Vanessa Tuleski
Por Vanessa TuleskiLeia em 5 min.18/06/2020 

Eclipse em Câncer e Lua Nova: entenda os significados para sua vida

Fênomeno ocorre no domingo, dia 21 de junho. Veja que área da sua vida pode ser ativada

Lua Nova e Eclipse em Câncer marcam o domingo, dia 21 de junho. O fenômeno ocorre às 03h42min de Brasília. Coletivamente, a enfâse deve ser a busca por segurança e questões econômicas. Neste artigo, você poderá entender que área da vida do seu mapa astral poderá ser ativada.

Os efeitos desta Lua Nova podem durar até 20/07. Todavia, o efeito do eclipse anular solar se estenderá até dezembro. O eclipse tem efeito coletivo e individual. É importante entender os dois simultaneamente, pois não estamos desvinculados do plano coletivo.

Como já explicado em artigos anteriores, as semanas que antecedem o eclipse tendem a ser de grande mobilização e mexida, seja emocional ou de acontecimentos.

Primeiramente, veja em que área do seu Mapa Astral o eclipse vai cair.

1. Acesse o seu Mapa do Céu aqui neste link do Personare
2. Veja qual é a casa astrológica pela qual o Sol transita durante o horário do eclipse. Ela estará destacada conforme a imagem abaixo
3. Retorne a este artigo e leia o significado do eclipse na casa que aparece em destaque no seu Mapa do Céu. Esse são assuntos que o eclipse tende a ativar, trazendo questionamentos e/ou fatos novos para a sua vida.

Eclipse em Câncer e o seu Mapa Astral

Casa 1: esta Casa diz respeito a você mesmo e aos começos, inícios. Novas sementes podem surgir aqui em sua vida pessoal, novas atitudes e direções, talvez até algo novo na sua aparência.

Casa 2: os assuntos práticos, financeiros, é que ficam destacados. Como ganhar e gastar dinheiro. Mas não apenas isto, a sua autoestima, autovalor, seus talentos. O eclipse vai trazer questionamentos sobre a conversão de seus talentos em algo prático na sua vida.

Casa 3: tende a haver mobilização de questões ligadas a comunicação, irmãos ou parentes, deslocamentos, papéis, documentos e a sua forma imediata de pensar. Esta é uma casa de diversidade e lidar com assuntos diversos, tendo de atuar com flexibilidade, também vai ser um tema nos próximos meses.

Casa 4: o eclipse ativa a sua esfera mais íntima, como sua casa, família, com acontecimentos neste setor. Assuntos imobiliários também podem ser relevantes, bem como questões de passado, emocionais, infância ou até velhice.

Casa 5: questões ligadas a amor, filhos, prazer, gratificação e projetos pessoais devem se tornar relevantes nos próximos meses, bem como a sua identidade. Você vai se perguntar o que realmente te satisfaz e dá prazer.

Casa 6: tende a haver mobilizações e foco em questões de saúde, hábitos, rotina, alimentação. Bem como em trabalhos, tarefas, organização, empregados, enfim, no mundo prático. Esta casa também rege os animais de estimação, com potencial também de acontecimentos em relação a isto.

Casa 7: a área de reflexão e acontecimentos vai ser a das parcerias e relações. Para quem é comprometido, também pode haver fatos e projetos novos para o parceiro.

Casa 8: podem surgir temáticas ligadas ao dinheiro do outro ou dinheiro em sociedade com outras pessoas. Além disso, questões ligadas a sexualidade, sentimentos profundos, cirurgias, finais de ciclo, renascimentos, crises e transformações também podem ser temas dos próximos meses.

Casa 9: tende a haver ativações ligadas a ensino à distância, especializações, estudos. Ou então filosofias, religiões, aspirações, bem como viagens, contatos com o exterior e em relação a sua própria visão de mundo.

Casa 10: novos fatos podem surgir relativos a questões profissionais, visibilidade, objetivos maiores, realizações e vocação. Esta casa também rege um dos pais, podendo trazer acontecimentos para eles.

Casa 11: mobilizações e fatos novos podem surgir em relação a grupos, amigos e amizades, projetos para o futuro e participação em questões coletivas.

Casa 12: podem ser acionadas suas questões internas, vulnerabilidade, mundo psíquico e espiritual, influências inconscientes, ações de bastidores, lidar com o tema da solidão ou de estar na própria companhia.

Eclipse: nem bom, nem ruim, mas mobilizador de acontecimentos

Quando se fala em “ativações” dadas pelo eclipse, as pessoas logo perguntam: mas serão boas ou ruins? A resposta é: podem ser de qualquer natureza. São ativações. Inclusive, uma mesma Casa pode estar ligada a algo sentido como negativo e que depois pode ficar positivo.

Por exemplo, um eclipse na Casa 6 eventualmente pode indicar a saída de um auxiliar antigo. Isto, em um primeiro momento, pode ser sentido como negativo. Todavia, pode ser que um novo auxiliar, contratado algum tempo depois, traga novidades e novas habilidades, e isto ser sentido como positivo.

A segunda questão é que negativo e positivo dependem, não raro, de pontos de vista. Normalmente, não gostamos, por exemplo, de crise. Mas quantas vezes depois de uma grande crise as coisas não mudam para melhor?

Uma pessoa que vive uma relação tóxica a princípio pode sentir o término desta relação como algo negativo, pois pode estar viciada nela. Até ela se dar conta que o final foi positivo podem se passar meses, não raro, anos. Da mesma forma, eventualmente iniciamos relacionamentos com o todo o entusiasmo, e mais a frente vemos grandes falhas neles.

Por isto, não se deve tentar classificar como boa ou ruim a atuação do eclipse, e sim, como algo que produz relevo e traz acontecimentos na Casa em que está. Os temas ligados a Casa são despertados, mobilizados, sublinhados, por acontecimentos variados ao longo de seis meses.

O eclipse de 21/06 tende a ser particularmente importante para o Brasil, pois, no mapa da Independência, cai em oposição com Urano/Netuno na Casa, que rege o coletivo e também o Congresso, e em quadratura com Plutão na Casa 2, que rege as questões financeiras e também crises.

Isto sugere que tais temáticas vão vir à tona com força nos próximos seis meses.

Eclipse em Câncer: emotividade e busca por segurança

No âmbito individual, um eclipse em Câncer coloca em relevo família, sentimentos, raízes, casa, imóveis, passado. Por exemplo, resolver uma questão familiar ou imobiliária é algo ligado a um eclipse em Câncer, bem como ficar mais voltado para os seus, desejar segurança e se ver mais emotivo.

Muita gente que está distante de seus pais mais velhos, por exemplo, para não expô-los a riscos, poderá sentir a saudade apertar neste mês. Este vai ser o último eclipse no eixo Câncer/Capricórnio, que foram os signos presentes de 2019 até agora.

No âmbito coletivo, um eclipse em Câncer tem a ver com países, territórios, nacionalismo, questões étnicas, forte emotividade, passado, história, com forte cunho emocional. Por exemplo, a questão dos imigrantes, tão presente em 2019, esteve ligada a eclipses no eixo Câncer/Capricórnio.

As divergências com EUA/China de 2020 também estão ligadas a este par de signos, bem como com a complexidade que o coronavírus trouxe no mundo nas questões das fronteiras e das relações internacionais. No negativo, Câncer traz desconfiança com estrangeiros, preconceitos e fechamento no próprio núcleo.

Brasil e a Lua Nova e o Eclipse em Câncer

Para o Brasil e brasileiros (mesmo os que moram no exterior), o Ascendente deste Mapa é Touro, e Lua e o Sol se encontram na Casa 2, que também é uma Casa de cunho taurino. Isto fala em grande foco em questões econômicas, em tentar resolver, com certo muito esforço, dificuldades e tensões ligadas a esta área.

Vênus, o regente de Touro, está retrógrado na Casa 1, o que mostra a ainda precariedade/fragilidade do âmbito financeiro em razão da pandemia. Ademais, está em Gêmeos, indicando a ênfase em comunicação, propaganda, redes sociais, cursos, lives para tentar movimentar a economia.

Gêmeos tem a ver com circulação, que, em razão da retrogradação, ainda tende a estar cercada de cuidados. O aspecto de Vênus com Saturno ajuda, a tentar manter empregos/atividades ou pelo menos tentar criar acordos nas áreas que já não fecharam/demitiram por causa da pandemia.

Relações: motivadas por leveza

Vênus, o planeta do amor, em Gêmeos, indica relações, para solteiros e comprometidos, motivadas por leveza, troca. A retrogradação, todavia, pode implicar em acertar os ponteiros em algumas relações e, para os solteiros, está relacionada, no caso imediato, às dificuldades que a pandemia ainda impõe para encontros.

Todavia, um ótimo aspecto de Vênus com Saturno ajuda a conduzir relações, de qualquer tipo, com mais bom senso. Existe uma tendência a tentar vias mais maduras para resolver conflitos. Um outro ponto, para os solteiros, é que talvez surja alguém com quem se firme algum tipo de estabilidade, como gostar de conversar bastante com a pessoa por aplicativo.

Previsões sobre a pandemia

Marte e Netuno ocupam a Casa 11, do coletivo e amigos. No positivo, disponibilizam energia para projetos e iniciativas solidárias. Unir esforços frente a uma causa. Marte faz um ótimo aspecto com Júpiter/Plutão e Saturno na Casa 9.

No contexto da pandemia, isto indica os esforços em grupo em torno de projetos avançados de pesquisa, com colaboração internacional. A conjunção de Marte com Netuno ainda indica muita vulnerabilidade ao COVID-19, mas os bons aspectos de Marte com os planetas citados tendem a trazer avanços e potenciais de cura e/ou melhora da situação atual.

No negativo, Marte e Netuno na Casa 11 inclinam ao descontrole e dispersão coletiva, como aglomerações, o que é complicado para o contexto do COVID-19. Porém, há chance de que os bons aspectos de Marte possam implicar em ações e campanhas que ajudem a conscientizar.

A Casa 9 muito cheia também indica a necessidade de tentar manter a esperança frente à crise mundial que se passa. Muitas pessoas também vão tentar buscar inspiração em estudos, pós-graduações online, bem pessoas que funcionam com líderes/guias de pensamento (filósofos, autoridades religiosas, coaches, etc).

Marte em bom aspecto com Júpiter e Plutão vai auxiliar a tentar manter uma direção de otimismo e força de vontade.

Entusiasmo com projetos

Na vida pessoal, esta combinação pode indicar iniciativas com amigos e grupos envolvendo estudos e/ou projetos que geram grande abertura. Os aspectos ativam fortemente a intuição, a capacidade de enxergar mais longe.

Porém, se não for bem usado, a inspiração pode ficar apenas como sendo isto. Um outro ponto é que algumas iniciativas vão acontecer nos próximos seis meses, mas talvez não tão rápidas por qualquer motivo de ordem maior.

A Casa 9, muito cheia, também traz bastante ênfase em questões legais, jurídicas, filosóficas ou ligada a ensino, temas deste setor. Para o país, reforça o papel do âmbito Judiciário.

Um dos poucos aspectos negativos desta Lua Nova é uma quadratura, já distanciada, entre Saturno e Urano. Urano está na Casa 12. Isto ainda pode indicar algum descontrole em relação a pandemia, sobretudo em regiões/situações carentes e de vulnerabilidade, mas já foram citados aspectos que também podem trazer avanços e recuperação em outras áreas.

Touro e Câncer: ênfase na economia, família, conservação e segurança

Apesar das dificuldades com a pandemia, o mapa da Lua Nova em si não está negativo, (diferente do da próxima lunação, bastante desafiador). Touro no Ascendente e Câncer enfatizado indicam a continuidade e manutenção de circunstâncias e ações, bem como busca por segurança, um tema afeto aos dois signos.

A preocupação financeira, e em fomentar a economia combalida pela epidemia, possivelmente deve ser um tema dominante no próximo mês, com repercussão nos cinco meses além dele, por ser um eclipse. Mas não se espere que seja tarefa fácil, embora possa haver boas ideias e iniciativas.

Um outro ponto é que Mercúrio retrógrado deve trazer muitas mudanças de ideia e revisões, pois tende a ser uma fase de menor clareza no plano mental, de muitas idas e vindas. Isto pode se refletir no âmbito econômico também.

Vanessa Tuleski

Vanessa Tuleski

Vanessa Tuleski mora no RJ e dá consultas astrológica-terapêuticas pessoalmente ou à distância, focando no que o céu tem a dizer, mas também no que o livre arbítrio pode fazer.