Carregando pagina

Família > Filhos

Paninho no rosto ajuda bebê a dormir

Entenda como a técnica funciona e faça um ritual do sono para o pequeno

 
Imagem: Foter

Quem é mãe ou pai entende bem o que é fazer simplesmente de tudo para ajudar o bebê a adormecer. Uns o ninam no colo, andando pela casa inteira, e há aqueles que se desesperam e dão uma volta de carro para que o pequeno engate no sono.

O fato é que é desesperador observar que o bebê tem sono, mas não conseguir ajudá-lo a dormir. Existem muitas técnicas para ajudar os pais, e esses dias um vídeo no qual a mãe passa um paninho branco repetidamente no rosto do filho fez bastante sucesso na internet. Em poucos segundos, o pequenino pegou no sono, como um milagre!

A técnica não tem nada demais - é inclusive parecida com o que nossas mães faziam conosco, quando passavam a mão no nosso rosto com a intenção de relaxar os músculos da face para fecharmos os olhos. O que funciona mesmo é a repetição dos movimentos, associando o sono a uma informação constante."O que funciona mesmo é a repetição dos movimentos, associando o sono a uma informação constante."

Nós podemos fazer isso de forma positiva ou negativa: a positiva, por exemplo, seria trabalhar com a continuidade, como na hora em que o bebê tem sono e nós o ninamos. Já a negativa seria andarmos pela casa por muito tempo para ajudar o bebê a dormir. Passar o paninho ou a mão no rosto não deixa de ser uma associação do sono.

Não existem regras, existe o que se encaixa para cada família

É importante observar os sinais de sono do seu bebê. De nada adiantará colocá-lo para dormir se ele estiver muito cansado. É como o que acontece conosco, quando tudo o que desejamos após um dia difícil no trabalho é chegar em casa e dormir. Mas, na hora de deitar, viramos de um lado para o outro e os pensamentos povoam a nossa cabeça. O mesmo acontece com os bebês - quando muito cansados, não conseguem relaxar e adormecer."O mesmo acontece com os bebês - quando muito cansados, não conseguem relaxar e adormecer."

Então, a dica é: no primeiro sinal de sonolência do seu bebê, inicie um ritual do sono.

Esse processo é como um sinal para o neném e ajuda a relaxar a sua mente e o seu corpo. Um exemplo é levá-lo para o seu quarto, deixar o ambiente em uma penumbra, niná-lo e falar baixinho com ele. Tudo sempre igual, na mesma sequência e da mesma forma.

É importante insistir. Muitas vezes os pais tentam, de todas as formas possíveis e imagináveis, ajudar o bebê a adormecer e deixam o ritual de lado. Essa falta de consistência deixa o bebê inseguro e, sem a sensação de proteção, ele fica mais reativo."Essa falta de consistência deixa o bebê inseguro e, sem a sensação de proteção, ele fica mais reativo."

Imagine uma mãe colocando seu bebê para tirar uma soneca: ela começa andando, nina o pequeno parada, coloca-o no carrinho e balança, depois o põe na cadeirinha... Enfim, todas essas tentativas deixam a mãe e o bebês exaustos, e o tempo, aquilo que chamamos de timing do sono, é perdido.

Escolha a sua forma, a partir do que acredita ser um bom ritual de sono para o seu pequeno. Crie algo que não seja complexo, para que possa ser feito também quando você estiver passeando na rua ou na casa de familiares. Siga o seu instinto e experimente!

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Denise Gurgel

Fisioterapeuta materno infantil, especialista em Shantala, consultora do sono e de desenvolvimento motor dos pequenos. Atende em São Paulo e no Rio de Janeiro. Saiba mais »

contato: contato@cursoshantala.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS