Carregando pagina

Família > Relações Familiares

Florais para animais - Parte 2

Seu gato anda agressivo ou medroso? Essências podem ajudar

 

É muito divergente a opinião das pessoas em relação ao temperamento dos gatos. Enquanto algumas os descrevem como animais dóceis e carinhosos, outras os definem como animais desobedientes e traiçoeiros.

Os gatos são independentes por natureza, porém podem ser muito companheiros se receberem carinho e atenção de seus donos. Gostam de se manter limpos e para isso costumam se lamber frequentemente, o que não quer dizer que o banho possa ser dispensado. Quando educados, desde cedo fazem suas necessidades sempre em um local com terra ou areia determinado para esse fim. Após evacuarem costumam cobrir as fezes. Eles são também muito curiosos e individualistas, portanto, não se submetem as ordens do dono.

Assim como os seres humanos, os animais também possuem temperamentos diferentes e podem demonstrar seus sentimentos de formas distintas. Enquanto alguns gatos arranham e agridem o dono para demonstrar sua raiva ou insatisfação, outros podem se aquietar, deixar de se alimentar ou ficar amuados pelo mesmo motivo.

O aspecto relacionado a sociabilidade também é bastante diferente. Quando se deparam com um visitante desconhecido, alguns gatos são sociáveis, outros podem se mostrar agressivos, arqueando as costas ou balançando e curvando a cauda. Outros, mais tímidos ou medrosos, correm para se esconder. Uma boa dica é acostumar o gato à presença de estranhos e de outros animais para que ele se torne mais sociável.

Embora os temperamentos sejam diferentes, alguns sinais devem ser observados por constituírem dicas importantes sobre a saúde e o comportamento dos gatos. Convém notar se eles estão se alimentando normalmente, se parecem tensos ou relaxados, se estão dormindo bem, se bebem água ou outros líquidos diariamente, se a pele e os pelos estão com aparência saudável, se a urina e as fezes parecem normais, se ronronam muito alto, assustam-se frequentemente ou se são muito medrosos.

Além disso, as doenças que os animais costumam apresentar com certa frequência podem nos fornecer caminhos para o tipo de tratamento mais adequado, pois assim como acontece com os humanos os gatos podem somatizar seu estresse emocional. Ou seja, eles podem adoecer e apresentar sintomas físicos devido a problemas de adaptação à criação inadequada ou ao ambiente impróprio.

O que podemos fazer para ajudar nossos amiguinhos felinos?

Os florais podem ser muito úteis para o tratamento dos distúrbios comportamentais e do estado de humor dos animais. A sensibilidade apurada faz com que eles respondam muito rápido ao tratamento da terapia floral.

As essências florais devem ser escolhidas com muito cuidado, respeitando a natureza dos gatos e as características próprias de cada animal.

Podemos citar como exemplo, a tendência de alguns gatos a desenvolver problemas pulmonares. O pulmão, segundo a psicossomática, está relacionado ao sentimento de tristeza e frustração. É aconselhável que o tratamento para os problemas pulmonares seja complementado com florais que visem melhorar o humor e a alegria dos bichanos.

As doenças costumam se instalar mais facilmente quando o aspecto emocional está abalado, assim sendo, tratar do humor dos gatos é uma ótima opção para que eles continuem vivendo felizes e saudáveis.

Algumas dicas de tratamento

Você poderá pingar quatro gotinhas do floral, na palma da mão, com um pouquinho de água ou leite e dar para o animal lamber, de duas a quatro vezes ao dia ou colocar as quatro gotinhas na água ou líquido que ele beba diariamente. Pingue as quatro gotinhas cada vez que trocar a água da vasilha. O tratamento é diário e deverá durar por 30 dias.

  • Para aqueles gatinhos que adoram ficar no colo do dono ou querem chamar atenção o tempo todo subindo no sofá, na cama, ou nas cortinas, uma boa opção é utilizar a essência floral Chicory. Caso eles miem muito pelo mesmo motivo, pode ser feita uma fórmula com Chicory e Heather.
  • Para o gato muito tímido, que não gosta ou tem medo de ser tocado, parece se assustar com qualquer barulho e está quase sempre demonstrando medo através de um ronronar muito alto ou arqueando as costas para cima, a melhor indicação é uma fórmula contendo as essências Aspen e Mimulus.
  • Para os gatos que arranham o dono, quando irritados urinam por todo canto, não gostam da presença de pessoas ou animais estranhos, a indicação mais adequada é da essência Beech, podendo ser acrescida da essência Holly se o animal se mostra frequentemente agressivo ou mal humorado.
  • O gato submisso, que permanece com o corpo encostado no chão e as orelhas abaixadas, poderá se beneficiar com a essência Centaury.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Suely Bello

Graduada em Naturologia, Educação Física e Pedagogia, com especialização em Psicossomática, atende em São Paulo utilizando as Terapias Naturais para auxiliar no processo de autoconhecimento e de promoção, manutenção e recuperação da saúde. Saiba mais »

contato: srbello@terra.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS