Carregando pagina

Beleza > Estilo

Troca-troca de roupas ajuda o meio ambiente

Ao invés de comprar peças novas, compartilhe seu guarda-roupa

 

Quem nunca teve a alegria de herdar roupas ou calçados dos irmãos e primos mais velhos, quando criança? Quem nunca teve uma tia ou avó que comprava roupas para as crianças, de tamanhos maiores, para durar mais tempo? As tendências de "consumo sustentável" dos dias atuais têm trazido de volta alguns desses hábitos tão marcantes em nossas vidas.

Imagine que bacana trocar com um amigo aquela blusa linda que você sempre gostou, mas nunca achou uma igual para comprar, ou que custa caro demais nas lojas de grife. Imagine ainda ter uma peça exclusiva e original, sem ter que pagar um só real por ela. Essa é a ideia do "troca-troca" de roupas: tornar útil para outro alguém aquilo que você não usa mais, trocando por coisas que sempre quis, mas nunca conseguiu comprar."Essa é a ideia do "troca-troca" de roupas: tornar útil para outro alguém aquilo que você não usa mais, trocando por coisas que sempre quis, mas nunca conseguiu comprar."

Você pode chamar esse "troca-troca" de bazar, feira, ou mesmo de encontro. Mas a tendência é que essa ideia fique cada vez mais popular. Atualmente já existem blogs e redes sociais que promovem essa ideia através das trocas online, cujo único custo é o do frete de entrega. Mas você também pode pesquisar as oportunidades de encontros presenciais, ou mesmo inventar o seu próprio "troca-troca", reunindo amigos e familiares. Ao contrário do que alguns pensam, essas reuniões não necessariamente simbolizam falta de dinheiro para comprar coisas novas, pelo contrário, o chique agora é ser consciente! Vamos aprendendo a valorizar todas as coisas ao nosso redor, através dos 5 R's: refletir, recusar, reutilizar, reduzir e reciclar.

Evite o desperdício

Todos os dias somos impulsionados a fazer mais e mais compras, e por vezes acabamos comprando coisas que não precisamos e acumulando pertences sem utilidade para nós. Esses hábitos de consumo exagerado fazem com que percamos dinheiro, além de gerar, desnecessariamente, resíduos de fabricação, como por exemplo, retalhos de tecidos que sobram nas confecções, água contaminada por tingimentos de novos tecidos, entre outros. Contribuímos para o aumento da fabricação de produtos que não são úteis para nós e ainda geramos mais lixo, oriundo de produtos que tiveram pouquíssima vida útil.

Uma roupa deve durar cerca de pelo menos 10 anos em uso contínuo - desde que seja bem cuidada e de boa procedência - mas pode levar até centenas de anos (dependendo do material) para se decompor no solo. Agora imagine uma roupa que você tem há anos e só usou uma ou duas vezes. A vida útil da peça poderia ser bem maior se ela não estivesse presa ao seu guarda-roupa. Por isso, é muito importante estarmos atentos na hora da compra, não nos iludirmos com vitrines e promoções, e só levarmos para casa aquilo que realmente vamos usar.

Crie seu próprio encontro de trocas

Quem preferir pode tomar a iniciativa e realizar seu próprio encontro, reunindo familiares e amigos em casa mesmo. A ideia é apenas trocar as peças e não vendê-las, justamente para evitar o consumo exagerado, e assim permitir que todos aproveitem as roupas que não usam como moeda de troca por novas peças que gostariam de ter. Converse sobre essa ideia com seus convidados e divulgue o encontro como desejar. Mas no caso de algo intimista, aconselho a não usar convites online, pois seu encontro poderá tomar uma proporção muito grande, perdendo o conceito de reunião de amigos.

Confira abaixo algumas dicas importantes para você montar seu próprio encontro de troca de roupas:

  • Escolha um espaço amplo, confortável e com boa iluminação.
  • Combine previamente com os convidados se as peças vão variar de preço ou se cada peça vale outra peça.
  • Em caso de peças com valores diversos, utilize etiquetas, estabelecendo faixas de preço.
  • Procure ter pelo menos: uma arara, um espelho grande, cabides, sacolas e, se possível, um banheiro próximo, para as pessoas experimentarem as roupas.
  • Peça para todos os convidados levarem um prato diferente e monte uma mesa de comidas e bebidas. Assim a reunião será mais agradável.

Os encontros de trocas são excelentes oportunidades para adquirir peças novas e exclusivas, repaginar o estilo e ainda se desfazer de peças que você não gosta mais, não usa, ou não lhe interessam. No caso de encontros familiares, você pode ainda trocar presentes, combinando que cada um deve presentear pessoas específicas, que gostariam mais de determinadas peças de roupa.

De qualquer maneira, vale a pena sempre fazer aquela "faxina" no guarda-roupa. Recomendo que faça isso a cada seis meses, pelo menos, a fim de analisar suas peças e ver o que realmente é útil para você. Mantendo o guarda-roupa bem organizado e a faxina em dia, evitamos gastos desnecessários e nos lembramos de peças esquecidas no guarda-roupa, que podem nos ser de grande serventia - ainda que seja pelo uso de uma amiga. Caso você não goste dos encontros, após a "faxina" passe suas peças às pessoas que você sabe que usariam, ou para instituições de caridade. O importante é prolongar ao máximo a vida útil de cada roupa que um dia compramos.

Através da troca de roupas evitamos o desperdício de matéria-prima para fabricação das peças, diminuímos o volume de lixo produzido, e assim atuamos na ação mais importante para a sustentabilidade do meio ambiente: consumir com consciência!

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Keka Ribeiro

Formada em Design de Moda, é especialista em moda sustentável. Atua em marca própria, desenvolvendo ações sociais e coleções temáticas através do conceito de vestuário ecofriendly. Saiba mais »

contato: contato@kekaribeiro.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

Holis é uma empresa do Grupo Personare