Escola dos Mistérios: série promove autoconhecimento infantil

Mesclando ficção e realidade, histórias incentivam transformações

Escola dos Mistérios: série promove autoconhecimento infantil

Como levar às crianças e jovens um conhecimento que vai além do conteúdo escolar e que traz ensinamentos valiosos sobre os mistérios da vida e da natureza? Como conduzi-los ao seu propósito? Que respostas seu filho daria às perguntas: “o que é a vida?” e “quem sou eu?”. Idealizada há alguns anos pelo casal Ana Cristina e Paulo Alexandre, a série “A Escola dos Mistérios” surgiu de um propósito maior da produtora Dharma: contar histórias ligadas à ecologia, saúde e espiritualidade que promovam transformações.

Com um formato original, “A Escola dos Mistérios” mistura ficção e realidade. Está disponível na plataforma Looke, no Net Now e foi ao ar na TV Brasil e TVE Bahia. Seis jovens vivem uma inesquecível aventura buscando desvendar a dimensão metafísica da energia, a grande força que move o mundo. Aprendem sobre o invisível e os mistérios da vida, ensinamentos que não encontram nas escolas. “Na sala de aula, a energia é ensinada de um ponto de vista específico: da química, da física e da matemática. Na série, começamos a trabalhar o conceito de energia magnética e vibracional para falar da metafísica”, diz Ana.

Os professores da escola são Luna, a contadora de histórias e colecionadora de memórias, interpretada por Ana; e Solis, um inventor alquimista, viajante do tempo, interpretado por Paulo. “A energia é a fonte de tudo que existe no universo, até mesmo o pensamento”, diz Luna em um dos episódios.

A educação midiática

Os aprendizes da série não são atores e sim jovens de uma escola localizada a três quilômetros do parque cinematográfico, a Escola Vila Verde – reconhecida por seu projeto inovador e criativo. “Estabelecemos uma parceria, assinando um acordo de cooperação técnica voltado à educação midiática, seguindo parâmetros defendidos pela Unesco, não apenas para viabilizar a participação dos alunos em nossa filmagem, mas para transformar essa vivência em uma oportunidade pioneira de ampliar sua base curricular”, conta Ana.

Os alunos vivenciaram então um projeto especial e passaram 26 dias nos estúdios da Dharma, onde tiveram aula de audiovisual com profissionais do mercado. Eles também aprenderam na prática o conteúdo que faz parte da grade curricular do MEC.

Eles chegavam na filmagem sem saber o enredo do dia, ou seja, interagiam de verdade com os professores. As câmeras captavam as reações espontâneas. Como num reality show, os jovens participaram de uma imersão real, num universo que fascina o imaginário infantojuvenil. Para criar o universo lúdico e mágico, os cenários, figurinos, objetos de arte, vivências e enigmas foram pensados com todo cuidado na pré-produção.

Líder humanitário e mestre espiritual, Sri Prem Baba participou do último episódio da temporada

Os episódios da série são divididos em quatro atos: O Chamado, parte teórica conduzida por Luna, que traz o arquétipo da Sacerdotisa, representa a Lua, o inconsciente; O Desígno, metafísica com vivências quânticas do Notável, que representa o arquétipo do Hierofante e os pensadores e filósofos, a imagem do guru (interpretado por Rex Thomas); A Revelação, parte prática com experimentos científicos de Solis, que representa o Sol, traz a metáfora do dia e está sempre disposto a comprovar e demonstrar os ensinamentos que  receberam nos atos anteriores; e A Colheita, onde os alunos conversavam sobre o que aprenderam. “O que a gente está aprendendo aqui é muito legal, a gente nunca ia aprender em nenhum outro lugar, nem em casa, nem na escola!”, disse um dos participantes.

Encontrando o seu propósito

Quantas pessoas chegam à idade adulta sem conhecer o seu propósito? A série tem a proposta de ser um facilitador para crianças e jovens encontrarem seus talentos, aproximando-os de sua verdadeira missão e ampliando seu conhecimento a respeito da vida, dos mistérios e da natureza. Diversas escolas que têm como projeto pedagógico o ensino de forma interativa e universal inspiraram a dupla de idealizadores.

Após o sucesso da estreia, Ana e Paulo já estão buscando viabilizar a segunda temporada que terá como tema a Energia Cósmica. Enquanto isso, promovem uma campanha para desenvolver Vivências Cinematográficas onde os espectadores poderão interagir com os personagens e serem iniciados no local onde a série foi gravada. Acesse o site da série para mais informações.

Desafio de férias

Que tal assistir à série com seu filho nas férias? Antes faça duas perguntas para ele: “o que é a vida?” e “quem é você?”. Lembre de anotar as respostas. Após assistirem à primeira temporada, faça novamente as duas perguntas para ele. E compartilhe conosco as respostas pelo e-mail conteudo@personare.com.br!

Olá, essa matéria foi útil para você?
Equipe Personare

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas. Saiba mais