Carregando pagina

Saúde > Prevenção e Cuidados

Óleos vegetais: saúde no dia a dia

Copaíba e Linhaça previnem doenças e têm efeito anti-inflamatório

 

Sofre de colesterol ou dos efeitos da TPM e da menopausa? Esses problemas podem ser reduzidos de uma forma natural, por meio do óleo vegetal de Copaíba e do óleo de semente de Linhaça. Além desses benefícios, os produtos também possuem efeito anticancerígeno e anti-inflamatório, sendo indicados para combater dores de garganta; processos inflamatórios; dores musculares e reumáticas; e cicatrizações de feridas, psoríase e eczemas.

O óleo de Copaíba é extraído do tronco da árvore Copaifera sp., encontrada na Floresta Amazônica e também em outras regiões do Brasil, tais como: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Pará, São Paulo, Paraná e nas regiões mais úmidas do Nordeste. Apesar de estar presente em vários estados brasileiros, a Copaifera ainda é muito pouco conhecida. O óleo vegetal é produzido dentro desta árvore, que na natureza funciona como um mecanismo de defesa contra pragas naturais, como o cupim, por exemplo. É como se a árvore fabricasse seu próprio remédio e, por esta propriedade, esse óleo tem sido muito importante para a ciência. O óleo de copaíba pode ser utilizado em mais de 50 tipos de doenças, ganhando respaldo científico de universidades, como a Universidade Federal do Amazonas (UFAM), que estuda os efeitos da copaíba há 10 anos.

Vale lembrar que o óleo vegetal de Copaíba pode ser utilizado em massagens, para amenizar dores. Além disso, quando usado em conjunto com o óleo essencial de Copaíba, potencializa ainda mais o efeito da substância. Em algumas regiões do Amazonas as pessoas costumam tomar diariamente uma colher de sopa do óleo vegetal de Copaíba para alcançar esses benefícios, apesar da prática ainda não ser muito comum nas grandes cidades.

Óleo de Linhaça: amigo da saúde

Já o óleo de semente de Linhaça possui alto índice de gorduras insaturadas (poli-insaturadas e monoinsaturadas), como ômega 3, 6 e 9, sendo uma das mais ricas fontes de ácidos graxos, que protegem o coração e os vasos sanguíneos. A linhaça ainda contém 27 componentes anticancerígenos - como a lignana, que ajuda a evitar a formação de tumores. A linhaça contém, por exemplo, 100 vezes mais lignana que outros grãos integrais.

Onde encontrar os óleos vegetais:

Loja online Vida Bothânica - no Shopping Holis

O óleo de semente de linhaça tem um sabor suave e levemente amargo, podendo ser utilizado em saladas e pratos frios. Essa substância também possui efeitos anti-inflamatórios, sendo indicada no tratamento de artrites, artroses, dores musculares e dermatites, entre outros benefícios.

Como possui substâncias parecidas com os estrogênios (hormônios femininos), a linhaça ainda melhora a absorção de cálcio pelo organismo, prevenindo a osteoporose. É antioxidante e também regulariza o funcionamento intestinal.

Outros óleos vegetais e seus benefícios

Além disso, outros óleos vegetais também podem ser benéficos para a saúde. O óleo vegetal de amêndoas doces é rico em minerais, vitaminas e proteínas, sendo indicado para peles secas, sensíveis e irritadas. Rico em vitaminas A, B, D e F, além da lecitina, possui propriedades antioxidantes e também é usado na prevenção de estrias. O óleo de amêndoas doces pode ser utilizado em sessões de massagem ou para hidratação da pele após o banho.

O óleo vegetal de semente de uva também previne estrias, principalmente aquelas adquiridas depois da gravidez. Além disso, costuma ser eficaz em tratamentos de combate à celulite. Possui uma textura fina e é facilmente absorvido pela pele, deixando-a com um toque acetinado. Juntamente com os óleos essenciais, o óleo vegetal de semente de uva pode ser usado em massagens.

Uma dica de receita: misture em um recipiente 30 ml de óleo de semente de uvas com 30 ml de óleo de amêndoas doces e pingue 14 gotas do óleo essencial de lavanda e 10 gotas do óleo essencial de Tangerina. Mas lembre-se de que todos os óleos cítricos - como o de tangerina - são fotossensíveis, por isso você não deve se expor ao sol por até 24h após o uso.

Como usar os óleos vegetais?

Os óleos essenciais não podem ser aplicados diretamente na pele, pois causam reações alérgicas ou queimaduras. Por esse motivo, é necessário utilizar substâncias que diminuam sua concentração, que também são chamadas de "carreadores" - função assumida pelos óleos vegetais, como o de copaíba, amêndoas doces ou semente de uva.

Dê preferência aos óleos vegetais prensados a frio, ricos em ácidos graxos insaturados e isentos de conservantes ou emulsificadores. Essas informações geralmente vêm no rótulo dos produtos. Esses óleos possuem propriedades que favorecem a absorção dos componentes químicos dos óleos essenciais, quando os aplicamos na pele.

Já os óleos minerais são largamente utilizados em produtos cosméticos, pelo seu baixo custo. No entanto, esse produto obstrui as glândulas de excreção da pele e, quando usado em conjunto com os óleos essenciais, também interrompe todo o seu efeito terapêutico.

Além disso, lembre-se sempre de consultar um profissional especializado, para saber mais a respeito dos óleos vegetais.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Solange Lima

Terapeuta holística e numeróloga. Utiliza técnicas como Florais, Aromaterapia, Cromoterapia, Shiatsu, Reflexologia e Reiki. Realiza atendimentos em São Paulo. Saiba mais »

contato: solange@solangelima.net
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS