetivos.

Solteiros buscarão relacionamentos com troca intelectual

Sendo assim, se você está solteiro, possivelmente desejará alguém inteligente e com quem possa ter um intercâmbio intelectual bastante enriquecedor. Os descomprometidos poderão conhecer pessoas interessantes na sala de aula ou em alguma viagem.

Os descomprometidos poderão conhecer pessoas interessantes na sala de aula ou em alguma viagem.

Por outro lado, há um detalhe bem importante: o número 7 está associado às religiões e ao sagrado. Sendo assim, existirá a tendência de evitar um laço mais estreito com algum pretendente que não seja da sua religião ou não possua as mesmas crenças que você. Então fique atento para que em 2014 você não deixe reinar os atributos negativos do número, relacionados ao fanatismo e ao preconceito.

Comprometidos poderão querer mais intimidade com o par

Caso esteja comprometido, você almejará muita troca intelectual com a pessoa parceira, seja participando de cursos e palestras em conjunto, indo mais a teatros, exposições e eventos culturais, ou até mesmo viajando para conhecer outras culturas. Inclusive, casamentos com estrangeiros poderão ter uma porcentagem maior que a média em 2014.

Mas como o simbolismo do 7 sugere seletividade, os comprometidos vão querer mais do que o mútuo aprendizado nas relações. Em 2014, é possível que os casais busquem ter uma ligação de alma, isto é, uma profunda intimidade com quem se relacionam.

Em 2014, é possível que os casais busquem ter uma ligação de alma, isto é, uma profunda intimidade com quem se relacionam.

Nesse sentido, é possível que você e seu par curtam muitos filmes em casa debaixo do edredom ou saiam para um restaurante a fim de desfrutar um jantar romântico à luz de velas. Esses eventos e ambientes possuem um natural clima de privacidade e entrega, que estará em destaque ao longo do ano.

No entanto, para alcançar esse nível de profundidade na relação será preciso superar muitos medos, como o da perda e da traição, por exemplo. Não por acaso o 7 simboliza uma significativa desconfiança. Então existirá um temor muito grande de se abrir para o outro e criar um laço mais estreito, profundo e intenso, e posteriormente sofrer com o abandono e a ausência do ser amado.

2014 exigirá coragem para vencer medos

Essa resistência ao contato mais íntimo com outra pessoa será uma das maiores barreiras, tanto para solteiros quanto para quem já está se relacionando. E superá-la demandará muita coragem de vasculhar as causas desses medos. O simbolismo do 7 está vinculado à terapia, então seja para si próprio ou para o casal, os processos terapêuticos poderão contribuir muito para melhorar a qualidade das relações afetivas. Se a pessoa não estiver disposta a reconhecer (e vencer) o medo da intimidade, mantendo-se na defensiva, sem se abrir e nem se entregar ao outro, a solidão poderá preponderar em 2014.

Existirá também a opção de viver sem alguém como uma decisão saudável e consciente. Ou seja, pessoas que optam não se relacionar ou até mesmo se separar, porque preferem ter seu espaço próprio e autonomia. Em períodos simbolizados pelo 7 existe a tendência a querer ficar mais sozinho, morar em casa separada do cônjuge ou pelo menos manter quarto e banheiro separados da pessoa parceira.

Então, se você quer viver um relacionamento profundamente enriquecedor, valerá a pena investir no desenvolvimento da confiança e da intimidade com o seu par. E se está solteiro, investigar as causas de seus medos de amar. Seguindo nessa corajosa trilha rumo ao outro, as relações afetivas serão marcadas por um nível muito prazeroso de intercâmbio afetivo. Aproveite!

Yubertson Miranda

Yubertson Miranda

Yubertson Miranda é numerólogo, astrólogo e tarólogo e é graduado em Filosofia. Ama encontrar significado nos eventos do dia a dia. É autor das análises numerológicas do Personare.