Carregando pagina

Saúde > Prevenção e Cuidados

Diabetes e qualidade de vida

Dicas da Naturologia para conquistar uma rotina mais equilibrada

 

Não se pode negar que a notícia de que alguém é portador de diabetes pode assustar, já que traz com ela a necessidade de mudanças importantes em hábitos e estilo de vida. Mas também é igualmente verdade que é plenamente possível conviver com a doença com qualidade e com alegria de viver, usando a diabetes com ponto de partida para mudanças que já se faziam necessárias e que só trazem ganhos à rotina e à saúde. É essa reflexão que gostaríamos de estimular, em comemoração ao Dia Mundial do Diabetes, 14 de novembro.

Como diabetes é uma falha no transporte da glicose para dentro das células, podemos pensar em duas maneiras de ajudar o corpo: a primeira é controlar a oferta de glicose no sangue e a segunda é receber ou produzir mais insulina para executar o transporte da glicose necessária à sobrevivência para dentro de nossas células. A segunda forma vai depender de medicamentos, naturais ou sintéticos, de acordo com a necessidade individual de cada um, receitados e acompanhados pelo médico endocrinologista. Mas a primeira forma de auxiliar nosso corpo a conviver bem com diabetes depende exclusivamente da aquisição de hábitos saudáveis de vida e nesse campo as terapias naturais podem auxiliar bastante. Coisas simples como respirar livremente, se alimentar adequadamente, dormir, beber água, movimentar-se e ter pensamentos saudáveis são tão fundamentais para equilibrar nosso corpo e nosso espírito quanto a dosagem correta de insulina necessária ao funcionamento adequado do organismo.

Observe-se

O controle da oferta de glicose deve ser feito, obviamente, pelo controle da dieta. Todo diabético sabe que tem que reduzir o consumo de doces e massas, alimentos ricos em glicose e em carboidratos - que também se transformam em glicose dentro do corpo. Mas o que é importante observar é de que maneira lidar com a ansiedade, o medo, a tolerância à frustração e os limites impostos por uma dieta.

Muitas vezes a gente escuta que basta que uma coisa seja proibida para que tenhamos muito mais vontade de fazer, não é mesmo? Isso é natural ao ser humano, mas nem por isso temos que aceitar sem buscar soluções pra este sentimento de ansiedade e frustração. No amplo leque das terapias naturais vale lembrar o uso de florais, de aromas, de técnicas respiratórias e meditativas, de práticas corporais, de reflexologia, técnicas que auxiliam a diminuição da compulsividade - aquele impulso de comer rapidamente e sem discriminação - e ajudam a estabelecer uma rotina diária saudável e equilibrada.

  • Terapia floral - vários são os florais que auxiliam na redução de um comportamento compulsivo e no aumento da tolerância à frustração. Podemos citar o Chestnut Bud, que ajuda a quebrar círculos repetitivos, viciosos, facilitando o aprendizado de novos hábitos; Walnut, um floral importante para proteção e adaptação às fases de mudanças; Mimulus, para o medo da doença e Larch, para ter segurança de que se é capaz de seguir a dieta.
  • Aromaterapia - muito importante num momento que temos que lidar com a dieta é se concentrar nos aromas naturais dos alimentos e perceber que eles também nos saciam. Além disso, o óleo essencial de lavanda com laranja ou bergamota (1 gota de cada) em um aromatizador no ambiente das refeições ou em um aromatizador pessoal ajuda a relaxar e diminuir a compulsividade.
  • Práticas corporais, exercícios respiratórios e meditativos - muito se pode conseguir em equilíbrio incluindo-se duas ou três vezes na semana uma prática corporal, como yoga ou tai chi chuan. Mas também se pode alcançar excelentes benefícios corporais se apenas incluímos momentos de alongamento e respiração ao longo do dia. Uma das chaves para uma mudança de hábitos é a consciência. E estas práticas, muitas vezes bem breves, proporcionam momentos de clareza mental que ajudam nesta tomada de consciência da necessidade e dos benefícios de mudar.
  • Reflexologia - massagem ou automassagem nos pés é por si só uma ação relaxante. Além disso, estimula os órgãos digestivos e também o pâncreas, responsável pela produção de insulina. Já a auriculoterapia (colocação de sementes ou esferas em pontos da orelha) contribui para uma boa circulação energética e o desbloqueio de pontos de tensão ajuda a conquista de um equilíbrio geral do corpo.
  • Dicas indispensáveis, sempre - atenção à ingestão diária de água, mastigar bem e comer pausadamente evitando assuntos que aborreçam durante as refeições. Descanso e preparo para uma boa noite de sono, estabelecer um horário para uma reflexão diária ou uma leitura, ouvir ou tocar música, pintar, dançar e manter ativa sua vida social, além de participar de algum trabalho social, são atividades que redimensionam os desafios do dia a dia.

Enfim, podemos considerar que o diabetes é uma mensagem importante que o corpo emite pedindo a manutenção de hábitos mais saudáveis! E que temos aliados naturais para nós auxiliar na conquista de uma vida mais equilibrada e feliz!

Para continuar refletindo sobre o tema

Dia Mundial do Diabetes

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Katia Leite

Com formação universitária em Naturologia, dedica-se a atendimentos individuais e em grupo em São Paulo. Busca nos elementos da natureza os instrumentos que ajudam a manter e recuperar a saúde. Saiba mais »

contato: katiaaj@hotmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS