Carregando
PUBLICIDADE

Amor > Relacionamento

Quartzo rosa e harmonia na vida amorosa

Conheça a pedra do amor e revitalize sua relação

Por: Simone Kobayashi

 

Você concorda que todo relacionamento amoroso é uma troca? Quando amamos alguém, trocamos atenção, carinho, energia. Mas você já pensou que só estamos aptos a trocar se temos algo que nos sobra, se temos um "extra" para dar? Isso é o ideal, mas não o habitual, infelizmente. Normalmente damos amor mesmo quando não nos amamos e cobrimos o outro de atenção quando, na verdade, somos nós que estamos precisando de cuidados. Ou o contrário: exigimos amor de quem não tem, carinho de quem nunca ou pouco recebeu. Com isso, nosso relacionamento se transforma em conta marcada na caderneta: você faz e anota tudo lá. Uma hora tem que cobrar! Mas, reflita: se estivesse sobrando em você, não lhe faria falta. Assim, você não cobraria, não exigiria.

O quartzo rosa é conhecido como a pedra do amor. Costuma-se dizer que é boa para arrumar namorado ou para "afinar" namoros. Na verdade, ele é a pedra do amor-próprio, do amor incondicional, do amor pelo amor. Não é por acaso que o quartzo rosa foi relacionado com a Deusa Vênus na antiguidade.

O rosa suave dessa pedra é o rosa da criança. Nossa criança interior que precisa estar bem alimentada, muito bem amada e segura para nos proporcionar a felicidade única do amor-próprio, do amor incondicional. É uma pedra utilizada no chakra cardíaco (no coração), centro energético das nossas emoções. A energia dessa pedra dissolve as cargas acumuladas no coração que o impedem de dar e receber afeto. Frente ao amor, as tristezas, as mágoas e ressentimentos se dissipam. Aí, não existem mais cobranças, exigências, carências... Nada de cadernetas!

Aprenda uma mentalização usando o quartzo rosa

Para se trabalhar com o quartzo rosa, pode-se posicioná-lo no centro do peito e imaginá-lo pulsando junto com seu coração. Mentalize a energia rosa invadindo seu coração e se expandindo para seu corpo todo a cada pulsação, como uma vibração de amor que cresce a partir do seu peito e envolve você inteiro. A visualização não tem tempo exato, a pessoa deve fazê-la até achar que está totalmente tomada pela energia do quartzo rosa. Se definirmos um tempo específico, há o risco de nos preocuparmos com o prazo e não "entrarmos" na meditação.

Com que freqüência podemos fazer essa mentalização? Recomendo esse exercício do quartzo rosa uma a duas vezes na semana, no máximo. Pois, abrir o chakra cardíaco muito rapidamente pode deixar algumas pessoas muitos sensíveis, sentindo-se vulneráveis, emotivas. Se demoramos muito tempo para nos fechar, temos que respeitar o tempo de nos abrir também, concorda?

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Simone Kobayashi

É terapeuta holística e autora do livro "Pedras e Cristais - Em Busca do Equilíbrio". Ministra cursos de Geoterapia (em SP e via internet) e de todos os níveis de Reiki. Saiba mais »

contato: simonekn@gmail.com
  • e-mail
  • Imprimir

MATÉRIAS RELACIONADAS

E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

NEWSLETTER

GRATIS
minimize close
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA A NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS