Logo Personare vertical
Pesquisar
Loading...

Qual a diferença entre Kemetic Yoga e Yoga “normal”?

De base africana, a Kemetic Yoga reúne saberes da região que hoje conhecemos como Egito.

De base africana, a Kemetic Yoga reúne saberes da região que hoje conhecemos como Egito.

Qual a diferença entre Kemetic Yoga e Yoga “normal”?

A Yoga de base indiana era a única opção conhecida no Brasil até a década de 2010, quando começaram a ocorrer no país certificações da Kemetic Yoga, prática de base africana.

Hoje, quando alguém descobre que existe outra modalidade de yoga e de base africana, a frase mais comum que se ouve é: “Africana? Nunca ouvi falar! Qual a diferença entre elas?” A seguir vamos ver algumas, mas antes é importante pontuar algumas semelhanças.

Todas as yogas são normais e tradicionais. É muito comum que apontem a yoga da Índia como “yoga normal” ou “yoga tradicional”, mas toda forma de Yoga vem de alguma tradição cultural, logo são tradicionais.

Em termos de antiguidade, veremos a seguir que alguns registros da tradição de base africana antecedem os de base indiana.

Toda yoga também é “normal”. A yoga da Índia foi apresentada como norma no ocidente, o que traz a impressão de que as demais são “anormais” ou têm alguma característica esquisita, mas todas são normais.

Se quiser se referir à maior popularidade da yoga indiana é possível usar expressões como yoga comum, yoga convencional ou simplesmente yoga indiana.

Ambas as yogas buscam saúde e equilíbrio dos corpos físico, mental e emocional dos praticantes, apesar de no ocidente a yoga da Índia muitas vezes ser praticada apenas como atividade física com foco em performance.

Para nos ajudar a manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilos, toda yoga possui uma filosofia para guiamento de vida dos praticantes. Além, é claro, das práticas corporais que envolvem meditações, respirações, posturas, limpezas, palavras de poder. Sincronizam respiração e movimento do corpo.

Alguns pontos que marcam a Kemetic Yoga

  1. A Kemetic Yoga se reconhece como originalmente africana. Em geral, a yoga de base indiana se reconhece como originária da Índia, mas há quem considere que a origem também é África, com base na migração dos Dravidianos da África para a Índia. Nesse processo, teriam levado os conhecimentos para o continente asiático.
  2. Só existe um tipo de Kemetic Yoga, enquanto a yoga indiana pode ser dividida em: Vinyasa, Hatha, Ashtanga e outras.
  3. Na Kemetic, a respiração sincronizada com o movimento é realizada especificamente em 4 tempos (inspira-pausa-expira-pausa). Na yoga de base indiana acontece de diferentes formas. Na Vinyasa, por exemplo, não há pausas, cada movimento ocorre sincronizado com a inspiração ou a expiração.
  4. Por causa da respiração em 4 tempos, os movimentos são desacelerados na Kemetic. O objetivo é promover uma acurada autopercepção de cada passo até chegar a uma postura final.
  5. Posturas que parecem semelhantes nunca são iguais. O fato de possuírem origens diferentes faz com que mesmo posturas parecidas tenham significados próprios, pois partem de lentes culturais próprias. Por exemplo: a pose de “Cachorro olhando pra baixo” (Adho Mukha Shvanasana) na yoga indiana visualmente se parece com a Merkut da Kemetic Yoga. Nesse caso, merkut significa pirâmide, e essa forma triangular faz parte da geometria sagrada que na cultura africana tem força para gerar poder e energia.
  6. A Kemetic Yoga tem posturas exclusivas que representam energias da natureza como Ausar, que é a força dos ciclos e ressureição; Selket, que traz a energia de autopreservação e Auset, de regeneração. Para cada uma delas, existe uma cosmologia para compreensão da força que a postura propõe.
  7. As fontes mais tradicionais de conhecimento da Kemetic são os papiros e os escritos sagrados nas paredes das pirâmides (a primeira pirâmide data de 2500 AEC). Na yoga indiana,há registros como os upanixades (séculos XVI a VII AEC) e os yogasutras (150 AEC), entre outros.

Diferentes ou não, vale lembrar que todos podem fazer qualquer tipo de yoga, e a melhor forma de sentir os benefícios de cada modalidade é experimentando.

Que tal uma aula de cada para perceber a diferença no corpo?

Olá, essa matéria foi útil para você?
Ana Sou

Ana Sou

Faz parte da primeira geração de instrutores de Kemetic Yoga certificados no Brasil. Na yoga de base indiana, está em formação em Yin Yang Vinyasa (Edson Ramos) e Hatha Yoga (Arte de Viver). Também tem formação em Yoga Massagem Ayurvédica (Pune – Índia); e terapia de respiração Rebirthing (Renascimento). Saiba mais