Carregando pagina

Você > Espiritualidade

Mindfulness para alcançar a paz

Feita antes de dormir, prática proporciona equilíbrio, clareza, desapego, compaixão e mais

 
Imagem: Royalty-FreeCorbis, via Flickr

Ouvimos muito esse tipo de jargão: "me deixe em paz!" ou "eu quero paz!". As pessoas estão buscando fora o que podem achar dentro de si. Mas, para ter a tão sonhada paz, por onde começamos? Qual o caminho?

Que tipo de paz o Mindfulness traz?

Trazemos no corpo marcas das experiências ou dores que vivenciamos ao longo da vida - perdas, abandonos, agressões (física e verbal), bullying, padrões e crenças familiares e culturais, além de outras mais sutis que também podem gerar marcas e agir de forma silenciosa e latente - e que podemos chamar de experiências inconscientes ou memórias implícitas.

Quando entramos em contato com essas experiências e memórias, agimos inconscientemente de forma reativa. Ou seja, sem consciência plena da escolha que fazemos. Nesse contexto é que as práticas de Mindfulness podem fazer uma diferença efetiva, sobre como você reage a essas experiências inconscientes.

Nas práticas de Mindfulness utilizamos a respiração como principal âncora de apoio para o "mapeamento" do corpo, criando uma íntima relação com as emoções e sensações corporais que surgem nesse momento da prática. Isso é a base para uma experiência de Mindfulness "sem fantasiar" (não permitindo que a mente crie histórias e o faça desviar das sensações reais que estão ocorrendo no corpo durante a prática).

Normalmente, as pessoas evitam entrar em contato com os espectros da dor, anestesiando-as, através da bebida, se distraindo com amigos, tomando remédio para dormir, se drogando, ou até mesmo praticando exercícios de forma excessiva, para não senti-las, sobretudo as desagradáveis, porque é difícil mesmo, dói! Mas elas não entendem que é nessa relação de contato das emoções e sensações corporais que é possível alcançar a cura e se fortalecer.

Até mesmo as boas experiências muitas vezes deixam de ser aproveitas no momento que estão acontecendo, tipo: está numa viagem de férias já programando a próxima, ou está na praia pensando no relatório que precisa entregar no trabalho. Essa escolha de deixar de viver o momento presente de forma acolhedora e sem julgamento evita de entrarmos no processo de cura. Além disso, nos leva a viver no "piloto automático", não permitindo que façamos escolhas mais conscientes e que nos fortalecem como indivíduo, por exemplo, que melhoram o foco nas atividades que realizamos, diminuindo a ansiedade, aumentando a sensação de felicidade e a imunidade, dentre outros.

Afinal, o que é essa tal de equanimidade?

Facilmente, adotamos uma atitude mais aberta e tranquila diante de acontecimentos agradáveis e com pessoas que possuímos uma maior afinidade. Mas, por outro lado, temos uma tendência a evitar experiências difíceis e pessoas das quais não nos identificamos. A equanimidade acontece quando adotamos uma atitude igual para todos os seres, mantendo a mesma serenidade diante de todo tipo de experiência, seja ela prazerosa ou dolorosa.

Quando você consegue identificar no seu corpo o que lhe perturba, você consegue agir com compaixão (reconhecendo o sofrimento do outro também). Atingindo esse estado, você estará no caminho para cultivar e alcançar a paz em seu dia a dia. Isso vai além de pensar na paz, significa utilizar o poder da sugestão de que estará em paz. E é e isso que nos leva ao caminho para a equanimidade.

O Mindfulness vai servir como um "atalho" para o caminho da sua conexão interior

Como podemos cultivar a prática da paz?

A Meditação da Paz é uma prática profunda, que foi desenvolvida por Namgyal Rinpoche, grande mestre das principais tradições budistas. Segundo um resumo dos ensinamentos orais de Namgyal Rinpoche sobre a Meditação da Paz, ela desenvolve especificamente a prática de Mindfulness no corpo. Quando praticamos, trazemos equilíbrio, serenidade, clareza mental, desapego, compaixão e paz interior e percebemos o mundo em paz através de nossos sentidos."Quando praticamos, trazemos equilíbrio, serenidade, clareza mental, desapego, compaixão e paz interior e percebemos o mundo em paz através de nossos sentidos."

Ao praticar Mindfulness, conforme a tranquilidade se aprofunda, podemos ficar mais cientes das partes do corpo que trazem memórias de sofrimentos passados. Podemos, com a intenção compassiva, trazer paz e cura, especialmente aos sentidos. Por exemplo, começar a ver e escutar com mais clareza e paz.

Como praticar a Meditação da paz?

Escolha um lugar onde você possa silenciar por alguns minutos e apenas observe tudo que surge a sua volta: pode ser o canto do passarinho, as nuvens passando, sentir o caminho que a sua respiração percorre e até onde ela vai, etc. Apenas observe, sem interferir em nada, deixe tudo naturalmente acontecer. Seja um curioso, "um cientista" buscando as respostas a sua nova descoberta.

Agradeça, de verdade, por tudo que vem, sensações agradáveis ou desagradáveis, e por estar aqui. Quando você conseguir fazer isso, de coração aberto, sentirá a paz dentro de você e descobrirá que ela está aí, sempre, para onde você for Apenas precisa se permitir e dar espaço para que esses encontros aconteçam.

Que todos os seres estejam em paz!

Ouça: Meditação da Paz

A Meditação que você encontra abaixo pode ser feita todos os dias antes de dormir. O áudio é baseado na Meditação adaptada do livro "A clinician's Guide to Teaching Mindfulness", Christiane Wolf, MD, PhD e J. Greg Serpa, PhD.

Sobre a autora

Sobre a autora

Fabiana Garcia: Fundadora da Parceria Humana Mindfulness, no RJ. Psicóloga, Instrutora de Mindfulness certificada pela MTI (Mindfulness Trainnings International), com o Lama Jangchub Reid, da Nova Zelândia, também obteve treinamento pela Mindful Educator Essentials, da Mindful Schools, Califórnia, EUA.

Atualmente atuando com Mindfulness para o público geral, em educação/crianças, pacientes com dor crônica e corporativo. Com experiência de 15 anos em empresas nacionais, multinacionais e startups, na área de Gestão e Recursos Humanos, com foco em autoconhecimento, desenvolvimento pessoal e profissional. Formada em Neurociência com base na metodologia de David Rock.

Contatos: site | página do Facebook | Email: fgarcia@parceriahumana.com.br | Telefone: (21) 9 9917 9182

+ sobre Mindfulness

Mindfulness no tratamento da dor crônica

Qual é o seu nível de Atenção Plena?

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Parceria Humana

Tem como missão contribuir para que qualquer indivíduo acesse a si mesmo de forma simples e natural, através das práticas Mindfulness, visando uma vida mais plena. Saiba mais »

contato: contato@parceriahumana.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS