Carregando
PUBLICIDADE

Você > Desenvolvimento Pessoal

O Enforcado: chance de se reinventar

Arcano sugere que é preciso aprender com a estagnação

Por: Zoe de Camaris

 

O que foi? Você não sabe se o mundo está de cabeça para baixo na sua frente ou se você está de cabeça para baixo frente ao mundo? Então pare. Agora. Muita calma nesta hora. Se há alguma pressa, é para estacionar. Porque se você não parar agora, o mundo vai puxar o freio e como o professor ensinou nas aulas de Física... Não se debata. Não insista. Respire fundo e se entregue. Tenha coragem de encarar o mundo de cabeça para baixo. Tenha coragem de ficar de cabeça para baixo frente ao mundo. Não é uma posição agradável, somos tirados bruscamente da nossa zona de conforto. Sim, eu sei que você está tonto, que perdeu o foco, que não sabe o que fazer. Mas entenda: qualquer ação prática nesta hora só vai piorar a situação. Pare! É só o que pode fazer. Aceite a posição inicialmente desagradável e respire fundo mais uma vez.

Conscientize-se: você está de ponta-cabeça. Recorde-se de quando era criança. Lembra? Brincando no "trepa-trepa", fazendo estrela, quando ficava corado, o sangue subindo. Sim, você se lembra. No alto de uma árvore, pendurado pelas pernas. O céu era um chão azul; as estrelas, pedrinhas. As nuvens travesseiros brancos e fofos nos quais poderia se jogar. E você grudado na árvore.

Agora você é uma árvore. Seus olhos ainda estão fechados e você pode sentir: seus cabelos são as raízes; a cabeça, o bulbo; o corpo, o tronco; o sangue, a seiva; os braços e pernas, galhos; os dedos, as folhas. As pontas dos seus cabelos estão enfronhadas na terra. A seiva percorre seu corpo como um sangue quente subindo, avivando cada veia, cada artéria. Revigorando todos os seus órgãos até chegar aos pés. Agora abra os olhos, lentamente. E observe a paisagem. Em silêncio.

Veja a vida com outros olhos

Quando o Enforcado ou o Pendurado aparece em uma leitura, o mundo lhe oferta a oportunidade rara de uma mudança das estações internas. De observar a vida sob uma nova perspectiva, de mudar um olhar já viciado e deixar de insistir em padrões que não funcionam. Então ele vem e breca suas ações. É hora de abrir mão, parar dar murros em ponta de faca. Se você está vivendo uma situação de conflito e exigem-lhe uma resposta, recolha-se e peça que esperem. Se lhe provocarem, não revide. Sublime seus instintos. Você está em suspenso, fechado para balanço. Pode demorar 12 minutos, 12 horas, 12 dias ou 12 meses.

Procure entender que a vida está querendo lhe mostrar algo muito importante sobre você mesmo. Tente controlar a tendência em se colocar como vítima da situação. Aceite que sim, há um sacrifício, mas que ele visa um bem maior. Não deixe que o sentimento de ter sido humilhado coloque em ação um plano de vingança. Não vale a pena perder a possibilidade de ver o mundo sob outra perspectiva, destilando um ódio que só vai envenenar seu corpo e sua mente. Como diz um querido amigo, você manda a cópia e fica com o original.

O tempo necessário para se redescobrir

Sem autocomiseração. Aproveite o tempo de suspensão para se reinventar. Você vai precisar destes insights que só surgem quando o cérebro é irrigado pelo sangue na posição invertida. Você está se alimentando como uma árvore, digerindo a seiva. Nutrição necessária para quando a mudança vier. Você estará preparado. Por ora, aceite ser árvore por algum tempo.

Na hora certa, a corda vai afrouxar e você tocará com suas mãos o solo, plantando bananeira. Como uma ginasta, sua perna direita começará a descer, depois a esquerda, e seus pés tocarão a terra, mas não sem um estremecimento. Você se recolhe, como uma semente no algodão. E Respira. Fundo. Sinta o que há pouco eram estrelas agora raspando a sua face. Sim, são pequenas pedras, realmente. Sacuda os braços, livre-se das folhas, movimente seus dedos. Sua coluna, flexível, se estenderá. Lentamente sua cabeça subirá aos céus e o seu queixo irá erguer-se. As solas dos seus pés estão em terra firme, finalmente.

Abra os olhos: Olhos de águia! Viu? Não foi tão terrível assim. Nasceu de novo. E agora está pronto para o que der e vier.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Zoe de Camaris

Taróloga. Pós-graduada em Linguística. Incluiu o Tarot nos seus estudos de especialização no intuito de revalidá-lo como um sistema de linguagem visual interdisciplinar. Saiba mais »

contato: zoedecamaris@gmail.com
  • e-mail
  • Imprimir

MATÉRIAS RELACIONADAS

E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

NEWSLETTER

GRATIS
minimize close
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA A NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS