Carregando pagina

Amor > Solteiros

Ame-se para depois ser amado

Ter prazer em estar só é muito importante para seu equilíbrio

 

Namorar, estar em companhia que desperte sensações prazerosas é inestimável. Mas o ponto de partida para sermos amados como merecemos é conhecer-se, aceitar-se e amar-se. Se nós não nos amarmos, como poderemos despertar o amor que merecemos?

Nunca entre naquela "ninguém me ama, ninguem me quer". Você se conhece? Você se aceita do jeito que é? Você se ama? É importante que tenhamos equilíbrio máximo e sejamos primeiramente felizes com nós mesmos. Não é saudável dependermos sempre de outros para estarmos bem conosco. É difícil! Mas é possível. "É preciso saber viver..."

Já repararam que quem desperta mais paixão e amor é aquele que mais se ama? Você merece o amor. Comece então se amando muito, sempre. Acredite. Tambem não cultive mágoas, ressentimentos, rancores e se prenda a velhos amores que lhe fazem mal. "Levanta, sacode a poeira, dá volta por cima!"

Buscar o melhor para você e dizer adeus quando é saudável às vezes é o remédio para seu males.Recomece sempre. Porque você corre o perigo de chegar um momento de sua vida e pensar: "devia ter amado mais". Amar é muito bom e é a fonte da vida. Mas ame e seja amado como você merece!

Algumas dicas:

  • Tenha a sua música, aquela que é a sua cara e lhe faz bem cantar ou apenas ouvir. Tenha seu tempo, só para você ouvir suas músicas, relaxar ou dançar. Ou até mesmo estar em silencio, meditando. Ter prazer em estar consigo mesmo é muito importante para seu equilíbrio.
  • Saiba o repertório musical de seu parceiro. Analisá-lo é importante para conhecê-lo mais profundamente. Às vezes podemos ter algumas surpresas.
  • Construa também momentos de silêncio prazerosos com seu companheiro. Quando se consegue estar bem só com a energia e a presença silenciosa de quem se ama a harmonia está sendo construída.
  • Um repertório do casal é importante ser gradativamente formado. Músicas que representem momentos importantes ajudam a fortalecer a relação.
  • Se a relação algum dia acabar e trouxer infelicidade, faça a seguinte dinâmica: a música que representa o casal pode ser parodiada (re-criada) com letras que o(a) libertem de sofrimento, mágoas e ressentimentos. Encerre esta relação de forma saudável e simbolicamente. Diga adeus. Reafirme ao final que você vai voltar a amar e ser amado como merece.

Ame-se, ame muito e multiplique amor por onde andar. "Só o amor constrói!" Construa!

Caso necessite de ajuda profissional, um musicoterapeuta qualificado e registrado na UBAM (União Brasileira de associações de Musicoterapia) pode ser muito útil para reequilibrá-lo.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Nydia Monteiro

Educadora Musical e musicoterapeuta.Pós-graduada em musicoterapia, atende em Teresina e é pioneira nesta especialidade no Piauí. Saiba mais »

contato: nydiadoregomonteiro@yahoo.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

Holis é uma empresa do Grupo Personare