Solange Lima
Por Solange LimaLeia em 10 min.09/08/2016 

Pira olímpica pode ser comparada com ciclos da sua vida

Escultura tem forma de mandala e nos impulsiona para a transformação

Escultura tem forma de mandala e nos impulsiona para a transformação

Pira olímpica pode ser comparada com ciclos da sua vida

A pira olímpica de 2016 – assinada pelo artista americano Anthony Howe – pode ser comparada com a nossa própria vida. As espirais da escultura se contorcem para todos os lados, assim como a energia que circula dentro de cada um, visto o movimento do próprio DNA e dos centros energéticos (Chakras – entenda aqui o que são) que temos espalhados pelo corpo.

Cor da pira simboliza ano de 2016

Além disso, o movimento da pira vem do centro, ou seja, de sua essência. O mesmo acontece em nossas vidas, afinal, nossa existência é um ciclo de energia e movimento intenso, no qual buscamos nosso eu, a reconexão com quem somos, com nossa essência.

Já de acordo com a Cromoterapia, a pira olímpica tem tudo a ver com os jogos. Por ser feita na cor dourada, amarela, a escultura transmite uma sensação de vida, luz, luminosidade, energia, vibração positiva e garra. Alguém discorda?

Mandala presente na pira traz energia de renovação

A pira também tem a forma de uma mandala, cuja palavra, em sânscrito, significa círculo. Cada mandala cria um campo de energia e magnetismo intenso, no qual o centro é a nossa essência. Fazendo uma analogia das mandalas com os jogos olímpicos, podemos dizer que elas nos dão a sensação de que é preciso mudar e se reinventar o tempo todo, pois nada permanece igual, tudo se renova e transforma. E os atletas buscam exatamente isso: fazer o seu melhor, depositando toda a sua energia nas provas e nas disputas.

Mandalas revelam seu estado emocional

Se você reparar bem, é possível encontrar mandalas em todos os lugares, afinal, essas formas estão presentes na natureza (como no formato de algumas conchas ou flores), na alimentação (já reparou como um kiwi cortado ao meio tem a aparência de uma mandala?) e em diversos outros elementos. Que tal treinar seu olhar para encontrá-las no seu dia a dia?

Quando identificar alguma forma mandálica, faça uma visualização e observe o que aquila transmite a você. Reflita: qual a sensação que esta mandala me passa? Esta forma me remete a algo? Tenho com ela uma sensação de bem-estar, paz, tranquilidade, relaxamento? Ou de energia, disposição, movimento? Você pode começar analisando as formas da pira olímpica e identificando o que ela causou em você. Se quiser compartilhar suas sensações, mande um email para mim, contando o que conseguiu perceber: solange@solangelima.net

Pira olímpica é acesa no RJ

Vídeo abaixo mostra momento que pira é acesa por jovem atleta, na Candelária – RJ.

Solange Lima

Solange Lima

Terapeuta holística e numeróloga. Utiliza técnicas como Florais, Aromaterapia, Cromoterapia, Shiatsu, Reflexologia e Reiki. Realiza atendimentos em São Paulo.