Equipe Personare
Por Equipe PersonareLeia em 2 min.18/01/2016 

Depoimentos: descobri o hobby ideal para mim

Blogueiros contam quais atividades prazerosas colocam em prática nas horas vagas

De que forma você costumar passar o tempo livre? Ter um hobby, ou seja, uma atividade que lhe dá prazer, pode ser uma boa forma de aproveitar sua vida com qualidade. Afinal, viver momentos agradáveis, fazendo algo que realmente gosta, recarrega suas forças e torna as horas ociosas mais agradáveis, suaves e divertidas.

Nas próximas páginas você poderá conferir os depoimentos de pessoas que resolveram se dedicar a algum hobby e acabaram descobrindo uma forma de se reconectarem com elas mesmas. Tem gente que gosta de trabalhos manuais, outros começaram a se dedicar a alguma atividade física e há até quem doe seu tempo para outras pessoas. Ficou curioso para conhecer essas histórias? Quem sabe algum relato não funciona como uma inspiração para que você descubra qual é o seu hobby ideal?

Hobby: fazer ginástica artística

Juliana Amado, do site Casa de Amados

“Desde criança os meus hobbies envolvem a arte de alguma forma: ler, escrever, pintar e experimentar novas técnicas de pintura, fotografar, atuar, assistir a filmes e seriados. Posso dizer que a arte sempre fez parte da minha vida. É uma delícia deitar na rede com um livro em mãos, assistir a um filme com uma caneca de chocolate quente, pintar um quadro bebendo um copo de mate com limão… São coisas simples, mas que transmitem grande sensação de bem-estar. Acredito que a arte, além de divertir, também me ajuda no processo de autoconhecimento.

Descobri mais recentemente, já adulta, a ginástica artística. O mais curioso é que não sei exatamente como descobri essa atividade. Um dia me deu vontade de fazer, corri atrás de um lugar que tivesse turma para adultos, testei e me identifiquei. Apesar de ser uma atividade que faz parte da minha rotina, não treino profissionalmente e não tenho outro objetivo além de me divertir. A ginástica exige concentração para melhorar o movimento que estou treinando, além de me desafiar a cada acrobacia nova e me fazer enfrentar o medo. Não é à toa que essa é a atividade que mais me ajuda em momentos difíceis. A prática é muito relaxante e eu saio do ginásio mais leve do que entrei, porque naquele tempo de treino sou obrigada a esquecer os problemas para me concentrar nos movimentos. Ao dar uma folga para os problemas, parece que eles ficam menores”.

Hobby: andar de skate

Deise de Oliveira, do site Viagem pelo Mundo

“Embora o meu marido ande de skate desde criança, eu nunca tinha tentado. Não tinha interesse em aprender, uma vez que ele prefere o estilo street, que envolve manobras e movimentos, como os que assistimos nas competições – e isso me assustava. Porém, no final de 2013 recebi um skate de presente dele. A prancha do skate era grande, estável e tinha o formato de uma prancha de surf. Foi paixão à primeira vista! Não vou negar: ainda sinto um pouco de medo, apesar de ser aquele do tipo gostoso. Hoje em dia eu e meu marido vamos aos parques de São Paulo sempre que podemos para andar de skate juntos. Gosto tanto que, inclusive, no ano passado fiz uma surf trip pela Califórnia, nos Estados Unidos, e comprei o modelo mini cruiser. É um skate menor, mais instável, porém prático de carregar em viagens e perfeito para utilizar nas cidades grandes”.

Hobby: praticar Yoga

Stephanie Gomes, do blog Desassossegada

“Gosto de praticar atividades tranquilas e relaxantes no meu tempo livre, algo que me faça sentir bem de corpo e mente. Em 2014 descobri a Yoga e desde então esse tem sido o meu hobby favorito. A atividade apareceu na minha vida na mesma época em que criei o blog Desassossegada, um período no qual eu estava passando por problemas e buscava soluções para me sentir mais feliz. Comecei a ler sobre o assunto em diversos sites e percebi que os benefícios da atividade eram exatamente os que eu precisava. A Yoga é algo que vai além de movimentar o corpo; ela agrupa físico e mente em uma coisa só. A atividade realmente me ajudou muito, além de ser uma coisa que adoro fazer. Nunca saio de uma prática da mesma forma que entrei. Quando consigo praticar com frequência, percebo claramente as mudanças positivas que ela proporciona em mim, principalmente em relação à mente. Procuro sempre fazer uma combinação de exercícios de posturas, respiração, Meditação e relaxamento. A parte da respiração nunca pode faltar, pois acho que faz toda a diferença no meu estado de espírito e, sem ela, a atividade fica incompleta”.

Hobby: escrever postais

Bruna Castro, do blog Abra a Janela

“Tenho a alegria de ter amigos do mundo inteiro, mas carrego comigo um pouco da tristeza que é ter saudade de tanta gente. Manter contato com essas pessoas exige tempo, carinho e atenção. Então, resolvi transformar essa forma de contato em um hobby: o de escrever postais. Não sou muito fã de escrever virtualmente, porque a resposta sempre se dá de forma rápida e ficamos ansiosos em responder “imediatamente”. Por isso, toda vez em que eu viajo, escolho um lugar especial e passo um bom tempo sozinha escrevendo para muitas pessoas. Também gosto de fazer isso dentro da minha casa, nos dias que preciso ter momentos mais introspectivos, sozinha. Pego um chá, a caneta, penso em quem eu quero escrever e voilà! Presentear alguém com o nosso tempo, nos dias de hoje, faz muito sentido”.

Hobby: fotografar

Bárbara, do blog Indiretas Maternas

“A fotografia me encantou porque, além de ser um excelente exercício criativo que ajuda muito na minha profissão, é um modo de se autoconhecer e de entender os momentos pelos quais estamos passando. Cada imagem revela nosso estado de espírito e isso ajuda a relaxar e encontrar soluções para algum problema. Gosto muito de fotografar minhas filhas – é um jeito de estar com elas e ainda assim aliviar tensões do dia a dia – mas também gosto de fotografar a cidade, cenas urbanas, detalhes que passam despercebidos da maioria das pessoas. O legal é que para fotografar não é preciso um grande equipamento. É possível fotografar com o celular ou com uma câmera comum, porque o mais importante é registrar lá fora o que se passa dentro da gente”.

Hobby: andar de patins

Ariela Bello, do site A Saúde Simples

“Eu nunca fui uma criança muito ativa e nem adorava esportes – aliás, sempre preferi ficar em casa lendo. Por isso, não tive a oportunidade de aprender a andar de patins na infância, como muita gente fez, mas sempre busquei uma atividade para mexer o corpo. A vontade de aprender a patinar já me acompanhava há algum tempo, porque parecia bem divertido! Então, mais ou menos há um mês, resolvi começar a aprender e tem sido incrível. Costumo andar de patins três vezes por semana, mas tenho vontade de sair por aí todos os dias. Acho legal patinar com a companhia de alguém, mas passear sozinha também é muito bom, pois nesse momento busco focar a atenção no meu corpo, nos movimentos e na paisagem. Patinar é divertido, relaxante, afasta qualquer mau humor, faz com que eu conheça lugares e pessoas novas e ainda ajuda a movimentar o corpo. Além de tudo isso, esse novo hobby ainda me fez ver que é possível encontrar uma atividade física que combina com a gente e que não requer um sacrifício, mesmo que pareça difícil no início. Ainda levo alguns tombos e algumas vezes demoro para conseguir me equilibrar, mas essa parte do aprendizado é também o que deixa a atividade interessante”.

Equipe Personare

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas.