Suco vermelho desintoxica e reduz apetite

Bebida feita com beterraba também fortalece imunidade e é diurética

O que mais marca o sucesso dos sucos detox é a promessa de limpar o organismo das impurezas, eliminando algumas calorias e conferindo um visual mais “sequinho” à silhueta. Além do famoso suco verde, esse tipo de bebida também pode ser feito em outras cores, mudando os ingredientes e trazendo mais dinamismo para a alimentação saudável. É o caso do suco vermelho, que ao utilizar a beterraba e as frutas vermelhas como bases da receita, assegura que os benefícios vão do poder desintoxicante à ação anti-inflamatória.

Desintoxicação ocorre no fígado, intestinos e rins

De acordo com Melissa Setubal, coach em Saúde Integrativa, os vegetais presentes no suco vermelho promovem a desintoxicação do fígado, dos intestinos e dos rins, órgãos responsáveis pela filtragem, pela digestão e pela excreção das toxinas.

“Qualquer vegetal fresco pode ser desintoxicante. Eles ajudam no funcionamento do fígado, que é um dos principais órgãos de desintoxicação, e nos tratos dos intestinos e dos rins, que são órgãos digestivos e excretores, respectivamente. Para o fígado, folhas verdes como a salsinha e o coentro são fundamentais – este último, por exemplo, limpa o organismo de metais pesados como mercúrio e chumbo, adquiridos a partir da respiração, da alimentação e inclusive da ingestão de água. O limão, embora seja uma fruta, também é um agente desintoxicante. Nesta categoria também entram a cúrcuma, o gengibre e a erva doce, dentre outros alimentos”, explica Melissa.

Em jejum, organismo absorve melhor os nutrientes do suco

No entanto, o ritual de preparar e beber o suco vermelho não basta. Melissa Setubal explica que o momento em que a bebida é ingerida requer atenção e organização, caso contrário os efeitos desejados podem simplesmente não ocorrer.

O ideal é que o suco vermelho detox seja ingerido logo no momento do despertar, em jejum, quando o organismo absorve integralmente os nutrientes.

Para isso, recomendo que a pessoa primeiramente beba um copo de água em temperatura ambiente, ingerindo o suco 20 ou 30 minutos depois, tempo necessário para que essa água hidrate o organismo. Além disso, é importante ingerir o suco na hora em que ele é feito, para que todos os nutrientes sejam aproveitados. Higienizar, cortar e separar os ingredientes no dia anterior é uma boa opção, já que otimiza o tempo de preparo no dia seguinte”, aconselha a coach em Saúde Integrativa.

Dependendo do objetivo da pessoa, o suco vermelho pode ser coado antes do consumo. Nesse caso, a bebida perderá as fibras provenientes dos vegetais, mas ganhará uma absorção mais rápida dos nutrientes por meio do organismo, como ensina Melissa Setubal.

“Ao ser coado, o suco vermelho perde as fibras, de modo que os outros nutrientes podem ser absorvidos instantaneamente pelo organismo. Porém, a velocidade dessa absorção gera um aumento muito rápido na quantidade de glicose no sangue, provocando picos de insulina, o que pode ser ruim para quem sofre com rompantes de humor, condições de estresse e mulheres que possuem tendência à TPM. O suco vermelho ingerido sem ser coado evita essa “montanha russa” na glicose e na insulina presentes no sangue, já que as fibras retardam a absorção desta glicose. Junto a isso, ainda regulam a ação dos intestinos, auxiliando-os no processo de digestão”, esclarece Melissa.

Folhas cruas de beterraba podem ser prejudiciais

Com o intuito de aproveitar os ingredientes do suco vermelho por inteiro, algumas pessoas podem incluir as folhas da beterraba no preparo da receita. Para Melissa Setubal, contudo, o sinal aqui é vermelho. “As folhas da beterraba possuem grande quantidade de ácido oxálico, um antinutriente que impede a absorção de certos minerais pelo organismo. Uma forma de este ácido ser neutralizado é a partir do cozimento das folhas. Portanto, caso a pessoa opte por consumi-las, sugiro que sejam ingeridas desta forma”, alerta a coach em Saúde Integrativa.

Detox radical vale a pena?

Uma curiosidade a respeito do suco vermelho é o seu uso em substituição a outros alimentos ou até mesmo refeições inteiras. Em alguns casos, as pessoas podem fazer uma escolha mais radical, ingerindo apenas o suco ao longo do dia. Segundo Melissa Setubal, este “tratamento de choque” pode ser atraente, mas é preciso que combine com o dia a dia de quem o segue.

Eu não aconselho uma dieta detox radical com o suco vermelho, principalmente para quem segue um estilo de vida agitado e estressado, pois beber somente esta bebida ao longo dia pode causar estresse e mudanças muito bruscas de humor.

Eu acredito em uma desintoxicação em que a alimentação é simplesmente adaptada ao estilo individual de cada um. Como o consumo de produtos industrializados e a alimentação fora de casa são muito frequentes atualmente, qualquer mudança extrema deve ter o acompanhamento de um profissional adequado, ao longo de pelo menos 7 dias. Por outro lado, se há a oportunidade de fazer uma pausa total na rotina, de modo que a pessoa permaneça de repouso em casa ou fazendo atividades mais leves, por exemplo, creio que vale a pena inserir o suco durante 3 dias, para promover uma limpeza mais profunda no organismo”, pondera a especialista.

De qualquer forma, independente da maneira como o suco vermelho é ingerido, é possível enxugar algumas medidas ao inseri-lo na alimentação. De acordo com Melissa Setubal, isso acontece porque a bebida possui efeitos diuréticos e laxativos naturais, evitando a retenção de líquido e contribuindo para a perda de peso. Ainda que a recomendação seja o consumo dos ingredientes em forma de suco, Melissa também sugere que eles sejam distribuídos na forma sólida pelas refeições, a fim de que os benefícios de cada um sejam aproveitados de diversos modos.

Receitas foram testadas no Desafio Personare #3

Visando aproveitar os 7 principais benefícios da beterraba, mostrá-los para as pessoas e incentivá-las a inserirem o suco vermelho na alimentação, Melissa Setubal criou 7 receitas diferentes da bebida. Cada combinação de ingredientes, feita especificamente para potencializar determinado benefício, integrou o Desafio Personare #3: Novo Detox – liderado pela especialista, em conjunto com a Equipe Personare, através de um grupo no aplicativo WhatsApp (21 99654-6321), que foi encerrado no dia 17 de outubro. Nele, cerca de 20 usuários participaram esclarecendo dúvidas e trocando informações com a especialista sobre os efeitos do suco vermelho no organismo, ao longo de 7 dias.

A auxiliar administrativa Emanuella Ariotti, uma das participantes do desafio, viu nas receitas do suco uma forma de incrementar a própria alimentação, que já era balanceada, e revela que a ingestão das bebidas reduziu bastante o seu apetite. “Quando eu ingeria o suco vermelho, sempre pela manhã, percebia que voltava a sentir fome apenas por volta do meio dia, e este período aumentava diariamente.

O horário em que tenho mais dificuldade de controlar a vontade de comer é à noite, no entanto essa fome noturna também diminuiu. Além disso, a semana em que aderi ao suco vermelho coincidiu com uma visita que fiz ao nutricionista. Desde que comecei a me consultar com este profissional, consegui eliminar 2,5kg, e o suco vermelho só veio para contribuir. Eu gostei tanto que sinto falta quando acabo não bebendo pela manhã”, conta.

Confira abaixo as 7 receitas do suco vermelho desenvolvidas pela coach em Saúde Interativa Melissa Setubal. A sugestão é que a pessoa prepare e consuma uma receita em cada dia da semana.

Segunda-feiraSuco Vermelho Mais Energia

Terça-feiraSuco Vermelho Detox

Quarta-feiraSuco Vermelho Pele Bonita

Quinta-feiraSuco Vermelho Anti-TPM

Sexta-feiraSuco Vermelho Mais Imunidade

SábadoSuco Vermelho Anti-inflamatório

DomingoSuco Vermelho Anti-Hipertensão

Equipe Personare

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas.