Carregando pagina

Carreira e Dinheiro > Aperfeiçoamento Profissional

Que tal redescobrir sua motivação profissional?

Dicas de coaching ajudam a buscar propósito de vida

 
Imagem: Dollar Photo Club

Ano terminando. Boa época para fazer balanços e traçar planos. Muitos desejam que no próximo ano a vida se transforme, mas quantos estão dispostos a se transformar? Em diversas dinâmicas em ambientes terapêuticos ou organizacionais, em conversas com clientes de coaching ou alunos na faculdade, tenho percebido que muitas pessoas estão em busca de um significado maior para o que fazem e questionam profundamente se a vida profissional que construíram é realmente o que desejam para si.

Parece haver uma crise de propósito de vida...

O propósito de vida - aquela motivação intrínseca que naturalmente lhe energiza, lhe faz sair da cama todos os dias, dar o melhor de si e que vai além das recompensas financeiras - parece ser a busca de muitos. É justo que seja. Vivendo nosso propósito, percebemos significado em nossas vidas.

Toda ação humana possui uma motivação e muitas vezes a energia gerada por esta motivação inicial não se sustenta. Ela surge, se estabiliza e se esvai. O resultado é claro: passamos a buscar por novos estímulos para seguir em frente. Profissionalmente, pode ser um novo cargo. Um novo aumento. Um novo sonho de consumo. Um novo símbolo de status.

Nosso meio de vida nos proporciona mais do que segurança e conforto material. Ele nos oferece satisfação emocional na medida em que impacta na nossa autoestima, autoimagem e imagem social."Nosso meio de vida nos proporciona mais do que segurança e conforto material. Ele nos oferece satisfação emocional na medida em que impacta na nossa autoestima, autoimagem e imagem social."

Por vezes, perseguimos o que nos ensinaram a perseguir: um meio de vida que nos proporcione mais segurança, recompensas materiais, respeito (e, se possível, admiração e desejo dos outros), além de poder se olhar no espelho e se sentir bem ou, de forma mais realista, menos inseguro.

Mais ainda, fomos educados e instruídos a olhar para fora, observar caminhos, modelos de sucesso e perseguir estes padrões. Seguimos a massa muitas vezes, por mais que gostemos de nos olhar no espelho e nos sentirmos originais e autênticos.

Para construir algo verdadeiro é preciso se conhecer

Entretanto, se muitos "se acham", poucos realmente se encontram. Em algum momento, algo parece faltar em nosso reinado, mesmo quando repleto de posses e títulos. "A voz do inconsciente é sutil, mas nunca deixa de falar até que seja ouvida", alertava Freud. O inconsciente, aquele armazém repleto de conteúdos sobre nós que desconhecemos (ou não gostamos de olhar) nunca se cala. Logo, a construção de qualquer coisa verdadeira em nossa vida passa primeiramente pelo processo de autoconhecimento.

E só assim estaremos mais próximos de construir uma vida com significado para nós mesmos. E seguir este caminho de realização passa pela compreensão de que todos nós temos um propósito de vida e que é possível conhecê-lo, na medida em que nos conhecemos. Trata-se de nos alinharmos com nossos reais valores, anseios e qualidades humanas. Em algum momento, esta reflexão pedirá nossa atenção.

Sinais de alerta mostram se está no caminho errado

Há alguns sinais internos que devem ser olhados com cuidado, pois estes demonstram que provavelmente não estamos, ou ao menos não estamos mais, no rumo certo. Você já se viu com sensações e reflexões recorrentes como:

  • "Estou desmotivado, sem energia"
  • "Essa não é a vida que queria para mim"
  • "Só estou nesse trabalho porque tenho receio de nunca conseguir outro melhor"
  • "Preciso pagar as contas, se não fosse por elas..."
  • "O que eu faço não faz sentido para mim"
  • "Sinto-me menor do que eu posso ser"
  • "Por que escolhi essa profissão?"

Essas sensações e reflexões são mais profundas do que "não sou remunerado como merecia", por exemplo. Elas nos fazem questionar os caminhos que foram escolhidos, mais do que as empresas que trabalhamos.

Quando reflexões desse tipo surgem e não conseguimos mais fingir que não a ouvimos, é hora de dar uma pausa. Talvez você esteja vivendo, de fato, uma vida no piloto automático e sem maior significado para você. Não precisa ser assim.

Como descobrir meu propósito de vida e viver uma vida com significado?

Ninguém descobre seu propósito de vida e como viver uma vida com significado buscando na internet ou jornais. O olhar é para dentro. É fundamental compreender seus valores, seus mais profundos e talvez esquecidos anseios."Ninguém descobre seu propósito de vida e como viver uma vida com significado buscando na internet ou jornais. O olhar é para dentro. É fundamental compreender seus valores, seus mais profundos e talvez esquecidos anseios."

É importante pontuar que o propósito de vida não é uma conclusão estática sobre si mesmo, sintetizada em uma frase que vai definir e restringir quem você é pelo resto de sua vida. É um equívoco pensar assim. Pense no propósito de vida como um norte, um apontar para uma direção, que pode sofrer mudanças ao longo da caminhada, mas que sempre estará sinalizando um caminhar alinhado aos seus valores, talentos e anseios.

No coaching, trabalhamos com ferramentas específicas que ajudam nesta reflexão e proporcionam uma transição mais suave e segura. Listo a seguir algumas das perguntas que usualmente faço com clientes:

  • Imagine você com 9 anos de idade, sabendo sobre sua vida hoje. Qual é a verdade sobre você, hoje, que lhe faria aos 9 anos de idade chorar ou ficar desapontado com você mesmo?
  • Se você não fizer nenhuma mudança em sua vida agora, como você acha que estará em dez anos? Essa imagem lhe agrada?
  • Se você escrevesse uma curta sentença (um parágrafo) sobre o seu "eu" ideal, o que escreveria?
  • Se dinheiro não fosse problema, o que você gostaria de fazer profissionalmente?
  • Em que você é naturalmente bom (habilidades, talentos)?
  • Que tipo de contribuição às pessoas você gostaria de proporcionar? Por quê? De que forma seus talentos e habilidades lhe habilitam a isto?

Todas essas perguntas são poderosas, pois para as respostas emergirem, será necessário olhar para dentro, o que não é uma tarefa tão simples assim. Invista um bom tempo olhando para cada pergunta e tente respondê-las por escrito. Sem pressa. Depois, pergunte-se:

  • Qual insight tenho a partir dessas respostas sobre quem eu sou e o que desejo para minha vida?
  • De que forma minha vida profissional está desconectada de minha realidade interior (valores, aspirações)?
  • Tenho usado meus talentos para proporcionar benefícios às pessoas e à sociedade como eu gostaria?

Estas novas perguntas vão começar a lhe proporcionar um diagnóstico sobre sua situação atual e dar indícios do que poderia ser viver uma vida com mais significado.

Meu propósito é um cargo ou estar em uma empresa específica?

Não. O propósito de vida é um conjunto de valores e anseios que levamos conosco e que proporcionam um benefício para a sociedade ou um grupo de pessoas na sociedade. Devemos recordar, inclusive, que o propósito não é algo estático e que pode ter alterações ao longo da vida.

Podemos cumprir e viver nosso propósito em mais de uma situação de emprego. Como exemplo, compartilho o meu propósito que redigi após muita reflexão:

"Meu propósito de vida é, por meio do coaching, docência e publicações, inspirar e guiar pessoas a se autoconhecerem, questionarem crenças e seguirem um caminho pessoal e profissional alinhado aos seus valores e virtudes, proporcionando, assim, maior senso de realização".

Veja que não há menção a empresas ou cargos específicos. Há atividades. Há um grupo de pessoas sendo beneficiado e de que forma isso poderia ser feito. Definir empresas, cargos, é um passo posterior após a definição de seu propósito. Estes são mais mutáveis e devem ser o meio para viver seu propósito, não o propósito em si.

Posso cumprir meu propósito como coach, como professor ou mesmo como escritor. Dessa forma, devemos procurar uma casa profissional e um cargo em que poderemos viver nossa verdade e colocar a serviço da sociedade nossas qualidades, virtudes. Sendo bem remunerados por isso, melhor ainda!

Você vive a sua verdade?

É importante estar atento a este termo: nossa verdade. Será que não estamos vivendo a verdade do outro ou da massa, e não a nossa? Escolhemos realmente estar onde estamos, ou fomos sendo escolhidos, levados pelas circunstâncias sem maior reflexão? E se escolhemos, escolhemos com sabedoria, aquela que é fruto do autoconhecimento e reflexão? Ou foi a decisão mais conveniente e segura?

Autoconhecimento é a chave para a construção de qualquer coisa verdadeira em nossa vida. Seja no âmbito profissional ou pessoal, o autoconhecimento nos proporciona uma maior clareza de nossos valores, uma visão mais nítida sobre o porquê de nossas escolhas."Seja no âmbito profissional ou pessoal, o autoconhecimento nos proporciona uma maior clareza de nossos valores, uma visão mais nítida sobre o porquê de nossas escolhas."

Consequentemente, isso nos servirá como bússola para o caminho.

Caso contrário, correremos o risco de em nossa profissão, relacionamentos e demais áreas da vida, viver experiências do tipo "parece, mas não é". Sorrimos em fotos e eventos, mas estamos angustiados por dentro. Assim, vamos ficando à margem de nós mesmos, perdendo o compromisso com a vida que deveríamos e podemos estar vivendo.

2016 não é o ano para a mudança. O agora é a oportunidade que já nos é dada. Neste exato momento, enquanto você lê esse artigo. O que você fará depois de terminar a leitura é sua escolha.

Podemos fazer a transição com suavidade, sabedoria e sem muita turbulência na medida em que o trabalho interno começar já. Caso você se sinta vivendo algo que não é o que deveria, não duvide que é capaz de fazer a mudança. Acredite, reflita, planeje, aja e construa a vida que deseja viver.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Rodrigo Siqueira

Coach com metodologia baseada em Mindfulness e Psicologia Positiva. Head de Educação e Treinamento da SatiEducation.com e professor na área de Liderança e Desenvolvimento Pessoal e Profissional. Saiba mais »

contato: rodrigo@satieducation.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS