Carregando pagina

Saúde > Exercício Físico

Pilates pode ser utilizado no dia-a-dia

Entenda como realizar os exercícios durante tarefas rotineiras

 

Vemos em todo mundo a multiplicação de estúdios de Pilates. Cada vez mais pessoas conhecem e praticam o método, se beneficiando de seus efeitos. Porém, muitas vezes observamos que todo o trabalho realizado se perde, se não for aplicado também nas outras atividades que desempenhamos no dia-a-dia.

Afinal, de nada adianta aprender e executar perfeitamente os exercícios sob a orientação de um professor, acionando devidamente o centro de força, esforçando-se para alcançar o maior alongamento possível e mantendo a melhor postura, se imediatamente após a sessão, às vezes antes mesmo de deixar o estúdio, caímos nos mesmos velhos e maus hábitos.

A proposta do Pilates é melhorar a saúde das pessoas, conscientizando-as e dando os instrumentos necessários para que isso seja atingido por cada um, em seu tempo e dentro de suas possibilidades. Mas para que isso realmente aconteça, além de contar com um método de exercícios que respeite a biomecânica, que seja capaz de fortalecer e alongar equilibradamente todo o corpo e possa proporcionar a prevenção e a reabilitação de lesões, precisamos aplicar seus conceitos também no dia-a-dia.

Pilates no cotidiano

Os princípios do método Pilates podem ser aplicados em todas as atividades humanas: no trabalho, em casa, nos esportes que praticamos, ao dirigirmos o carro, no transporte público, enquanto estamos no lazer ou sentados no cinema, por exemplo. Até mesmo nas tarefas mais enfadonhas é possível aplicar os princípios do Pilates. Por exemplo, se estiver em pé numa fila, observe sua postura. Procure manter a coluna ereta com o abdome acionado, distribuindo melhor o peso do corpo nos pés, joelhos e quadris. Faça isso ao invés de se ocupar com qualquer outra tarefa que afaste você do controle consciente de seu corpo. Dessa forma, podemos dizer que estamos praticando Pilates em uma postura do dia-a-dia, e aplicando seus princípios de consciência, controle e acionamento do centro. Isso mostra o quanto somos "senhores" de nossa atitude de forma consciente.

O mesmo se aplica ao realizar exercícios de musculação, um arremesso de basquete, um passo de dança ou simplesmente sentar à frente do computador. Em todas essas atividades - esportivas ou não - é necessário se mover da melhor maneira, sabendo relaxar os músculos que não estão sendo solicitados, deixar de colocar força ou tensão em movimentos desnecessários e realmente se concentrar em realizar movimentos, respeitando nossa biomecânica. Estando conscientes de nossa postura, do controle respiração, do acionamento do centro de força, vamos nos mover com maior consciência e controle, evitando lesões e até mesmo melhorando nosso desempenho na prática esportiva.

Cada vez mais a consciência e a realização desses princípios fora do ambiente dos estúdios devem ser incentivadas pelos professores do método, inclusive pensando em praticar de uma nova maneira, antigas modalidades de esportes e de condicionamento físico. Ao incorporar essas informações, você dará maior consciência e eficiência à sua prática esportiva.

Penso que realmente moderno é nos tornarmos conscientes de nossos corpos, de nossas atitudes e isso irá efetivamente gerar em nossa vida mais autoconhecimento, saúde e equilíbrio. Isso vale para os praticante e, principalmente, para os profissionais da área da saúde, que não têm mais desculpas para não conhecer e experimentar essa técnica, ainda que não optem por atuar profissionalmente com ela.

E quanto mais cedo nos apropriarmos desses conhecimentos e os incorporarmos nas nossas atitudes diárias, mais nos tornaremos capazes de proporcionar um salto de qualidade na nossa saúde e na qualidade de vida!

Curiosidades

O Pilates estar na moda nos dias de hoje até pode parecer uma novidade, mas, na verdade, trata-se de uma técnica criada na época da 1ª Guerra Mundial. Joseph H. Pilates introduziu ao mundo do condicionamento físico princípios inovadores de como praticar atividade física, utilizando o corpo de forma consciente e trazendo o máximo de eficiência e equilíbrio ao desenvolver força muscular e alongamento. Porém, essa nova abordagem corporal não foi de pronto aceita por todos os seus contemporâneos a despeito dos comprovados resultados positivos.

A "Contrologia", nome dado por ele ao seu sistema de exercícios, previa o controle consciente de todos os movimentos, uma integração do corpo/mente/espírito, gerando: harmonia, flexibilidade e força. Não apenas o corpo se desenvolveria de maneira equilibrada, mas todo o "ser" seria afetado positivamente pelos efeitos do treinamento.

Como ele mesmo dizia, seu método estava pelo menos 50 anos à frente de seu tempo e ele já previa que sua universalização se daria muito tempo depois de sua morte. E ele estava certo.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Cristina Abrami

Cristina Abrami é diretora técnica do CGPA Pilates e reg, possui o selo internacional de Certified Pilates Teacher e é vice-presidente da Aliança Brasileira de Pilates. Saiba mais »

  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS