Simone Kobayashi
Por Simone KobayashiLeia em 3 min.26/09/2018 

Pedras para aproveitar os potenciais de 2019

Aprenda como usar as pedras água marinha e ágata para ter mais autoconfiança e foco

O ano de 2019 (2+0+1+9) será simbolizado pelo Número 3, de acordo com a Numerologia. Sabendo de antemão as características e situações que tendem a ser mais marcantes no período, é possível usar a Geoterapia como aliada e escolher as pedras para aproveitar os potenciais de 2019.

Num Ano Universal 3, temas como criatividade, autoconfiança e desinibição tendem a ficar em alta. Se expor com clareza e participar de mais atividade sociais e comunicativas pode ser exigido ao longo dos meses, por isso é importante trabalhar dificuldades para se expressar e interagir.

Veja abaixo como as pedras podem apoiar a superação de desafios ligados à simbologia do número 3.

Pedras para ressaltar a energia do ano 3

Água-Marinha

A água-marinha ajuda a desbloquear dificuldades de se expressar com clareza. Ainda auxilia a sair do turbilhão de emoções, alinhando a intenção com o discurso e a expor o que se sente em palavras. Ela é perfeita para ajudar a exteriorizar mais claramente e facilitar a comunicação, característica trabalhada no chakra laríngeo, localizado na garganta.

Este quinto Chakra tem relação com os conceitos de autoexpressão, comunicação e posicionamento, ou seja, à vivência de ação, à forma como lidamos e agimos em cada situação. Aspectos como integração, verdade, conhecimento, lealdade, honestidade, confiança, amabilidade e gentileza também são ressaltados pelo 5º Chakra em equilíbrio.

Ágata

A ágata é composta por camadas sucessivas e concêntricas de cores diferentes que passam pelos tons de marrom, laranja, amarelo, azul e vermelha. É como se a pedra saísse de “dentro para fora” e fosse ampliando e mudando seu formato. Por causa dessa estrutura, a Ágata é associada aos pensamentos, criatividade e imaginário, tendo também uma ligação com o mundo dos sonhos e o inconsciente pessoal.

A ágata possui relação com a abertura dos nossos canais de percepção, da transição entre razão e intuição, nos tornando capazes de ver aquilo que é inimaginável pela razão, por exemplo a imaginação.

Despertando o imaginário, gera outras possibilidades de pensamentos e ideias novas, transmitindo inspirações e promovendo impulsos criativos. No contato com essa pedra, nossa visão fica mais sutil, porque ela nos ajuda a conectar com outras formas de ver, sentir e experienciar o mundo, podendo ser utilizada no chakra frontal para potencializar essa ligação.

O Chakra frontal representa a mente racional e a intuição. A função dupla desse Chakra faz com que ele seja um dos mais difíceis de manter o equilíbrio, pois o excesso de uma característica leva à falta da outra.

Como utilizar pedras e cristais

As pedras podem ser colocadas onde são mais vistas por você, como na sua mesa de trabalho ou na cabeceira da cama. Você também pode carregá-las consigo.

Nos Chakras: esta talvez seja a forma mais antiga de utilização de pedras e cristais. A prática consiste na colocação das pedras e dos cristais correspondentes aos Chakras em cima dos mesmos, para energizá-los e equilibrá-los.

Visualização Criativa com as Pedras e Cristais

  • Em um lugar tranquilo, onde não haja interrupção, coloque-se em uma posição confortável.
  • Pegue sua pedra e olhe para ela atentamente por algum tempo, até ser capaz de fechar os olhos e “vê-la” em todos os seus detalhes.
  • Assim que conseguir imaginá-la perfeitamente, comece a relaxar física e mentalmente com uma respiração lenta e profunda.
  • Respire profundamente e deixe os pensamentos de lado, sem querer apagá-los ou detê-los, somente voltando a sua atenção na respiração.
  • Quando alcançar um nível razoável de relaxamento mental e físico, “veja” a pedra em pensamento.
  • Dentro de uma contagem de 1 a 7, imagine-a crescendo até ficar do tamanho de uma montanha.
  • Assim que visualizar esse tamanho, imagine-se na superfície da sua pedra e comece a explorá-la, percorrendo-a. Quando encontrar algum caminho, siga-o se sentir vontade.
  • Veja a cor da sua pedra nas paredes, no chão e neste caminho, explore-a.
  • Logo que se sentir satisfeito com suas explorações, volte ao lugar onde começou e conte novamente, agora de 7 a 1, visualizando a pedra até que ela diminua e volte ao seu tamanho normal.
  • Respire profundamente algumas vezes, movimente-se delicadamente para voltar ao estado de alerta inicial e quando sentir-se confortável, abra os olhos.
  • Por fim, escreva tudo o que viu, ouviu ou sentiu durante sua visualização, para guardar e clarear as sensações e os pensamentos vivenciados.

Esse processo só vale para as pedras que podem ter contato com a água, ou seja, as que não se dissolvem facilmente. As pedras citadas no artigo, água-marinha e ágata, podem ir na água sem problema algum.

Simone Kobayashi

Simone Kobayashi

Terapeuta Holística atuante em São Paulo e OnLine. Dedica sua vida profissional à junção de técnicas terapêuticas como o Reiki, Florais, Acupuntura, Análise Energética, Limpeza Energética, Harmonização, Barras de Access e Cura quântica.