Equipe Personare

Sua vida amorosa foi virada ao avesso e ela ainda agradece por isso

Todo ano tem suas vitórias, esta foi a de Morgana Brites. Saiba mais

Todo ano tem suas vitórias, esta foi a de Morgana Brites. Saiba mais

Sua vida amorosa foi virada ao avesso e ela ainda agradece por isso

Eles se conheceram num app de relacionamento.

Encontro casual?

Que nada…Logo depois já estavam namorando.

Ela havia acabado de mudar de cidade e ele parecia ser a cereja do bolo. Um novo amor. Uma vida nova começando.

“Fui bastante feliz. Ele me mostrou uma vida que eu nunca achei que teria”.

Mas, logo no primeiro ano, essa vida começou a pesar. O trabalho e os estudos não deixavam tempo para os dois

Se vendo pouco, as desconfianças começaram. E, com elas, as brigas.

“Teve uma época que a gente se isolou completamente dos nossos amigos porque toda saída era um inferno”.

Mas não desistiram um do outro tão fácil assim. E um tempo depois, veio a solução: resolveram morar juntos.

Afinal, não estavam sofrendo por falta de amor, mas pelas circunstâncias da vida.

Alugaram um apê. E criaram um cantinho próprio. A cara deles.

No início da relação tudo é bom. Numa nova etapa, não é diferente.

“Percebi o quanto projetamos ilusões no outro e não vemos como a pessoa realmente é. Nem boa ou ruim. Apenas como é”.

As brigas começaram por organização da casa. Ele contribuía pouco, havia sido acostumado a “ser cuidado”. Nunca havia se dedicado a um lar.

A ela, restava fazer quase tudo. E com trabalho e estudo, a sobrecarga virou quase um sufocamento. Os estresses viraram rotina.

“No primeiro mês eu achei que não aguentaria mais, mas aguentei por 1 ano”.

Ele começou a ajudar mais e ela, apesar de desgastada pelas brigas intermináveis, se agarrou ao que restava de positivo.

Foi quando jogou pela primeira vez o Tarot Semestral. Na carta da vida amorosa falava em libertação e ela ficou curiosa.

Então, jogou o Tarot e o Amor para se aprofundar. E o texto falava das diferenças entre eles e sobre prestar atenção na rotina. Mas…

No momento ela não entendeu o jogo e achou que estava errado. Até mostrou para ele, que também não viu sentido algum. Ela achou que esse tipo de estudo não servia para ela…

Mas um incômodo ficou.

E foi quando leu o livro “Para que o Amor Aconteça”.

Um turbilhão de perguntas vieram à tona. Começou a reviver tudo o que tinham passado até ali. E resolveu ler o jogo novamente.

“Li exatamente a mesma coisa, mas dessa vez fazia total sentido”.

O Tarot e o Amor dizia:

“Por mais dolorido que seja, é hora de identificar o que precisa ser mudado e parar de projetar expectativas excessivas nos outros, afinal isso não é justo nem com você, nem com os outros. Confronte-se com os fatos, ainda que uma parte sua evite tacitamente fazê-lo, por puro medo de sofrer. Lembre-se que sofremos mais ainda quando insistimos em histórias que não dão certo. A maior parte de nossos sofrimentos deriva de insistências tolas que fazemos, a despeito de todos os conselhos em contrário”.

E foi aí que ela teve aquela visão. A ficha caiu:

“Nós já estávamos separados. Só morávamos na mesma casa”.

A leitura desta vez foi como um tapa na cara. Já estava ali. Ela apenas não quis ver.

E foi quando tomou a decisão. E foi sem volta.

Essa é a história de Morgana. A nova integrante da Equipe Personare. Em 2016, sua vida amorosa foi virada ao avesso. Por ela mesma, quando mergulhou no autoconhecimento.

Um ano ruim?

Tudo depende do seu ângulo.

Para ela, foi um ano “LIBERTADOR”.

TODO ANO TEM SUAS VITÓRIAS.

Qual será a sua descoberta no amor?

Olá, essa matéria foi útil para você?
Equipe Personare

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas. Saiba mais