Carregando pagina

Casa > Decoração

Entrevista com Aline Mendes

Arquiteta e mestre em Feng Shui explica como técnica funciona

 

A casa é o melhor lugar do mundo na vida de muitas pessoas. Além de servir como abrigo, é naquele espaço no qual as relações podem amadurecer e onde alguns dos momentos mais importantes na vida acontecem. Desta forma, é natural que este lugar tão especial tenha a influência de muitas energias, que atuam diretamente nas pessoas que moram ali.

E colocar em prática alguns ensinamentos do Feng Shui pode beneficiar tanto o ambiente que você vive quanto os próprios moradores. Aline Mendes, arquiteta e mestre em Feng Shui, nos contou como a prática pode ajudar as pessoas a viver melhor e a manter a casa sempre equilibrada.

Quais são os principais benefícios do Feng Shui?

Aline Mendes: A prática do Feng Shui traz benefícios para as principais áreas da vida de uma pessoa, como a área de saúde, os relacionamentos e também a prosperidade. Quando o Feng Shui é bem aplicado, todos esses aspectos podem melhorar.

No pensamento chinês, existem os que seriam os três componentes da vida de qualquer pessoa: o Céu, o Homem e a Terra. O Céu englobar as características que a pessoa traz consigo, como sua personalidade, suas habilidades e seus períodos de sorte ou dificuldade. O Homem, por sua vez, representa as atitudes do ser humano e seu esforço pessoal de aprimoramento intelectual e moral. Por fim, a Terra representa as energias do ambiente atuando em uma pessoa - que é exatamente o objeto de estudo do Feng Shui.

Na linha que você trabalha, o Feng Shui Tradicional Chinês, não existe a aplicação do Ba Guá, certo? Como é feita, então, a análise dos ambientes?

Aline Mendes: O Ba Guá é uma espécie de mapa, que mostra o tipo de energia presente em cada uma das oito direções da rosa dos ventos. Essas direções, por sua vez, influenciam cada área da vida de uma pessoa. Esse instrumento é usado em uma linha do Feng Shui, chamada Feng Shui do Chapéu Preto. Segundo esta escola, basta alinhar o Ba Guá com a porta de entrada e ver, através da disposição das áreas de energia, qual cômodo será influenciado por uma energia específica.

No Feng Shui Tradicional Chinês, por outro lado, os parâmetros usados para definir o padrão energético de cada direção, e como cada cômodo será trabalhado, são as orientações geográficas e a data da construção do imóvel. Dessa forma, cada casa tem um mapa de distribuição de energias personalizado.

Existem áreas particularmente difíceis de serem trabalhadas em casa?

Aline Mendes: Os cômodos que apresentam drenagem de energia, como o banheiro, são os que exigem mais atenção e cuidados. Este é um lugar onde as pessoas se limpam da poluição e das energias indesejáveis que acumulam fora de casa. Mas os ralos do chuveiro, da pia e do vaso sanitário acabam se tornando um problema. Caso não sejam tomadas as providências adequadas, estes pontos do banheiro podem acabar drenando a energia que deveria permanecer naquele ambiente e naquela casa, gerando problemas financeiros ou de saúde.

Já na cozinha o cuidado deve ser com o fogão, se ele for usado constantemente. Por ter o elemento Fogo muito forte, a energia do fogão pode prejudicar o potencial energético do ambiente, caso o elemento Fogo não seja adequado ali.

O Feng Shui Tradicional Chinês pode ser aplicado também fora de casa, como no ambiente de trabalho, por exemplo?

Aline Mendes: A harmonização de qualquer tipo de estabelecimento comercial, como escritórios, lojas ou restaurantes, por exemplo, pode ser feita da mesma maneira que em uma residência. A diferença está apenas no enfoque dado a cada tipo de análise. Mesmo que sempre levemos em consideração todos os aspectos da vida, nas residências damos mais atenção às questões de saúde e relacionamentos, enquanto nas empresas o foco principal é a prosperidade.

Quais são as dificuldades mais frequentes de quem está começando a aplicar o Feng Shui em sua casa ou ambiente de trabalho?

Aline Mendes: A primeira dificuldade é a lógica que envolve o processo. Como os padrões de pensamento ocidental e oriental são bem diferentes, entender o que significam as energias e a importância de cada elemento através do pensamento oriental, que é a base do Feng Shui, pode ser algo bem complexo para os iniciantes. Para compreender bem os fundamentos do Feng Shui, o ideal é contar com a ajuda de um bom professor.

Algumas pessoas pensam que para aplicar o Feng Shui é preciso investir muito dinheiro. É possível fazer uso da técnica sem gastar muito?

Aline Mendes: Sim! Muitas vezes a pessoa não gastará nada ou gastará muito pouco para fazer as mudanças. Não existem objetos de cura pré-determinados no Feng Shui Tradicional Chinês. As energias e os elementos são trabalhados, na maioria das vezes, com móveis e objetos decorativos que a pessoa já tem em casa. Os cinco elementos estão associados, cada um, a diferentes formatos, cores e materiais. Às vezes, o simples ato de trocar um objeto de lugar, ou levá-lo de um cômodo a outro, já faz toda a diferença na energia de um ambiente.

O que pode acontecer se uma pessoa aplicar o Feng Shui de maneira errada?

Aline Mendes: A escolha e a disposição errada de objetos e cores podem acabar desequilibrando as energias da casa. Ao invés da almejada harmonia, pode-se acabar tendo problemas financeiros, nos relacionamentos ou até na saúde dos moradores. Por exemplo, se uma pessoa pinta seu quarto com uma cor inadequada ao potencial energético ali presente, poderá desencadear problemas de saúde. Ou se usa um objeto com formato inadequado junto à porta de entrada, poderá ter problemas financeiros.

Existem dicas gerais de Feng Shui que podem ser aplicadas em qualquer casa?

Aline Mendes: Sim. O quarto de dormir precisa ser bem escuro durante a noite de sono. Para conseguir esse efeito, vale colocar cortinas pesadas. A cabeceira da cama deve estar encostada em uma parede sólida, então não é bom posicioná-la embaixo da janela, solta pelo quarto ou em uma parede por onde passam canos de água e esgoto.

Outra dica importante é não deixar os objetos se acumularem em casa. Objetos guardados sem uso geram energia estagnada e prejudicam o fluxo harmônico da boa energia. Sempre que puder, jogue fora papeis velhos, jornais ou revistas, além de roupas e qualquer outra coisa que esteja em excesso. O ideal é que a pessoa faça uma limpeza geral em sua casa duas vezes por ano, descartando todos os excessos que não lhe servem mais.

Como uma pessoa pode aprender mais sobre Feng Shui?

Aline Mendes: Existem professores com uma formação sólida em Feng Shui, que oferecem bons cursos e dão um suporte adequado a seus alunos, preparando-os para a futura prática profissional. Mas também existem pessoas com um conhecimento apenas superficial da técnica e que ainda assim se tornam professores. Estes últimos podem acabar ensinando coisas erradas e prejudicando os alunos e seus futuros clientes. A melhor forma de encontrar um professor bem capacitado é pesquisar quais cursos ele fez e quais foram os seus mestres.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas. Saiba mais »

contato: conteudo@personare.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS