Carregando pagina

Saúde > Prevenção e Cuidados

Cuidados para quem usa salto alto

Veja como usar esse tipo de sapato sem prejudicar sua saúde

 

Não há dúvidas de que o salto alto deixa qualquer mulher mais elegante. Ele ajuda a tornear as pernas, afinar a silhueta, deixa a mulher mais alta e o bumbum mais empinado. Um grande aliado da beleza. No entanto, o uso contínuo do salto alto pode trazer alguns danos estruturais e de postura, ao longo do tempo.

É comum que as mulheres que os usam com frequencia relatem dores nas panturrilhas quando andam descalças. Por conta disso, algumas chegam ao extremo de usar chinelos ou sapatos com salto até para ficar em casa. No entanto, está comprovado que o uso contínuo do salto alto reduz o comprimento das fibras musculares da panturrilha. Isso quer dizer que nestas pessoas ocorre um encurtamento da musculatura posterior das pernas.

Ao longo do tempo, este encurtamento pode desencadear um desequilíbrio em toda cadeia muscular posterior do corpo: coxas, coluna lombar, dorsal e cervical. Além disso, o encurtamento das panturrilhas deixa os tendões e ligamentos muito mais suscetíveis a lesões e torsões,, devido à falta de flexibilidade.

Não precisamos abolir o salto, mas é muito importante tomar algumas medidas:

 

Apoie a ponta dos pés num degrau e deixe os calcanhares penderem para trás, ficando com a coluna ereta.

 

Deitada no chão de barriga para cima, apoie um dos pés na superfície e "abrace" a ponta dos outros pés com a ajuda de uma toalha enrolada ou um cinto. Puxe a ponta do pé em sua direção e o calcanhar para o teto.

 

Em pé, curve-se para frente e para baixo, tentando tocar as mãos no solo. Se não alcançar, vá até onde você consegue, desde que sinta o alongamento nas pernas ou na coluna.

 

Se as dores nos pés e pernas já forem familiares a você, acrescente neste ritual uma massagem nas solas, abrindo bem os arcos dos pés e mobilizando as articulações. Massageie também os calcanhares e panturrilhas.

 

Você também pode mergulhar as panturrilhas em um balde com água quente, e fazer uma espécie de escalda-pés caprichado!

 

É muito importante alternar os calçados. Nunca use o mesmo sapato todos os dias, nem o mesmo comprimento de salto. Varie, depois de um dia de salto alto, use um mais baixo, e no dia seguinte uma sapatilha. Se você não quiser abrir mão da altura, os sapatos de plataforma também podem ser uma boa opção para variar o salto alto.

Quando tiver a oportunidade, caminhe descalça na areia da praia. Essa prática é muito benéfica, pois fortalece e alonga os músculos dos seus pés e pernas. Cuidando bem deles, você pode continuar bonita sem prejudicar a sua saúde!

Ilustrações: Rodrigo Leão

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Karin Fromm

Fisioterapeuta e psicoterapeuta, atualmente estuda medicina ayurvédica. Atende em consultório particular em São Paulo e mantém um blog sobre saúde e prazer. Saiba mais »

contato: karinffromm@hotmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS