Carregando pagina

Saúde > Prevenção e Cuidados

Do-in ajuda a eliminar problemas de saúde

Aprenda automassagem para curar dor de cabeça, cólica, cansaço e mais

 

Quem nunca sentiu aquela dorzinha incômoda em alguma parte do corpo e instintivamente procurou apertar a região na tentativa de amenizá-la? Essa busca automática é conhecida como Do-in ou automassagem.

A prática do Do-in não possui nenhuma contraindicação e pode ser feita por qualquer pessoa, em qualquer local. Através dessa técnica, podemos tratar desde males como dores de cabeça, dores de garganta, dores de barriga e sinusite, até enjoos, prisão de ventre, cólicas menstruais e outros incômodos.

Como funciona?

O Do-In teve origem há aproximadamente 5 mil anos, quando um homem que havia batido o pé em uma pedra começou a massagear a região, o que lhe proporcionou alívio imediato. A partir daí, foram feitos estudos por meio de observações e práticas, que indicavam uma relação direta entre alguns pontos em nosso organismo e a energia que circula entre eles, chamada Qi - a nossa força vital. Esse conhecimento foi transmitido de geração em geração, sendo aprimorado e servindo como uma ótima ferramenta para prevenir e corrigir distúrbios, principalmente os que se encontram em estágio inicial.

O Do-in é uma técnica chinesa de automassagem baseada na Medicina Tradicional Chinesa (MTC) e utiliza os mesmos pontos da Acupuntura, de acordo com os meridianos corporais. A prática busca, através da pressão com a ponta dos dedos nos pontos dos meridianos, tratar as dores que surgem no dia-a-dia, sedando ou estimulando tais pontos, para normalizar o fluxo de energia onde ela esteja estagnada ou desequilibrada.

O congestionamento do fluxo energético em determinado ponto do corpo gera um excesso ou uma deficiência de energia (Qi), que pode acarretar em diversos problemas de saúde. Ao dispersar essa energia estagnada, o órgão afetado se acalma, ocorrendo o que chamamos de sedação. A automassagem também ajuda no processo chamado de "tonificação", cujo objetivo é levar energia para o local afetado, ativando o ponto deficiente e permitindo que este se reanime.

Do-in na prática

Em um corpo saudável, a energia Qi circula livremente. Quando um determinado órgão adoece, os pontos que correspondem a ele ficam doloridos devido ao acúmulo ou ausência de energia. A prática do Do-in visa justamente permitir que essa energia acumulada ou ausente volte ao seu fluxo normal, para que assim os órgãos se mantenham saudáveis.

As técnicas principais do Do-in são:

Sedação: consiste em pressionar profunda e continuamente um determinado ponto durante cinco minutos. Isso faz com que a energia acumulada se disperse.

Tonificação/Estimulação: consiste em pressionar repetidamente determinado ponto em intervalos de um segundo, durante um a cinco minutos, permitindo que a energia volte a circular na região, reanimando o local.

O Do-in pode ser feito todos os dias ou sempre que necessário, a qualquer sinal de desconforto em determinado ponto.

Primeiramente, sente em uma posição confortável e respire profunda e lentamente por alguns minutos. Em seguida, com a mão em forma de concha, dê leves batidinhas pelos braços e pernas em todas as suas extensões - para ajudar a ativar os meridianos. Massageie suavemente os dedos das mãos e dos pés, girando-os e dando leves puxões em cada um, para ativar as energias das extremidades.

Depois dessa preparação, seu corpo estará pronto para receber a massagem em pontos específicos, para tratar os problemas correspondentes. Não desista caso sinta dor, isso quer dizer que há realmente um problema no local e ele precisa ser tratado.

Aprenda no slideshow abaixo quais técnicas utilizar para cada problema de saúde.

Iniciar slideshow

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Tahiana Ferraço

Aromaterapeuta Clínica. Realiza atendimentos voltados aos tratamentos corporais e emocionais através dos óleos essenciais puros, florais do sistema Saint Germain, massagens aromaterápicas, reflexologia e ervas medicinais. Saiba mais »

contato: tahiaromaterapeuta@gmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS