Carregando
PUBLICIDADE

Família > Relações Familiares

Animais de estimação na estrada

Aprenda cuidados ao viajar com seu amigo de quatro patas

Por: João Carlos Colombo

 

Os animais de estimação já se tornaram parte da nossa família. Por isso, nada mais justo que dividir com eles também os momentos de lazer das nossas viagens, não é mesmo? Mas antes de fazer a mala do cãozinho, saiba que alguns cuidados especiais são importantes para a saúde, segurança e conforto dele. O primeiro passo é levá-lo ao veterinário para um check-up. Na consulta o profissional, o especialista vai organizar a carteira de vacinação e também dar um atestado de saúde do animal, documentação necessária em alguns meios de transporte, como avião, por exemplo.

Na consulta, o veterinário poderá também esclarecer dúvidas sobre como prevenir algumas doenças que podem ser adquiridas no campo, como Erchiliose, contraída por meio do carrapato, ou na praia, a Dirofilariose. A boa notícia é que já existem no mercado medicamentos preventivos para essas doenças. Outro fator importante é organizar a mala do animal, não deixando de levar seus pertences como: potes de ração e de água e seus brinquedos favoritos. O proprietário não deve esquecer também das caixas de transporte e o cinto de segurança específico para cães.

É muito importante também jamais transportar os animais no colo ou soltos. Além de proibido pelo Código Brasileiro de Trânsito, os animais correm risco de pular pela janela e distrair o motorista.

Quanto à alimentação do animal, para o bem-estar do cão durante as viagens de carro, o ideal é que ele não receba alimento por seis horas antes da viagem. A iniciativa evita enjoos e vômitos, embora é importante que ele receba água até duas horas antes da viagem. As paradas também são importantes para o cão, assim ele não ficará ansioso e poderá fazer suas necessidades fisiológicas.

Não pode viajar com seu animal? Deixe-o em segurança

É importante lembrar ainda que, em viagens muito longas, os animais podem acabar muito estressados. Nesses casos, o ideal é deixar o bicho em um hotel para cães, onde ele vai ser bem tratado e participará de atividades recreativas, até o retorno de seu proprietário. Já existem diversas opções de espaços como este, daí a importância de escolher com cuidado um lugar de confiança. Para isso, visite o hotel com antecedência, converse com os funcionários, veterinários e proprietários e se sentir uma boa receptividade ou confiança, prossiga a visita. Verifique também a limpeza do hotel, o espaço disponível para brincadeiras, entre outros.

Para escolher o hotel adequado, seja crítico, afinal, é a vida do seu animal que estará sendo cuidada. Preste atenção nos dormitórios e escolha um que seja individual, para evitar brigas. O espaço deve ser amplo o bastante para caber os potes de alimentos e pertences dos animais, que seja um local espaçoso e confortável para dormir. Tudo isso garante que os animais vão ser bem cuidados e terão férias tão divertidas e agradáveis quanto o seu dono.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR
João Carlos Colombo

João Carlos Colombo

João Carlos Colombo é médico veterinário graduado pela Universidade de São Paulo e atua como cirurgião na Clínica Veterinária Fofão. Site: www.clinicaveterinariafofao.com.br

  • e-mail
  • Imprimir

MATÉRIAS RELACIONADAS

E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

NEWSLETTER

GRATIS
minimize close
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA A NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS