Carregando pagina

Você > Autoconhecimento

No que você precisa amadurecer?

Trânsito de Saturno revela momento de crescer em alguma área da vida

 

Estamos sempre atravessando algum trânsito astrológico em nossas vidas, porque sempre há algum planeta no céu cujo passo está fazendo algum tipo de contato com algum ponto ou planeta em nosso Mapa Astral. Os trânsitos que trazem mudanças mais duradouras são os trânsitos dos planetas chamados "lentos", que vão de Júpiter a Plutão. Dentre todos, são os trânsitos de Saturno que costumam gerar mais preocupação.

Saturno é conhecido na Astrologia antiga como o "grande maléfico" (Marte seria "o pequeno maléfico"). Geralmente, se associa Saturno a palavras como seriedade, frieza, perda, recessão, problemas, entre outras. Mas o que um trânsito de Saturno nos indica é que naquela área por onde ele transita precisamos crescer, amadurecer, encontrar uma forma mais adulta e eficiente de fazer as coisas.

Ao contrário de Júpiter, que é conhecido como "o grande benéfico", "o pai bondoso e generoso", Saturno é visto astrologicamente como "o pai rigoroso". E isso não deixa de ser verdade. Júpiter é dadivoso independente do merecimento individual. Com Júpiter, a sorte está em jogo. Já Saturno não tem relação alguma com sorte: ele recompensa todo esforço dedicado à conquista de algo. Saturno é a colheita justa daquilo que foi semeado: se trabalhamos duro, colheremos reconhecimento. Se nada foi feito, ele será justo e nos retribuirá... nada. "Saturno é a colheita justa daquilo que foi semeado: se trabalhamos duro, colheremos reconhecimento. Se nada foi feito, ele será justo e nos retribuirá... nada. "

Você está sendo eficiente?

Dentre os diversos questionamentos suscitados por um trânsito de Saturno está a questão da eficiência: estamos agindo naquela área ou a respeito daquele assunto da maneira mais eficiente possível? Saturno não gosta de desperdícios, portanto, ele quer que aprendamos a utilizar melhor os recursos que temos disponíveis, sem capacidade ociosa. E a questão do ócio também tem a ver com limites: se houver ócio, há desperdício, e no desperdício geralmente há falta de limites. Então, Saturno nos mostra o que é ter o justo para que aprendamos a prescindir dos excessos.

Alguns trânsitos de Saturno geram mais preocupação do que outros. Quem está vivendo Saturno em trânsito pela Casa 2, a casa das finanças pessoais, por exemplo, costuma temer uma quebra financeira. Essa é uma preocupação infundada porque o que Saturno em trânsito por essa casa nos pede é uma reestruturação: uma vez que conheçamos a fundo como e com que gastamos nosso dinheiro, não haverá sobra, mas também não haverá escassez. O resultado é que muita gente reverte situações financeiras difíceis e volta a crescer financeiramente ao final deste trânsito: ao descobrir onde estava o desperdício, o indivíduo faz ajustes e, então, começa a viver mais confortavelmente.

Teste de realidade

Além de impor limites e exigir eficiência, Saturno nos impõe um teste de realidade na área pela qual transita. Assim, em trânsito pela Casa 7, por exemplo, a casa do outro e das relações estáveis, Saturno questiona quão estruturada está uma relação para seguir adiante. Em geral, o casal tem que enfrentar e superar juntos problemas, algumas vezes financeiros, outras vezes familiares, o que não necessariamente indica um fim para a relação: muitas vezes, os problemas vividos pelo casal os une ainda mais, reforça os vínculos, e a relação passa para um outro nível de intimidade e compromisso. Mas se a relação não estiver forte e consolidada, sim, ela virá abaixo e, equivocadamente, muitos atribuirão esse acontecimento ao trânsito em si mesmo. Na verdade, o trânsito só revelou problemas que jaziam sob a superfície. Não foi criado nada que já não estivesse ali.

Outros trânsitos de Saturno por casas de relacionamentos, como as Casas 5 (amores) e 11 (amigos) geram medo de solidão afetiva. Entretanto, muita gente começa relações sérias nesse período, se estiverem sozinhas, ou fazem novas amizades, com gente mais madura, podendo ainda reencontrar pessoas do passado. Com Saturno não há excessos, mas há qualidade. E a gente acaba gostando de saber que pode contar com pessoas que conhecemos ou resgatamos nesses trânsitos.

Retorno de Saturno

De todos os trânsitos de Saturno, os mais desafiantes são os que chamamos de Retorno de Saturno (aos 28 anos e aos 56 anos, respectivamente), quando ele faz conjunção a sua posição inicial em nosso Mapa Astral. Esses são momentos de questionamentos profundos em nossas vidas. No primeiro, aos 28 anos, olhamos pra trás e pra tudo que fizemos de nossas vidas até aquele momento, e sentimos a necessidade de decidir como seguiremos daí em diante. Algumas vezes sentimos que não construímos nada, e temos aquela sensação de "e agora?". Já temos quase 30 anos e nem começamos a trilhar nossa própria vida. São momentos em que muita gente decide morar sozinho pela primeira vez, dá um rumo a própria carreira, casa, tem o primeiro filho. Essa seria a verdadeira entrada na vida adulta.

O segundo Retorno de Saturno, aos 56 anos, traz outros questionamentos: os filhos já estão crescidos, se casaram, a nossa vida deixa de estar centrada neles, e é preciso descobrir que novo sentido dar a ela. Deixamos de ter a função de pais protetores e provedores: agora, precisamos de outra função. Muitas vezes, esse segundo retorno coincide com o falecimento de um dos cônjuges, com a aposentadoria, ou com uma separação já na meia idade, o que requer do indivíduo toda uma reestruturação diante da própria vida. Ambos momentos são profundamente ricos, porque acabamos descobrindo recursos pessoais que nem imaginávamos que estavam lá, até que Saturno nos obrigou a olhar pra eles.

Não importa quantos anos tenhamos, não há porque temer um trânsito de Saturno, ou qualquer outro trânsito. O mais importante é entender a simbologia do planeta e se afinar com ela, antes de sermos obrigados, por fatores externos e alheios a nossa vontade, a remodelações de mente e espírito. Quando conhecemos antecipadamente as tendências de um determinado trânsito, podemos vivê-lo como mais um aprendizado, como parte natural do nosso ciclo vital.

Para continuar refletindo sobre o tema

Leia mais sobre o Retorno de Saturno - http://www.personare.com.br/revista/identidade/materia/138/amadurecendo-no-retorno-de-saturno

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Marcia Fervienza

Astróloga há mais de 15 anos e psicóloga, atua como colaboradora em Astrologia para diversas revistas e possui trabalhos publicados em vários países. Oferece atendimentos astrológicos presenciais e virtuais. Saiba mais »

contato: astronews2010@gmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS