Estagnação: o que é e como sair desse estado

Entenda melhor por que pode ser tão difícil tomar iniciativas que farão diferenças significativas em sua vida e como mudar essa realidade

Estagnação: o que é e como sair desse estado

Você já sentiu que algo te impede de tomar alguma iniciativa importante, como se fosse um leve freio de mão puxado? Ou já se questionou porque os seus dias parecem todos iguais? O que você está sentindo é estagnação.

Além de medo, ansiedade e até pânico, o acúmulo constante dessa situação faz você sentir como um leão furioso vivendo dentro de uma jaula minúscula, onde mal pode virar o corpo.

Entenda, a seguir, por que isso ocorre, quais os efeitos negativos e como sair dessa situação,

Os efeitos da estagnação

Sempre que você depara com o momento de dar o primeiro passo, algo paralisante se manifesta. Às vezes em forma de procrastinação, às vezes de sono, outras de preguiça ou até de medo.

Algumas vezes, esse medo aumenta tanto que se transforma em ansiedade e, se crescer mais ainda, transforma-se em pânico.

Esta repetição de “querer ir, mas não ir” cria um transtorno que pode ser sentido na forma mais suave, que te faz sentir apenas um passageiro dentro de um sossegado trem, onde você assiste à vida passar como uma paisagem sem de fato interagir com ela.

Ou pode ser de forma mais intensa e acelerada, te fazendo perceber que você perde todos os dias oportunidades de fazer algo diferente.

O acúmulo constante dessa situação faz você sentir como um leão furioso vivendo dentro de uma jaula minúscula, onde mal pode virar o corpo.

Isso pode se tornar tão incessante que a vontade é de rugir muito alto para quebrar essas grades, mas o rugido não sai. Aí, começa um novo medo e ainda mais forte: o de soltar o leão.

E se, ao sair enlouquecido, ele matar, agredir, destruir, ferir todos à sua volta?

Por que a estagnação acontece?

Eu já vi muitos leões enjaulados, bravos e famintos, simplesmente, porque estavam presos.

Se estivessem soltos, seriam majestades, donos de seus destinos, vivendo livres pelo mundo e responsáveis por suas vidas, criando realizações cada vez maiores e bem-estar crescente.

Onde tudo isso começa? Na família, lá atrás. É tudo tão confuso e antigo que fica muito difícil saber por onde começar a desenrolar este grande emaranhado.

Na minha prática de consteladora familiar, posso dizer qual é o ponto zero: as fidelidades familiares.

Por amor a você, eu também não me permito ser livre para ser quem eu realmente sou.

Nós sempre dizemos isso para alguém que amamos no nosso sistema familiar, mas acabamos negando nossa própria existência.

Como sair da estagnação

Cada fidelidade é peculiar para cada pessoa e está ligada aos laços de amor, às dores que pegamos emprestadas de nossos pais, avós, irmãos ou outros membros da família para que possamos evoluir.

Essas dores fazem parte de um plano maior, um plano divino que servem para o nosso próprio aprendizado.

E quando compreendemos este propósito e o que está por trás dessa dor, podemos olhar para o que nos impedia, agradecer por tudo o que aprendemos com a dificuldade e o que tivemos de desenvolver para superar. Assim, podemos aceitar o destino de quem amamos e podemos escolher diferente, trilhar novos caminhos! É a partir daqui que, de fato, começamos a viver!

Saímos do lugar de passageiro de um trem para entrarmos na própria paisagem. Sentimos as grades se dissolverem dentro de nós e, então, podemos nos sentir livres de dentro para fora. E, assim, dar um primeiro passo. E um segundo…

E sentimos nossas pernas em movimento até que, num momento, nos arriscamos a correr. Mas é só quando sentimos o galope no corpo e o vento na cara é que realmente percebemos o quanto nós caminhamos!

Todas estas nuances que envolvem as fidelidades podem ser vistas, compreendidas e liberadas através da Constelação Familiar, gerando um impressionante alívio e, consequentemente, a superação destes medos.

Se este é o seu caso e você sente que chegou o momento de libertar dos medos e limitações que você carrega e passar a ter mais leveza e oportunidades em sua vida, minha sugestão é: faça uma Constelação Familiar.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Isabela Borges

Isabela Borges

Terapeuta especializada em terapias transpessoais e constelações sistêmicas. Trabalha com Astrologia, Tarot, Reiki e Forais Joel Aleixo em seus atendimentos para promover o autoconhecimento e o desenvolvimento pessoal. Saiba mais