Carregando pagina

Saúde > Prevenção e Cuidados

Terapias para terceira idade

Métodos alternativos podem trazer mais qualidade de vida para idosos

 

À medida que a idade chega, é natural que o corpo passe por transformações e necessite de mais cuidados. Sendo assim, as pessoas buscam recursos cada vez mais eficazes para envelhecer com saúde e vitalidade. Nesse cenário, a prática de terapias alternativas pode ser uma boa opção para quem deseja administrar as naturais deficiências da terceira idade e encarar essa fase da vida com mais alegria.

Métodos como Shiatsu, Pilates, Reiki, Terapia Floral e Aromaterapia podem trazer mais disposição para a terceira idade, além de manter a mente e o corpo desses experientes guerreiros em equilíbrio. Especialistas acreditam que essas práticas garantem uma melhora na qualidade de vida dos idosos e representam a possibilidade de superar as dificuldades de uma forma mais natural.

Pilates

Para a professora de Pilates Mercês Regina, essa atividade ajuda os idosos a terem mais alinhamento corporal, força e coordenação motora, além de elevar a autoestima. A especialista acredita que a chave para uma vida melhor está na respiração. "Ao respirar profundamente, fortalecemos a região abdominal e lombar, deixando os músculos tonificados e a coluna mais forte. O Pilates respeita o corpo e os limites de cada um, nos ensinando a viver muito melhor", aposta Mercês.

Praticante de Pilates há dez anos, a dona de casa Myriam Senna, de 89 anos, garante que os exercícios eliminaram as dores corporais e só trouxeram melhorias para sua vida. "Troquei o tricô pelo Pilates. A prática me ajudou a melhorar a postura e o equilíbrio. Hoje em dia meu tempo é muito bem aproveitado e gasto com mais qualidade. Para quem precisa incorporar uma rotina mais saudável, força de vontade faz toda a diferença. Eu não me entrego aos obstáculos que aparecem com o tempo e faço questão de viver a terceira idade com independência", ensina Myriam.

Shiatsu e Reiki

Outras alternativas para combater problemas como artrite, artrose, dores lombares, estados depressivos e ansiedade são as técnicas de Shiatsu e Reiki. Por meio de massagens que utilizam a pressão dos dedos em pontos de tensão do corpo, o Shiatsu causa uma sensação de bem-estar. Já o Reiki funciona como um sistema de energização pelo toque das mãos. "É uma ótima maneira de repor energia e contribuir com a longevidade", explica a terapeuta holística Solange Lima.

Cromoterapia

As cores também podem ajudar a estabelecer a harmonia do corpo, da mente e das emoções. Em idosos, as mais indicadas são o azul, que ameniza as dores e melhora a qualidade do sono; o verde, que pode ajudar a equilibrar a hipertensão; e o violeta, que colabora com o sistema imunológico.

Aromaterapia e Florais

Para quem gosta de óleos essenciais, a Aromaterapia pode ser uma boa opção no combate da insônia, problemas de memória e carência afetiva. "Os sinais de cada aroma são enviados para o cérebro e exercem um efeito direto no pensamento e nas emoções", explica Solange. Vale lembrar que as essências devem ser sempre diluídas em veículos carreadores como óleo vegetal, cremes e sabonetes neutros, álcool de cereais, sais de banho, sprays, entre outros.

Confira algumas dicas:

  • Alívio das dores: óleo de camomila romana, gengibre, cardamomo e cravo.
  • Combate da ansiedade, insônia e depressão: lavanda, bergamota e manjerona.
  • Trabalhar a memória: pau rosa é excelente para ajudar a reestabelecer as sinapses do cérebro.
  • Carência afetiva: eucalipto stageriana e erva doce.

No caso dos florais, o objetivo é equilibrar as emoções. A essência "Flor de Cristo" dos Florais da Vida, por exemplo, trabalha a questão da depressão emocional e energética, tão comum na terceira idade. Já a "Erva Cidreira" pode diminuir a impaciência e o nervosismo, ajudando a relaxar. A essência "Flor de Macacarecuia" ajuda a trabalhar medos e pânico, limpando mágoas e tristezas. "Os florais são remédios da alma. Eles trazem resultados excelentes aos adeptos, e é papel do terapeuta buscar a causa do problema de cada um", ressalta Solange.

A terapeuta holística Simone Kobayashi acredita que as terapias alternativas estimulam três princípios importantes: determinação, perseverança e paciência. "Atualmente vivemos muito no aqui e agora, esquecendo que certas situações demandam tempo para acontecer. Essas ferramentas mostram que para alcançar um objetivo é necessário foco e dedicação, especialmente no caso dos idosos", compara Simone.

E essa lição pode ser aprendida por todos, através da busca pelo autoconhecimento, especialmente com os mais experientes. "Atualmente não temos tempo para escutar as pessoas mais sábias, pois nossa cultura se perdeu na pressa. É fundamental resgatar quem verdadeiramente somos, tendo humildade para saber ouvir os que possuem mais experiência do que nós", ensina a terapeuta.

Vale lembrar que nenhum tratamento convencional deve ser abandonado sem o consentimento de um médico. Ao aderir à alguma terapia alternativa, é fundamental procurar um especialista para ajudar a trabalhar as questões de cada um.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas. Saiba mais »

contato: conteudo@personare.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS