PUBLICIDADE

Você > Espiritualidade

Energias discordantes geram mal estar físico

Aprenda a perceber a origem de seus problemas de saúde

Por: Vanessa Mazza

 

Independentemente do que você acredite, é fato que certos ambientes, tão logo nele adentremos, nos fazem sentir um ligeiro desconforto. Pessoas mais sensíveis podem até passar mal "do nada", o que torna tudo muito confuso, já que, até poucos minutos atrás, estavam se sentindo muito bem.

A questão principal é que, por causa da agitação do dia-a-dia ou mesmo de nossas preocupações, tendemos a não prestar muita atenção a estes pequenos sinais. Ou seja, uma dor de cabeça ou de estômago repentinas, um calafrio, uma tontura, queda ou aumento de pressão arterial podem ser analisados apenas sobre o prisma orgânico. Assim, tentando ser muito práticos, tomamos algum remédio e rapidamente nos anestesiamos e esquecemos do assunto, ao invés de refletirmos sobre a origem do mal estar.

Conheço gente que sempre que vai visitar determinada empresa, por exemplo, sai de lá com dor de cabeça. Algumas pessoas também podem provocar crises alérgicas em nós e outros lugares podem nos fazer sentir enjoos. Se isso acontece com você, mas se está distraído aos fatos, a tendência é que não perceba o padrão e nem associe uma coisa com a outra. Você poderá pensar que não se alimentou direito, que foi o excesso de café ou ainda uma simples crise de estresse que desencadeou seu mal estar.

Claro que às vezes a razão para uma indisposição física é realmente derivada desses fatores. Por isso, de todo jeito, o primeiro passo é identificar nossas sensações corpóreas, percebendo quando e em quais condições elas acontecem. Só que, para isso dar certo, é necessário estarmos mais atentos ao próprio corpo, sabendo ouvi-lo e respeitá-lo.

Forças positivas e negativas

Somos feitos de energia e habitamos um mundo cheio de forças (positivas e negativas) que sabemos que existem, mas que não conseguimos enxergar, como: a eletricidade, a radiação e o eletromagnetismo, por exemplo. E, tal como elas se comportam normalmente na natureza, algumas forças se repelem e outras se atraem. Por isso que quando estamos com uma pessoa que vibra na mesma frequência que nós, nos sentimos bem e o exato contrário também acontece.

Assim, para saber diferenciar quando o mal estar que você sente é puramente orgânico ou uma reação à alguma energia que está fora de sintonia com você, por exemplo, preste atenção. Geralmente, quando se trata de uma questão energética, só o simples fato de focarmos nosso pensamento nela, já a faz se dissipar.

Para que fique mais claro, imagine um momento que sinta um peso nos ombros repentino. Se você tentar se distrair com outra coisa e ignorar a sensação, acreditando que assim ela sumirá sozinha, você permitirá que ela permaneça em você. Por outro lado, se você prestar atenção nela, no seu significado, ficando alerta ao seu redor, é como se automaticamente sua energia mudasse, contribuindo para que fique livre dela. É bem como aquele pernilongo que estava lhe picando despercebido e que alça voo tão logo você percebe que ele está lá. Outra dica é meditar, relaxar, fazer algo que lhe divirta.

Isso costuma dar certo, pois quando nos sentimos mal nossa energia se esvai, enfraquece, começamos a ver as coisas sob uma ótica mais negativa e, assim, vamos nos afinando e nos ajustando cada vez mais com aquela energia de baixa frequência. Ou seja, se não nos precavemos no início, quando o desconforto ainda é evidente, a tendência é que nos adaptemos, não percebendo mais as nuances. Assim, poderemos simplesmente mudar nosso comportamento e vibração, atraindo outros tipos de situação e pessoas para nossa vida.

Portanto, para evitar se contagiar ao ponto de transformar sua vida negativamente, procure:

  • Manter o pensamento elevado em coisas boas, evitando reclamar ou julgar demais.
  • Prestar atenção ao mal-estar e onde e quando ele acontece.
  • Verificar se existe um padrão de saúde que se repete na sua vida.
  • Perceber se depois de mentalizar ou relaxar você continua se sentindo mal, pois assim entenderá que os sintomas são físicos. Com o tempo, terá mais habilidade para diferenciar a sutileza entre o que é um desgaste energético e um orgânico.
  • Identificar os lugares que lhe fazem passar mal, criando rotinas para se proteger antes de ir até eles, seja fazendo mentalizações ou seja ficando mais atento. Se puder, evite ir ao lugar simplesmente.
  • Notar se o mal-estar acontece em um lugar onde você pode realizar algumas modificações para se sentir melhor. Caso sim, introduza plantas e observe como elas se desenvolvem. Não será coincidência se elas murcharem rapidamente.
  • Compreender os motivos que o levam a se colocar em determinada situação. Afinal, se a todo o momento você está se sentindo mal, é porque está insistindo em algo que possivelmente não é o melhor para você.

Uma mentalização prática

Uma forma de se livrar de energias negativas e também se proteger delas é simplesmente visualizar uma espiral na cor violeta subindo rapidamente dos seus pés em sentido anti-horário. Após fazer isso algumas vezes, você pode imaginar uma cascata de luz dourada caindo sobre sua cabeça, o que irá lhe preencher de boas energias. Para terminar, imagine a mesma espiral de cor violeta, agora girando no sentido horário para lhe proteger.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, é taróloga há mais de 15 anos. Estuda as abordagens desta prática, com o fim de decifrar a complexidade humana, abrangendo em suas consultas temas como feng shui, i ching, astrologia e numerologia. Saiba mais »

contato: vanne.furquim@gmail.com
  • e-mail
  • Imprimir

MATÉRIAS RELACIONADAS

E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

NEWSLETTER

GRATIS
minimize close
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA A NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS