Carregando
PUBLICIDADE

Beleza > Estética

Mitos e verdades sobre drenagem linfática

Descubra se a técnica emagrece, contraindicações e mais

Por: Roberta Struzani

 

A drenagem linfática pode ser uma grande aliada para as mulheres. A massagem terapêutica atua na prevenção de celulite e ajuda a limpar toxinas que formam os nódulos de gordura. Isso elimina o inchaço do corpo e aumenta a oxigenação da pele em curto prazo. O método ainda deixa a pele com uma aparência mais saudável, além de proporcionar uma melhor circulação sanguínea.

As mulheres costumam passar por quedas das taxas hormonais em vários momentos da vida, como menstruação, TPM, gestação e menopausa. Trabalhando a circulação sanguínea por meio da drenagem linfática, é possível normalizar um pouco melhor essas taxas hormonais, melhorando o bem-estar e ganhando mais saúde.

Como funciona a massagem

O sistema linfático funciona paralelamente ao circulatório. É formado por uma grande rede de vasos, distribuídos por todo o corpo, coletando os líquidos dispersos, filtrando e direcionando-os para circulação sanguínea. Desta maneira, a drenagem atua com manobras que levam estes líquidos para as estruturas responsáveis em coletá-los.

A massagem é realizada através de pressões leves. É importante frisar que o método não é doloroso, tampouco deixa hematomas (roxos na pele). As pressões feitas na pele direcionam os líquidos do corpo para as estruturas do sistema linfático, onde será eliminado através da urina.

Drenagem linfática na gestação

A drenagem linfática costuma ser muito indicada durante a gravidez, já que a retenção de líquidos é uma das características mais marcantes nesta fase da vida da mulher. Isso acontece por que para dar conta do novo ser que está sendo gerado, o corpo da mamãe aumenta o volume sanguíneo em quase 50%, fazendo com que os líquidos dos capilares transbordem, causando o inchaço. Quando este líquido extravasa para o corpo em grande quantidade, o organismo sozinho não dá conta de coletar e eliminar pela urina. Isso leva a um acúmulo de componentes sujos perdidos no corpo, o que causa intoxicação. Esta intoxicação é percebida pelo nosso organismo, e gera excessos de respostas nervosas, deixando-nos em estado de irritação, nervosos.

Na gravidez, a drenagem somente pode ser realizada por um profissional especializado em gestantes, pois a massagem requer alguns cuidados fundamentais e algumas adaptações para o beneficio da mãe. A grávida precisa, inclusive, de uma prescrição médica para o início do tratamento.

Diminuição dos sintomas na TPM

A tensão pré-menstrual é um conjunto de sintomas que se inicia até quinze dias antes da menstruação, e cessa no início do fluxo menstrual. Atualmente, muitos estudos estão comprovando a existência dos sintomas desta síndrome durante toda a menstruação e um pouco após o término também. Isso se dá entre outros motivos pela mudança de hábitos sociais, estresse e má alimentação, reduzindo a resposta nervosa para inibir a produção dos hormônios no momento certo.

Os sintomas da TPM são: irritabilidade, alterações de humor, insônia, vontade excessiva de comer doce, ansiedade, comportamento depressivo, impulsividade, confusão mental, fadiga, inchaços pelo corpo, dor lombar, aumento de peso temporário e enxaqueca. Tudo isso acontece pelo desequilíbrio entre estrógeno e progesterona, alterações na atividade de endorfina e serotonina (hormônios da felicidade e do prazer), mais o excesso de prolactina e deficiência das vitaminas B6 e vitamina E.

Todas estas intercorrências são tratadas através da drenagem linfática. O hormônio progesterona, presente em grande quantidade na TPM, causa flacidez na parede venosa, ou seja, os vasos ficam mais grossos e já não podem contrair como antes para levar o sangue para o resto do corpo. Consequentemente, causam prejuízo da circulação sanguínea. Isso dificulta a chegada de oxigênio por todo corpo, juntamente com os hormônios de inibição da TPM. Os sintomas então ficam mais intensos.

Sendo assim, a drenagem linfática atua numa melhor resposta do sistema circulatório, melhorando a atuação do organismo para inibição dos sintomas da TPM, além de eliminar as toxinas que causam irritação e melhorar a retenção hídrica que causa o inchaço.

Drenagem elimina celulite?

Sim, desde que o problema esteja no início. Mas com certeza a drenagem previne maiores formações. Qualquer que seja a causa da celulite - má alimentação, sedentarismo, cigarro ou alterações hormonais - o problema começa com um processo de retenção de líquido que levará á má oxigenação do tecido, endurecendo até formar nódulos. A drenagem eliminará o líquido excessivo e quebrará o ciclo vicioso da celulite.

Drenagem linfática e emagrecimento

A drenagem diminui a retenção de líquidos em áreas do corpo que estão propensas ao acúmulo de gordura, como abdome e coxas. Também acelera o metabolismo, favorecendo a queima dos estoques de gordura.

A massagem funciona sozinha?

Se o intuito da drenagem for terapêutico, ou seja, alguma doença, alteração do corpo ou cirurgia onde o médico tenha indicado drenagem, a resposta é sim, a drenagem age por si só. No entanto, se o intuito é modelar o corpo, é necessário ir além da drenagem e adotar uma mudança de hábitos alimentares. Algumas atividades físicas também podem ser associadas à massagem. Para saber o que é mais adequado para você, é preciso fazer uma avaliação com um profissional especializado em drenagem. Cabe ao especialista orientar qual alimentação ou atividades físicas são mais adequadas, assim como se existe alguma alteração no seu organismo que pode estar prejudicando a perda de peso. Junto com a drenagem linfática pode-se ainda associar o uso de aparelhos e cosméticos que auxiliam na redução de medidas.

Rumo ao corpo ideal

A ingestão de chá verde potencializa internamente o efeito da drenagem linfática. A bebida ativa o sistema imunológico, atuando na ativação do metabolismo e também na eliminação de toxinas e inchaço. Segundo estudos feitos por acadêmicos e universidades de todo o mundo, como a University of New Jersey, tomar chá verde diariamente ajuda a diminuir a incidência de alguns tipos de doenças oncológicas (como nos pulmões, mama, pâncreas ou cólon) ou a perder peso.

O chá verde age ao nível termogênico, isto é, aumenta o nível de trabalho do metabolismo. Em termos práticos, estimula a atividade metabólica ao incentivar o organismo a despender mais energia, e como não é um neurotransmissor ou supressor de apetite, não causa qualquer tipo de alteração. Apenas deve ser tomado com alguma atenção no caso das pessoas que sofrem de problemas de pressão arterial alta, uma vez que o chá verde para emagrecer pode aumentá-la ainda mais.

Vale lembrar que o chá verde é mais eficiente que o chá branco e o chá vermelho, diferente do que muitos dizem. O chá verde tem todas as propriedades dos outros dois, e sua diferenciação está no modo de preparo. Onde o chá verde assim como os outros são feitos a partir da planta Camellia sinensis, no entanto passam por uma infusão, onde as ervas sofrem pouca oxidação, o que não acontece com as folhas dos outros chás. Isso atribui ao chá verde excelentes benefícios que foram citados anteriormente.

Quanto maior a quantidade de água ingerida, mais veloz é a liberação das toxinas do corpo e a eliminação do inchaço. Por isso deve-se ingerir, no mínimo, cerca de 1,5 litros de água por dia.

Para obter bons resultados com a drenagem são necessárias no mínimo dez sessões, feitas de uma a três vezes por semana, sendo uma semana seguida da outra. É fundamental a realização de atividades físicas - de preferência aeróbicas - como caminhada, corrida, natação e bicicleta. Também devemos mudar os hábitos alimentares, comendo menos e mais vezes, para aumentar o metabolismo e queimar maior caloria.

Precauções

A drenagem linfática deverá ser realizada por um profissional qualificado, fisioterapeuta, esteticista ou ainda um terapeuta apto para a massagem. Segundo estudos científicos da Universidade de Fortaleza, a drenagem linfática manual é incomparavelmente mais eficiente que a drenagem feita por aparelhos mecânicos.

As manobras da drenagem devem ser realizadas em toques suaves para que seja possível alcançar os líquidos perdidos no corpo. Quando é feita muita pressão ocorre a obstrução dos vasos desses líquidos, e não se obtém resultado nenhum. Portanto, a dica é fugir das drenagens fortes e doloridas.

A massagem deve ser leve e relaxante, mas tem contraindicações, identificadas por meio de uma avaliação profissional. É o especialista que dirá se você pode ou não se submeter ao tratamento. Não é necessária prescrição médica, exceto nos casos de drenagem para grávidas, pós-cirúrgico ou mastectomia, que são casos específicos, indicados somente para fisioterapeutas aplicarem o método.

Para continuar refletindo sobre o tema

Aromaterapia para questões estéticas - Óleos essenciais potencializam os efeitos da drenagem linfática

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Roberta Struzani

Fisioterapeuta, pós- graduada em Ginecologia, Obstetricia e Mastologia. Especializou-se em sexualidade, saúde da mulher e atividades físicas para gestantes. Saiba mais »

contato: fisioterapia.roberta@gmail.com
  • e-mail
  • Imprimir

MATÉRIAS RELACIONADAS

E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

NEWSLETTER

GRATIS
minimize close
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA A NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS