Carregando pagina

Beleza > Autoestima

O Mago e a construção da autoestima

Entenda este arcano e faça exercício para descobrir sua beleza interna

 

"Primeiro eu!", grita o menino em meio aos seus amigos, frente à nova brincadeira. Da mesma forma, O Mago, o número 1, inicia a sequência dos arcanos maiores no Tarot puxando a fila de 22 figuras. Antes de tudo e de todos, o EU.

Sabemos que a fortificação do ego é necessária para a construção da identidade na infância. E é partir desta lenta engenharia que a facilidade para interagir mais e melhor se monta, que nos tornamos aptos para reconhecer uma parte de nós no outro, em que se habilita o sentido da alteridade e a empatia. A capacidade de amar a si mesmo é condição sine qua non para uma vida plena. No entanto, uma postura egocêntrica arraigada nos impede de alcançar a tranqüilidade interior, atrapalhando o desenvolvimento da autoestima e, por consequência, a capacidade de amar verdadeiramente.

Paradoxal? Sim. E aqui reside o segredo: nem tanto ao céu, nem tanto a terra. A sabedoria reside no exercício da justa medida. É só ter em mente que para um contato saudável com o mundo exterior é preciso, antes de tudo, regar o espaço interior, encontrar um reduto de paz. Uma questão de "prioridade", de ponto de partida, aliada à noção de que nada está separado, que somos os elos de uma imensa cadeia. Reconhecer nossos recursos, nossos aliados internos, nossas qualidades, fortifica nosso papel dentro da estrutura e reforça a vida social e afetiva."Reconhecer nossos recursos, nossos aliados internos, nossas qualidades, fortifica nosso papel dentro da estrutura e reforça a vida social e afetiva."

O Mago, o primeiro arcano, ilustra simbolicamente esta noção: em algumas das suas representações, traz o uroboros, cobra que morde a própria cauda, em torno da sua cintura. O arcano I busca nas forças celestes (o caduceu levantado) e telúricas (seus pés fincados no chão e as pernas da mesa de trabalho) a constante auto-renovação (característica das serpentes) absolutamente necessária para que se tenha condições de criar novas realidades. A sua frente, os elementos, simbolizados pelas moedas (o plano material), pelos copos (plano emocional), pelas facas (plano intelectual) e pelo bastão em sua mão (plano intuitivo) mostram que O Mago domina com a habilidade de um malabarista, em todos os estratos, as suas relações com vida.

A concentração e a consequente perícia tornam as mãos do Prestidigitador tão hábeis e rápidas quanto o pensamento. E é a partir do autoconhecimento, do crédito que confere às suas capacidades, que O Mago e todos nós podemos começar a caminhada e comunicar ao mundo de onde viemos e para aonde vamos. É daí que nasce o potencial de reflexão (A Sacerdotisa), o de frutificação (A Imperatriz), de concretização (O Imperador), de abstração (O Papa) e assim por diante.

Quais são suas habilidades?

Um exercício simples, mas efetivo, para que contactemos nossos recursos internos é o seguinte: corte algumas folhas em branco em quatro partes. Coloque-as sobre uma mesa com canetas ao lado, sente-se e relaxe. Se uma música clássica ajudá-lo no processo, ótimo. Respire fundo várias vezes. Esqueça suas questões, seus problemas. Entre em contato com seu centro e pergunte-se quais são suas verdadeiras habilidades. Assim que tiver levantado algumas delas, começe a escrever. Cada uma das habilidades ocupará um quadrado. Sim, você pode sofisticar o exercício e colocar ao seu lado um vaso de flores representando a terra e o plano material, acender um incenso para aludir ao ar, plano intelectual, encher um cálice com água para acessar o plano emocional, acender uma vela para lembrar-se do plano intuitivo representado pelo fogo. Anote tudo o que sabe e pode fazer. Registre suas melhores qualidades. Quando achar que está bom, pare e vá fazer outra coisa. Durante o dia olhe várias vezes para a mesa com seus quadrados de papel. Se algo lhe ocorrer, remarque, revise, acrescente.

Partindo do príncipio que o primeiro arcano funciona melhor em contato com o segundo, A Grã-Sacerdotisa, continue o exercício: sozinho, antes do horário de dormir, troque os lençóis. Escolha o melhor pijama, a camisola mais macia. Tome uma ducha, e, se puder, um banho de imersão com ervas de sua preferência. Busque no contato com a água o sentido da tranquilidade. Identifique-se com a água. Maleável, aconchegante, transparente, fluida como a sua alma. Passe o tempo que for necessário nessa relação. Saia do banho, fique frente a um espelho e passe um creme ou óleo especial vagarosamente pelo seu corpo. Acaricie sua pele como quem acaricia um coração. Olhe-se, ame-se, deixando que o espelho reflita não o seu corpo, mas a sua essência mais pura. Ela irá transparecer através dos seus olhos. Vista-se e antes de deitar-se, , junte os papéis da mesa, empilhe e coloque embaixo do travesseiro. No dia seguinte, anote seus sonhos e impressões, mantendo a sensação que sentiu dentro da água. Suas relações estarão facilitadas e você sentirá maior paz interior quando terminar.

E para fechar, complete o trabalho com A Imperatriz, arcano da frutificação. Escolha uma quantidade de sementes correspondente aos quadrados de papel e plante-as em terra fértil. Cuide bem do seu canteiro. E guarde suas anotações em algum lugar especial e seguro.

Lembre-se: a satisfação consigo mesmo é o primeiro passo para satisfazer aos outros. É impossível fazer alguém feliz sem se sentir feliz primeiro, nem que seja por pequenos momentos. Reconhecer a beleza interna é imprescindível para identificar a beleza nos outros e no mundo que nos rodeia.

Assim terá reunido as condições necessárias para o exercício do amor. E isso é pura magia.

Primeiro EU!

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Zoe de Camaris

Taróloga. Pós-graduada em Linguística. Incluiu o Tarot nos seus estudos de especialização no intuito de revalidá-lo como um sistema de linguagem visual interdisciplinar. Saiba mais »

contato: zoedecamaris@gmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

Holis é uma empresa do Grupo Personare