Carregando pagina

Saúde > Prevenção e Cuidados

Você quer parar de fumar?

Fitoterapia, florais, aromas e mais dicas úteis da Naturologia

 

Parar de fumar não é fácil, mas é cada dia menos difícil, se contarmos com a ajuda que a natureza tem a oferecer. Mas para sermos ajudados é necessário realmente querer!

O cigarro, que tradicionalmente foi associado ao glamour e à rebeldia adolescente, hoje está vinculado à doença, ao vício e à inadequação social. Se antes era possível ser fumante sem nunca questionar o hábito, hoje todo adepto do fumo se depara de tempos em tempos com o desafio de deixar de fumar. Por esse motivo, o processo de decisão de abandono do hábito é um fator muito importante para o sucesso ou insucesso da tentativa. Porque a decisão é, sim, resultado de um processo, mesmo quando aparenta ter sido tomada impulsivamente.

Os motivos corretos

A decisão de parar de fumar tem que ser baseada nos motivos corretos! Não vai acontecer porque os pais, os filhos, o(a) namorado(a), o(a) esposo(a), os amigos ou quem quer que o rodeie deseje. Claro que o apoio das pessoas queridas é muito importante, mas não pode ser o motivo da decisão. Este motivo é muito pessoal e tem que ser forte! Para encontrá-lo pode ser interessante procurar responder a algumas questões:

  • Se esta ou aquela pessoa não se importasse com meu hábito de fumar, ainda assim eu desejaria parar?
  • Se não houvesse uma pressão no trabalho, mesmo assim eu tentaria?
  • Se eu tiver um jeito de fumar sem ninguém perceber, mesmo assim eu quero parar?

Respondendo sim a essas perguntas você está eliminando alguns motivos incorretos para abandonar o hábito. Agora busque também responder às questões afirmativas:

  • Eu percebo que o cigarro interfere negativamente na minha saúde, provocando sintomas desagradáveis, como pigarro, tosse e falta de fôlego?
  • Eu admiro quem conseguiu parar de fumar?
  • Eu me imagino uma pessoa melhor sem o hábito do cigarro?
  • Eu relaciono o abandono de hábito a uma vida mais saudável e feliz?

Se você respondeu mais alguns "sins", então é possível que esteja no caminho certo de superar este vício. E sendo assim, veja algumas dicas do que a Naturologia tem a oferecer para ajudar você:

  • Florais de Bach: Essências florais são preparados vibracionais à base de flores que atuam em nosso emocional. O ideal é que seja formulado individualmente, de acordo com o momento e as características de cada um. Porém, podemos citar algumas essências do sistema de Florais de Bach que podem ser indicadas para apoio ao momento de parar de fumar. Impatiens, atenua a irritabilidade que pode estar associada à retirada da nicotina do organismo; Crab Aplle, auxilia os processos de limpeza e desintoxicação; Walnut, para constância na decisão e proteção de influências externas; Chestnut Bud, para os que já tentaram parar outras vezes e não alcançaram seu objetivo. Em outros sistemas também encontramos essências importantes, como a Nicotiana do sistema floral da Califórnia e Dandelion, com ação semelhante ao Impatiens de Bach.
  • Auriculoterapia: O estímulo de pontos específicos no pavilhão auricular contribui para a inibição da compulsão pelo cigarro, acalma e equilibra. Este estímulo pode ser feito por sementes ou micro esferas de diversos materiais. É preciso consultar um profissional para fazer as aplicações.
  • Aromaterapia: O uso de óleos essenciais, que são os óleos extraídos das partes aromáticas das plantas, pode ser um importante aliado no desafio de parar de fumar. Massagens com óleos preparados com estes aromas, aromatizadores elétricos ou em spray com sinergias (combinações de aromas) para o ambiente, cremes para a pele e para a inalação, são algumas das possibilidades de ajuda nos momentos mais difíceis de superação do hábito.
  • Automassagem, técnicas meditativas e respiratórias, arte integrativa: Essas técnicas ajudam muito a substituir os momentos prazerosos do cigarro por momentos de relaxamento, prazer e conforto sem o cigarro. Grande parte do apego que temos ao hábito está muitas vezes relacionado a esses momentos e é importante criar alternativas, como uma meditação rápida e simples dirigida por uma boa música, uma técnica de respiração relaxante, uma pintura de mandala, a leitura de um conto ou uma auto massagem em pontos específicos. Se você para seu trabalho no meio da tarde para fumar, é preciso substituir o hábito por algo prazeroso e saudável. Se você fuma quando fica sozinho em meio a uma rotina muito agitada, vai ser importante manter esses momentos de solidão, reflexão e relaxamento sem o cigarro.
  • Fitoterapia: Os fitoterápicos podem auxiliar em desconfortos físicos que surgem pela mudança de hábito e pela retirada de nicotina do organismo, como dificuldade na evacuação ou na conciliação do sono. Chás e tinturas bem indicadas podem ajudar seu organismo nesta fase de mudança.

Então, coragem e confiança, que a natureza está aí para ajudar você a alcançar seu objetivo! Se estas dicas não são suficientes, não desista! Procure um profissional para lhe ajudar nesta tarefa. Você verá que aquilo que às vezes parece tão distante está mais perto do que você imagina!

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Katia Leite

Com formação universitária em Naturologia, dedica-se a atendimentos individuais e em grupo em São Paulo. Busca nos elementos da natureza os instrumentos que ajudam a manter e recuperar a saúde. Saiba mais »

contato: katiaaj@hotmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS