Carregando pagina

Você > Desenvolvimento Pessoal

Aonde você quer chegar?

O Tarot pode ajudar você a tomar a direção correta

 

As escolhas definem a nossa vida. Desde o momento de nos levantarmos da cama e lavarmos o rosto até o momento de nos deitarmos novamente. Essa verdade muitas vezes passa despercebida pelo fato de que o nosso cotidiano já é automatizado, tanto pelas máquinas quanto pelo estresse, impedindo uma visão mais consciente da nossa própria rotina.

Muitos me escrevem sobre a falta de poder sobre as próprias decisões, sobre os próprios meios de alcançar alguma luz que dissipe os problemas. Diante desse fato, recorro ao Tarot com um simples pedido: dê toda a orientação necessária a quem precisa resgatar o próprio poder pessoal. Escolho um arcano e sorrio: O CARRO, o domínio sobre os caminhos. A estrada que leva ao sucesso ou ao fracasso.

Esse caminho tem um coração?

Carlos Castañeda é um escritor e antropólogo conhecido pelos seus relatos autobiográficos sobre os ensinamentos que recebeu de Don Juan Matus, um índio da tribo Yaqui, no deserto mexicano. Em seu primeiro livro, o best-seller mundial A Erva do Diabo, Don Juan afirma que a pergunta acima é essencial para tornar-se verdadeiramente forte. Aliás, a pergunta é extremamente forte.

Um exercício muito prático é o de imaginar o arcano por outro prisma. Veja-o ao contrário, como se você fosse aquele cocheiro sendo levado pelos cavalos. Se possível, imprima a imagem e coloque contra o seu peito, isso facilitará e até mesmo potencializará a visualização. Então pergunte-se: esse caminho tem um coração?

Para descobrir é preciso manter a sinceridade para com as suas próprias escolhas. Tomar decisões com o coração é o mesmo que aceitar o poder da sua intuição para direcionar melhor o seu modo de viver.

Analisando a imagem um pouco mais a fundo, podemos perceber que os cavalos se dirigem para trilhas contrárias, o que sugere uma bifurcação do caminho que você, o cocheiro, está tomando. Já parou para pensar que todos os dias e em todas as situações existem mais de um caminho a ser escolhido? Basta refletir um pouco para perceber como a vida nos oferece mais de uma opção para chegarmos ao nosso destino. Seja ele qual for, exige sempre a responsabilidade de encará-lo com olhos bem atentos, pois lições valiosas estarão disponíveis ao longo do trajeto.

Quando dizemos a nós mesmos, por exemplo, "hoje devo ir à academia, mas não estou com vontade", não deixamos claro qual é a nossa decisão. Você vai ou não vai? Se for, você fica em dia com as suas obrigações pessoais. Se não for, você assume as consequências? Se sim, então decida terminantemente que deixará de ir, não importa o motivo - se por preguiça, cansaço ou pouco tempo disponível. O que importa é a sua postura pessoal para tomar decisões e arcar com elas.

Tomando atalhos

Mas e quando o caminho escolhido não nos leva à realização dos desejos ou mesmo a um bem-estar emocional? Um emprego diferente, um relacionamento novo, a mudança de casa ou a troca do carro nem sempre mudam o seu jeito de pensar e agir para que haja uma transformação pessoal que lhe mostre o caminho da satisfação. É aí que tomar um atalho pode ser a medida adequada. Comece reconhecendo que a estrada escolhida realmente não foi a que você imaginava. Depois, procure o retorno mais próximo para si mesmo, entendendo que toda decisão que você toma lhe ajuda a crescer e a conhecer paisagens diferentes de modo inusitado. Deixe as certezas de lado por um instante e concentre-se na direção que você assume. Você está contente? Você já vê resultado almejado? Se não, porque você não tenta mais um pouco? Não há mérito sem esforço. E ninguém tira de você a experiência das várias realidades, tristes e felizes, que dançam diante dos seus olhos."Não há mérito sem esforço. E ninguém tira de você a experiência das várias realidades, tristes e felizes, que dançam diante dos seus olhos."

São elas que preenchem você de sabedoria e de consciência, proporcionando crescimento pessoal. Mas o sentido da viagem só é alcançado quando você assume verdadeiramente a direção da sua própria existência. Não importa onde você que quer chegar, desde que o seu caminho tenha um coração. Para descobrir, você deve fazer apenas uma coisa: dar o primeiro passo.

Para continuar refletindo sobre o tema:

World Tarot Day - http://worldtarotday.com
CASTAÑEDA, Carlos. A Erva do Diabo, São Paulo: Editora Nova Era, 2000

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Leo Chioda

É escritor e tarólogo. Dedica-se a palestras sobre Tarot, pesquisas históricas e prática da leitura das cartas. É também autor da análise de Tarot Mensal do Personare. Saiba mais »

contato: chiodatarot@gmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS