2015: o ano da justiça

Arcano do Tarot sugere que período será marcado por mudanças e decisões

2015: o ano da justiça

O Tarot – a figura olha atentamente, e não para a direita ou esquerda, como os personagens dos outros arcanos – é prudente levar em conta que ela nos cobrará uma postura decisiva, na maior parte do tempo. Ficar em cima do muro entre fazer e não fazer, ou mesmo alimentar indefinições a respeito do que se quer e do quanto se é capaz é o mesmo que deixar nas mãos dos outros as escolhas que você deveria fazer por si próprio. 2015 será um ano marcado por situações difíceis para aqueles que não sabem se decidir em pouco tempo. Por isso, é preciso aprender a confiar que a vida é realmente feita de escolhas e que para cada uma delas haverá um resultado específico.

2015 será um ano marcado por situações difíceis para aqueles que não sabem se decidir em pouco tempo. Por isso, é preciso aprender a confiar que a vida é realmente feita de escolhas e que para cada uma delas haverá um resultado específico.

Concentrar-se no que e em quem importa tende a ser mais que positivo para que nenhuma atitude seja equivocada. Refletir sobre seus deveres deve ser uma das principais tarefas, já que o maior desejo ao longo de 2015 será o de trazer harmonia à vida cotidiana e gozar do que é justo e digno de se conquistar.

“A Justiça” rege as profissões ligadas a leis, processos, contratos, testes, provas, medições, estatísticas, teorias, pesquisas, cálculos, análises, catalogações e documentações. Também tem relação com advogados, juízes, bancários, administradores, cientistas, competidores, místicos, intérpretes, terapeutas e mesmo equilibristas.

A nível corporal, este Arcano Maior sugere que em 2015 devemos tomar absoluto cuidado com a postura, já que a rigidez e a falta de postura e movimento podem ser fatores decisivos para complicações de coluna. Uma alimentação balanceada não deve ser descartada, já que este é o ano de harmonizar os próprios costumes e manter a saúde em primeiro lugar. Atenção especial ao modo como você se coloca diante dos outros e das situações, pois uma presença aprumada e sempre correta pode trazer mais benefícios do que se imagina.

Neste ano você conta com a possibilidade de mudar, de fato, aquilo que deseja. É tempo de eliminar tudo que está em demasia e fazer valer a ditadura do “nada em excesso”, já que o exagero e a falta de regras podem gerar desequilíbrios de saúde e uma sensação constante de deslocamento – ou mesmo de que as coisas estão erradas e fora do lugar devido.

CONSELHOS DO ARCANO PARA O SUCESSO EM 2015

“A Justiça” exige uma postura mais racional diante das decisões e mesmo das dúvidas existenciais que podem surgir ao longo dos meses. Aprender a ser imparcial é uma das lições mais preciosas para que os problemas cotidianos não sejam levados para o lado pessoal. Aliás, alimentar fofocas, remoer ofensas e manter vivas determinadas complicações podem ser cruciais para deixar em desequilíbrio constante a rotina e as relações cotidianas.

Se você se propuser a construir, escrever, projetar, montar ou mesmo escrever algum projeto, por menor ou menos importante que seja, procure concluí-lo. Honrar a própria palavra é um dos mandamentos de “A Justiça”, pois o que está em jogo é o seu comprometimento e a execução daquilo que se propõe.

Honrar a própria palavra é um dos mandamentos de “A Justiça”, pois o que está em jogo é o seu comprometimento e a execução daquilo que se propõe.

Para que haja bons resultados em tudo aquilo que você deseja, procure respeitar as pessoas como se elas fossem você. Discussões e reivindicações calorosas tendem a ser iminentes em 2015, mas o autocontrole é um sinal bastante claro de alguém que preza pela educação, pelo respeito e pela coerência.

“A Justiça” sugere absoluta cautela com acordos, contratos e processos ligados a bens materiais. Questões judiciais merecem atenção especial deste Arcano em 2015. Isso não significa que os resultados serão favoráveis àqueles que têm razão ou direitos em determinados casos, mas é preciso confiar na justiça para que o melhor seja feito. Para isso, será preciso aprofundar-se nos assuntos pertinentes, não permitir que qualquer profissional tome partido e agir de modo pragmático e questionador na maior parte do tempo para que se obtenha sucesso em disputas judiciais, por exemplo.

Leo Chioda

Leo Chioda

É escritor e tarólogo. Dedica-se a palestras sobre Tarot, pesquisas históricas e prática da leitura das cartas. É também autor da análise de Tarot Mensal do Personare.