Vanessa Tuleski
Por Vanessa TuleskiLeia em 3 min.29/04/2019 

Previsões astrológicas de 29 de abril a 5 de maio de 2019

Dispersão e lentidão frente aos obstáculos, mas renovação de ânimo no final de semana

Com base no céu astrológico geral, as previsões astrológicas de 29 de abril a 5 de maio de 2019 sugerem, num âmbito coletivo, dispersão e lentidão frente aos obstáculos, mas ânimo no final de semana.

Você confere neste artigo as tendências coletivas para a semana, que podem ser sentidas tanto por você como por pessoas próximas. Para entender também suas tendências particulares, após a leitura consulte seus trânsitos personalizados, no Horóscopo Personare.

Previsões astrológicas de 29 de abril a 5 de maio

A fase lunar minguante indica uma semana de fechamento de pendências, mas não pouco corrida, visto que Marte, o planeta da ação, faz contatos com Netuno e Júpiter, indicando precisar e querer dar conta de muitas coisas. Muitas vezes, com um certo caos e confusão. Atenção com aumento geral de tensão e explosividade.

Desafios também podem surgir no dia a dia, com trânsito e sistemas, que podem apresentar mais obstáculos e lentidão (Mercúrio/Saturno). E também temos de tomar cuidado com a mente, para não ficar muito obsessiva, bem como com as palavras, para não serem contundentes em excesso. (Mercúrio/Plutão).

O céu vai trazer para pauta, da metade em diante, temas como dinheiro, autoestima e relacionamentos (Vênus/Saturno), e o que está incomodando e/ou precisa ser resolvido em relação a isto.

No sábado (04), a Lua nova renova os ânimos, e, no final de semana, um sextil entre Sol e Netuno traz toques de inspiração e empatia.

Dispersões e excesso de confiança

Até quinta-feira (02), Marte quadra Netuno, sendo que Marte faz oposição com Júpiter nesta e na próxima semana. O último aspecto tende a indicar um excesso de atividades e dispersão. Conjugado com Marte/Netuno, podemos ter uma sensação de dia a dia mais caótico e bagunçado, muito embora Marte/Júpiter garanta boas doses de animação.

O resultado pode ser momentos de uso irregular da energia, resultando em cansaço, dispersão, desorganização e muitas coisas para fazer.

A combinação também pode exaltar ânimos, individual e coletivamente, como, por exemplo, com potencial de brigas entre torcidas em estádios de futebol, ou violência urbana. Há um risco de acidentes e situações de tensão, especialmente por excesso de confiança e imprudência, como, por exemplo, uma pessoa decidir fazer sozinha uma trilha que não conhece, podendo se perder.

Então uma das recomendações nas próximas duas semanas é a de pensar duas vezes antes de correr riscos desnecessários. Do lado positivo, Marte/Júpiter, quando bem usado, traz mais autoconfiança e ânimo. Mal usado, contudo, pode fazer se meter em discussões e/ou confusões desnecessárias, como, por exemplo, polêmicas em redes sociais com pessoas que já pensam de modo diferente, e que não vão ser convencidas com argumentação.

Aproveite a confiança jupiteriana para se animar e ampliar seus horizontes, sendo mais ousado. Só cuide, porém, para não dar passos maiores do que a perna ou saber recuar quando se perceber se excedendo.

Lidando com problemas e empecilhos

Mercúrio faz vários aspectos nesta semana, como um sextil com Marte, que traz agilidade. Porém, este contato pode atuar em segundo plano devido a uma quadratura com Saturno/Plutão, vigente até sexta-feira (04), e que tem efeito contrário, o de trazer demoras, preocupações, complicações e problemas para resolver no dia a dia.

Somado a oposição Marte/Júpiter, apresentada no tópico anterior, pode tornar algumas pessoas mais explosivas, em uma semana em que também há mais tendência para que as palavras tenham um toque mais duro e/ou intenso.

Além disso, há uma inclinação a se ficar desconfiado com algo ou receber notícias, individuais e/ou coletivas, que impactam. Mas, no meio disso tudo, Mercúrio também está em bom aspecto com Júpiter, o planeta do otimismo, pedindo um olhar mais amplo (Júpiter) em confronto com o que estivermos vendo com muito pessimismo e/ou intensidade. Então é possível que o plano mental e/ou dia a dia seja bem desafiado, cessando os efeitos a partir do final de semana.

Trânsito e deslocamentos também podem apresentar mais problemas, havendo, igualmente, mais chance de potencial de acidentes.

Fim de semana: intuição em destaque

No final de semana, o Sol começa um ótimo aspecto com Netuno, trazendo mais inspiração, conexão, suavidade e empatia, o que vai se estender para a próxima semana. Gestos mais delicados e atos de conciliação tendem a acontecer com mais facilidade. Ótimo para conexão com fé, intuição e espiritualidade.

Obstáculos ao lazer e revisão nas relações

Também no final de semana, Vênus começa a fazer quadratura com Saturno, contato que se estende até quinta-feira da próxima semana (09). Nesta combinação, o princípio do prazer, simbolizado por Vênus, fica em disputa com o do dever, representado por Saturno. Assim, uma das manifestações possíveis é a do dever interferir no lazer, seja porque há um trabalho a ser feito ou concluído, porque o dinheiro está curto para sair (ou então é o dinheiro do outro) ou porque precisou deixar de ir para um evento social porque está muito resfriado. Então é possível que se tenha de lidar com limitações de algum tipo e, eventualmente, são questões internas, do tipo “não estou muito a fim de sair”. Algumas pessoas tendem a ficar mais fechadas.

O nosso lado mais autocrítico também pode aparecer agora, como, por exemplo, não estar se achando bonito e/o interessante. Alguma coisa pode aborrecer, e há uma boa chance de que isto aconteça nas relações também, com um período em que pode surgir a necessidade de se conversar sobre o que não vai bem. Ter de dar ou receber limites e/ou broncas é algo ligado a este contato. Há necessidade de acertar a ordem (Saturno) dos relacionamentos (Vênus), ou, ainda, pensar em finanças e valor pessoal (outros temas de Vênus).

Mas também é possível que haja maior suscetibilidade no trato social, como ver com maior gravidade algo que não tinha este peso todo. Por isto, reflita um pouco antes de iniciar conflitos, até porque problemas de autoestima e autoimagem são comuns sob a influência deste aspecto.

Em razão desta criticidade, procedimentos estéticos definitivos, como, como cirurgias de redução de mamas ou de colocação de prótese, tendem a ser desaconselhados, pois o resultado final pode não agradar.

Vanessa Tuleski

Vanessa Tuleski

Vanessa Tuleski mora no RJ e dá consultas astrológica-terapêuticas pessoalmente ou à distância, focando no que o céu tem a dizer, mas também no que o livre arbítrio pode fazer.