Carregando pagina

Você > Desenvolvimento Pessoal

Livre-se dos seus defeitos

É possível se abrir às mudanças e melhorar aspectos negativos

 

"Eu nasci assim, cresci assim..." tal como na música de Dorival Caymmi sobre a incorrigível Gabriela, temos a tendência a acreditar que muitos dos nossos hábitos equivocados fazem parte de nossa personalidade e que não há muito a fazer em relação a isso. Dizemos frequentemente: "eu sempre fui perfeccionista", "não gosto de competição, por isso deixei aquilo de lado", "prefiro sempre falar a verdade, mesmo que magoe" ou ainda "prefiro trabalhar com segurança ao invés de arriscar", entre tantas outras desculpas. No final das contas, esses pretextos mostram dificuldade de encarar e superar as dificuldades, atrasando mudanças e nossa evolução pessoal.

Isso acontece porque é mais fácil dizer que você prefere ser honesto, custe o que custar, a aprender a ser diplomático; que é mais simples afirmar que quer as coisas seguras a enfrentar desafios e se adaptar a eles. Por fim, acreditamos que é menos trabalhoso culpar a genética, a educação, a cultura e a sociedade a admitir que o responsável por tudo aquilo que nos acontece somos nós mesmos, inclusive no que diz respeito a melhorarmos nossos defeitos.

Portanto, por mais difícil que seja acompanhar a transformação da vida e de nós mesmos, é preciso se abrir às mudanças. Afinal, se permanecermos do mesmo jeito, como poderemos exigir grandes realizações, golpes de boas oportunidades e felicidade? Como poderemos continuar a reclamar e a resmungar que nada acontece na nossa vida, se não doamos nada de nós mesmos?

Vencendo o medo

Sem mudança interior, não existe mudança exterior, pois uma coisa está ligada à outra. Desse modo, se você quer liderar, terá que vencer o medo do conflito; se quer ser mais bonita, tem que aprender a lidar com o excesso de atenção; se deseja ser próspero, não pode ficar o tempo todo pensando que será roubado; enfim, se quer que as pessoas lhe vejam com bons olhos, deve respeitar suas opiniões e ouvir o que elas dizem sobre você.

Independente do defeito que você tenha, seja medo, orgulho, rispidez, egoísmo, exagero, irresponsabilidade, dispersão ou timidez, lembre-se que você não é essa característica, apenas a manifesta. Neste sentido, cabe somente a você modificá-la por algo bom.

Precisa de dicas? Veja algumas sugestões para livrar-se dos defeitos:

  • Observe quais são suas maiores reclamações na vida. Geralmente elas revelam suas imperfeições;
  • Pergunte para amigos e familiares quais são seus maiores defeitos e peça sinceridade;
  • Liste quais são os defeitos que você mais detesta nos outros. Constantemente aquilo que mais nos chama atenção no outro é o que precisamos trabalhar em nós mesmos;
  • Vigie seus pensamentos e palavras para não manifestar as características que quer mudar. Então, se sua primeira reação é brigar, tente se acalmar; se é fugir, fique no mesmo lugar; se é falar algo ruim, substitua por algo bom.

Por fim, perdoe sempre a si mesmo e valorize seu esforço. Tal como você, muitos estão tentando ser melhores, apenas não sabem como fazê-lo.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, é taróloga há mais de 15 anos. Estuda as abordagens desta prática, com o fim de decifrar a complexidade humana, abrangendo em suas consultas temas como feng shui, i ching, astrologia e numerologia. Saiba mais »

contato: vanne.furquim@gmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS