Vitor Avanti
  • Por Vitor Avanti
  • Leia em 2 min.
  • 17/06/2015
  • Atualizado em 11/07/2018 às 16:25

Cores e cortes de cabelo para o outono

Estação mistura influência dos anos 80 com visual moderno em 3D

Cores e cortes de cabelo para o outono

Outono é uma estação de mudanças, quando as folhas caem para que as árvores possam se renovar e se preparar para o inverno. Essa simbologia pode ser uma boa oportunidade para as pessoas encontrarem inspiração para mudar o visual e investir em um novo corte ou em uma nova cor de cabelo.

Como a estação é um pouco mais fria que o verão, as madeixas pedem cores mais fechadas. Os tons que estarão em evidência são os amadeirados, platinados e dourados. A novidade é que será possível usar as três cores ao mesmo tempo. Essa técnica é chamada 3D, que consiste em uma mistura de tons, dando um efeito tridimensional aos fios.

No outono, estarão em alta: nude (amadeirado, achocolatado e marrom), platinado (loiro bem claro ou dourado) e vermelho. As cores são usadas de uma única vez. A técnica 3D é feita de forma invertida, ou seja, os tons mais escuros são passados primeiro e depois colocamos o dourado e o platinado – que é o reflexo. Essa mistura mostra um resultado de três nuances misturadas, mas de uma forma muito natural.

No entanto, vale lembrar que a coloração 3D só deve ser feita por profissionais bem preparados. Se for pintar as madeixas em casa, opte pela técnica 2D. Nesse caso, separe algumas mechas, passe a tintura desejada e envolva esses fios com papel alumínio. Depois pinte de outra cor o restante do cabelo. Para os fios não mancharem, respeite o tempo de permanência da coloração, indicado no rótulo. Aposte nos tons marrom com dourados, ou chocolate claro com platinado (louro claro).

Os cortes da estação

No outono, os cabelos terão inspiração nos anos 70 e 80. O estilo Woodstock fará a cabeça de muita gente e, por esse motivo, os cortes serão cheios de movimento. Ou seja, a tendência é que os cabelos aparentem o máximo possível de naturalidade. Os cortes desfiados também estarão em alta. Para ter um resultado ainda melhor, aposte nos cortes feitos a seco. Geralmente essa técnica oferece um resultado mais natural aos fios.

Quem tem cabelo comprido poderá investir em um visual que dê leveza às madeixas. Para os fios mais curtos, o corte chanel estará em alta e será a grande tendência do outono.

Ao todo, existem cinco formatos de rosto: redondo, quadrado, triangular, triangular invertido e oval. Confira abaixo quais tipos de cortes combinam melhor com você e a estação.

Rosto Redondo

É o mais harmonioso e geralmente combina com qualquer corte. Para ficar com a cara do outono, ouse e aposte no corte Out Bob. É um chanel mais curto, com os fios mais compridos na frente e a nuca batida.

Rosto Oval

É um formato que não combina com muitas camadas nas laterais, que acentuam o círculo do rosto. Como no outono a moda é desfiar os fios, acentue as camadas abaixo da maçã do rosto. Isso alongará o visual, sem sair de moda. Uma franja acima dos cílios, feita na diagonal, dará um toque a mais no visual.

Rosto quadrado: quem possui esse formato de rosto pode fazer uma franja bem desfiada entre os cílios e a sobrancelha. Outra alternativa é dar uma leve arredondada nas pontas dos fios.

Rosto triangular

nesse caso, a dica é sempre ressaltar a parte de cima da face, por meio de cortes com bastante desfiados e camadas para equilibrar. Se o cabelo for comprido como o da foto, vale a pena apostar em desfiados nas pontas.

Rosto triangular invertido

Rosto triangular invertido: nesse formato, o ideal é destacar a parte inferior do rosto. Para isso, abuse de cortes desfiados na altura da bochecha, que dá movimento aos fios, ao invés de deixa-los volumosos. Esse truque “preenche” a parte inferior do rosto, deixando-o mais harmônico e proporcional. O corte é ideal para quem tem cabelos médios.

Olá, essa matéria foi útil para você?
Vitor Avanti

Vitor Avanti

Vitor Avanti é especializado em tendências de corte e cor, pelas academias europeias Toni&Guy e Vidal Sassoon, e viaja de duas a quatro vezes por ano para se atualizar sobre tendências na área. Saiba mais