Mônica Souza

Que tal fazer uma análise honesta da sua despensa?

Saber comprar alimentos corretos livra você da ditadura das dietas

Que tal fazer uma análise honesta da sua despensa?

Já reparou como vinculamos os cuidados com a nossa alimentação a datas comemorativas ou momentos específicos do ano? Vivemos em restrição alimentar na maior parte do tempo para podermos nos esbaldar em determinadas épocas. Quem nunca embarcou num #projetoverão lá pelos meados de outubro ou começou uma dieta intensa depois do carnaval, porque cometeu todos os excessos previstos nas “leis das dietas”?

Dietas restritivas servem apenas a um propósito: nos deixar famintos, tristes, desmotivados e loucos pelas comidas proibidas. As chances de atacar os chocolates na Páscoa, porque você não comeu nenhum pedacinho na quaresma, são gigantescas. E sabe o que acontece depois? Culpa. E o que vem depois da culpa? O efeito “que se dane”, aquele em que a gente pensa: que se dane a dieta, já comi chocolate no café da manhã e no almoço, então vai mais uma barrinha no jantar. E tome mais culpa…

Provavelmente você está lendo isso e pensando que não há saída. Que você será eternamente insatisfeito com seu corpo e que o jeito é, sim, viver em restrição, aumentar a lista de proibições, se matar na academia fazendo uma atividade que você não gosta, mas que deve dar certo, porque a blogueira fitness tem aquele corpão não é à toa.

Usando a intuição para comer

Então, segura na minha mão que eu vou lhe mostrar que existe um caminho chamado “Comer Intuitivo”. Comer intuitivamente é fazer as pazes com a comida, é resgatar o prazer de comer, é rejeitar a mentalidade de dieta e se reconectar com sua habilidade de fazer escolhas alimentares conscientes, com base na sua fome e saciedade.

Existe uma metodologia para despertar o comedor intuitivo que existe em cada um. São alguns passos que vão levar você para uma jornada de autoconhecimento. Segundo as autoras desta metodologia, preocupar-se com os aspectos nutricionais da comida é o último passo que você precisa dar. Durante o caminho, a ideia é que se desprenda das regras do que comer, para reavivar sua intuição. Quando você se permite dar cada um dos passos propostos, fazer escolhas conscientes se torna algo quase natural e não mais uma regra imposta.

Chegou a hora: analise honestamente sua despensa

Eu vou subverter um pouco essa ordem e lhe convidar a pensar primeiro na qualidade do que leva para dentro da sua casa para se alimentar. Sem focar no que pode ou não pode, em restrição, mas apenas em qualidade.

Não é só a despensa que merece atenção. Confira dicas de especialistas para organizar e limpar a geladeira

Aproveite! Astrologia indica que época é ideal para mudar seus hábitos alimentares

O meu trabalho lá no blog Cozinha Consciente é mostrar para você que cozinhar mais em casa é uma das chaves que abre as portas para uma alimentação de qualidade, que propicia mais saúde, que ajuda a manter o peso num patamar saudável. O ano todo. É o que você come na maior parte do tempo que determina os efeitos da alimentação no seu corpo. Daí a importância de cozinhar sua comida do dia a dia em casa, com ingredientes que você sabe de onde vieram, frescos, cheios de sabor e nutrientes.

Não tem como a gente cozinhar mais em casa sem ter o mínimo de organização. Organização para fazer listas de compras, para comprar, para armazenar. Não pense que é complicado e que estou dando mais uma tarefa para você incluir na sua rotina já tão puxada. Tudo é uma questão de hábito e de prioridade. Quando você decide abrir espaço para uma alimentação de qualidade, você consegue incorporar a cozinha na sua rotina sem muito estresse.

Faça uma análise do que possui na despensa:

Quando você vai às compras, como é o seu carrinho? Possui muitas caixinhas? Latas, embalagens? Já parou para pensar nisso? O que você armazena em casa para preparar suas refeições?

Quando a base da alimentação são os produtos alimentícios processados, há um grande risco de ingestão excessiva de açúcar, sal, farinhas refinadas e gorduras ruins. O Guia Alimentar Para a População Brasileira, feito pelo Ministério da Saúde (clique aqui para baixar), orienta a diminuição dos produtos alimentícios processados e o aumento da ingestão de comida de verdade, o mais próximo do seu estado natural.

Imagine a cena: você, voltando para casa depois de um dia de trabalho. Com fome. Eis que abre a geladeira e só tem vento e água. No freezer, só gelo. Na despensa, arroz, feijão e batatas. O que você vai comer? Essa é a armadilha que leva a pedir comida pelo telefone ou a passar antes em algum lugar e pegar alguma comida pronta. Ou de abastecer o freezer com comida pronta ultraprocessada e congelada.

A regra é clara: para você cozinhar mais em casa e comer de forma mais consciente, é preciso ter uma despensa bem guarnecida.

Mas tem um detalhe muito importante: não é comprando itens de uma certa lista que vai fazer você cozinhar. Cozinhar é que vai fazer você ter uma lista do que comprar.

Dicas para montar a despensa com comidas práticas e de qualidade

O que ter em casa? Como montar uma despensa que lhe permita cozinhar com praticidade as comidas que gosta de comer, sem restrições, mas com qualidade? Confira abaixo três dicas básicas para você montar uma despensa e cozinhar mais em casa, com qualidade, além de trazer comida de verdade para sua mesa:

  • Pense em seus pratos preferidos. Você deve ter uma noção dos ingredientes que o compõem. Faça uma lista desses itens.
  • Você pode pensar também nos tipos de alimentação que mais lhe agradam: Italiana, Chinesa, Japonesa, Thai, Espanhola, Mexicana, Francesa, enfim. Tenha alguns ingredientes de pratos típicos destas cozinhas, para que possa, sempre que sentir vontade, preparar comidas inspiradas em cada uma. Faça uma lista de especiarias que aprecia.
  • Agora liste os alimentos que você gostaria de incorporar na sua alimentação. Por exemplo: leites vegetais. Pense em quais ingredientes você deveria ter sempre em casa para fazer os leites.

Uma despensa bacana você constrói com o tempo, na medida em que suas habilidades e aventuras na cozinha vão aumentando. Não pense em sair comprando tudo de uma vez, porque você vai se assustar com a quantidade de itens e com o valor final gasto todo de uma vez.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Mônica Souza

Mônica Souza

Mônica Souza é formada em gastronomia e autora do blog Cozinha Consciente: http://www.cozinhaconsciente.com.br/. E-mail: monica@cozinhaconsciente.com.br Saiba mais