Carregando pagina

Saúde

Hábitos alimentares perigosos no trabalho

Dicas e receitas ajudam a comer do jeito certo durante o expediente

 

Como conciliar uma alimentação equilibrada com a carga de trabalho? Realmente parece difícil, visto que muitas vezes não temos como levar ou armazenar lanchinhos saudáveis na empresa, e o serviço em alguns momentos parece consumir nosso tempo. É comum que algumas pessoas, durante as horas que passam no escritório, abusem do café para combater o cansaço, comam apressadamente no intervalo entre reuniões ou ataquem guloseimas.

Se esse é o seu caso, confira abaixo dicas e receitas sobre como se alimentar durante o expediente, sem prejudicar a saúde. Ou o seu desempenho no trabalho.

Tome um café da manhã caprichado

Sempre realize o desjejum antes de começar a trabalhar. O nosso organismo diminui o metabolismo durante a noite para facilitar o repouso. Quando pulamos o café da manhã, continuamos com o metabolismo menos ativo. Isso pode prejudicar o raciocínio no trabalho e diminuir o gasto energético, favorecendo o aumento do peso. Aumenta, ainda, as chances de acidentes no trânsito, já que a diminuição no metabolismo prejudica, consequentemente, a concentração.

Uma boa ideia é deixar uma bandeja pronta, com os alimentos certos na geladeira do escritório (como sucos de frutas, pães, tapiocas, manteiga, patês, etc.) ou já deixar a mesa de casa montada para o dia seguinte. Lembre-se que é um investimento para a sua saúde e também para aumentar a concentração e a disposição no trabalho!

Quer uma dica bem rápida? Faça uma vitamina contendo carboidratos integrais, frutas e proteínas. Sugiro bater no liquidificador uma fruta (banana, mamão, morangos, abacate, etc. ou até mesmo uma polpa congelada) + aveia (ou linhaça ou quinua em flocos ou amaranto em flocos ou linhaça dourada) + um copo de leite de arroz ou de aveia ou de amêndoas (para quem quiser evitar o leite convencional).

Beba água

Nossas sinapses (as comunicações de um neurônio para o outro no cérebro) são realizadas através de água. Quando você não bebe esse líquido constantemente, essas comunicações ficam prejudicadas, atrapalhando o raciocínio e a concentração. Além disso, o hipotálamo - parte integrante do cérebro - regula a fome, o sono, o cansaço e a sede. Quando ingerimos pouca água, a desidratação é confundida com fome, fazendo a pessoa comer sem necessidade e engordar, além de oferecer mais cansaço.

Durante o expediente, prefira beber água em moringas de vidro. O plástico contém uma substância chamada bisfenol-a, que pode ocasionar problemas neurológicos, alterar a tireóide e causar o aumento de peso, ou até mesmo gerar hiperatividade.

Outra dica é preferir águas que tenham o ph acima de 7 ou 8 (preste atenção nos rótulos). Opte também pelas bebidas com menores quantidades de nitrito, substância potencialmente cancerígena. Lembre-se de ingerir água durante todo o dia, em pequenos golinhos. Vale lembrar que devemos beber cerca de 30 ml de água para cada quilo de peso. Portanto, uma mulher de 60 quilos deve ingerir 1.800 ml diariamente (60kg x 30ml= 1.800 ml ou 1,8L).

Além disso, evite beber água perto das refeições. O líquido dilata o estômago, que por sua vez fica com um tamanho maior e sente necessidade de mais comida para sentir saciedade. Sugiro esperar cerca de uma hora após as refeições para ingerir líquidos.

Programe os seus lanchinhos

Se puder, deixe na gaveta no trabalho: grissinis integrais (palitinhos crocantes); frutas secas (banana passa, damasco, tâmara, ameixa); frutas desidratadas ou liofilizadas (banana, maçã, caqui, abacaxi). Combine essas frutas com oleaginosas (castanhas do pará, nozes, nozes pecã, macadâmias, castanhas de cajú, etc).

Coma esse alimentos cerca de três a quatro horas após o almoço. Para quem se esquece do horário dos lanchinhos fica a dica: programe o seu celular para um lembrete.

Reuniões mais saudáveis

Você não precisa acompanhar o seu cliente ou o seu chefe em um prato altamente calórico e gorduroso, durante as reuniões. Mas também não faça o papel de "pedante saudável", falando frases como: "você vai comer isso aí? Tem muitas calorias!". Essa atitude é bastante indelicada e demonstra falta de educação. Escolha o seu prato e fique na sua!

Boas opções de escolhas são sempre com hortaliças. Peça uma salada de entrada, pois você ficará com menos fome para o prato principal. Aproveite para experimentar novos sabores nas saladas! Acompanhe uma proteína magra (carnes como maminha, baby beef ou picanha - sem a lateral de gordura) ou frango (sem pele) e peixes de todos os tipos (sempre grelhados ou assados ou cozidos) e evite frituras. Escolha também um carboidrato - preferencialmente integral (arroz, quinua, macarrão ou até mesmo algum sem glúten, para quem sofre de intolerância ou alergia alimentar). Evite líquidos nas refeições ou beba no máximo um copo pequeno de água, com um pouco de limão espremido.

Muita gente abusa do café no escritório. A bebida melhora a taxa de oxigenação do sangue, aumentando o foco e a concentração. Por outro lado, quando ingerida em excesso pode aumentar a ansiedade. O ideal é beber, no máximo, quatro xícaras de 50 ml cada. Se for preciso, estabeleça cotas, como: uma pela manhã, uma no meio da manhã, uma após o almoço e uma no meio da tarde. Boa sorte!

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Amanda Regina

Nutricionista especialista em "Personal Diet" e Nutrição ampliada pela Antroposofia. Atua em consultório, escolas e ensinando pessoas a cozinhar de uma maneira mais saudável. Saiba mais »

contato: amandasregina@gmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS