Pesquisar
Loading...

Inferno astral: existe mesmo o de cada signo?

Mês anterior ao aniversário, popularmente conhecido como inferno astral, não é obrigatoriamente turbulento. Entenda

O conceito de inferno astral deixa muitas pessoas em dúvida. É mito ou verdade que o mês que antecede ao aniversário é mais conturbado? Alexey Dodsworth, especialista em Astrologia do Personare, esclarece a questão e ainda explica o termo inverno astral. Confira.

O que é inferno astral?

O termo inferno astral de cada signo é uma invenção contemporânea, e não se sabe quem a criou. Diz-se que ele acontece um mês antes do aniversário.

Entretanto, não se deve levar tão a sério já que, parando para pensar, várias pessoas podem ver que o mês que antecede seus aniversários foi bom. Saiba mais aqui sobre o inferno astral.

Terminologia correta: inverno astral

Existe, na verdade, o inverno astral (ou ainda primavera astral), um momento de recolhimento na vida da pessoa.

Durante esses períodos, a tendência deve ser não tentar tomar nenhuma atitude que possa causar um grande impacto no mundo.

Caso você tente agir neste período, vai estar “remando contra a maré”, retardando o efeito do que tanto se deseja conquistar.

Conceito de tempo na Astrologia

Na Astrologia, existem dois conceitos de tempo: chronos e kairós. O primeiro é o tempo cronológico, como por exemplo 16h da tarde.

O segundo representa o momento adequado, oportuno. Este período oportuno indica o caminho que você deve percorrer para acompanhar o fluxo das coisas, remando na mesma maré para alcançar seus objetivos.

Todas as vezes em que não se respeita a qualidade do momento, reclama-se que as coisas não estão dando certo.

A palavra desastre, por exemplo, significa “sem astros” (do latim des aster). Ou seja, é quando a pessoa não está em afinidade com a qualidade astral do período.

A Astrologia auxilia então na observação do kairós. Quando não se observa, é que acontece o chamado inferno.

Alexey Dodsworth

Alexey Dodsworth

Mestre em Filosofia pela USP, atualmente cursando doutorado em Filosofia em regime de dupla titulação pelas Universidades de São Paulo e de Veneza, na Itália. Como pesquisador acadêmico, sua principal linha de investigação envolve os paradigmas decorrentes das diferentes relações estabelecidas entre a humanidade e o espaço cósmico ao longo dos séculos. Sua experiência com temas filosóficos e éticos já o levou a ser consultor da UNESCO e assessor especial no Ministério da Educação. Escritor e roteirista de ficção científica e fantasia, duas vezes ganhador do Prêmio Argos de literatura por seus livros “Dezoito de Escorpião” e “O Esplendor”. Estudioso de Astrologia há mais de 30 anos, autor de livros do gênero e também das análises de Astrologia, Tarot e Runas do Personare. Sua afinidade com temas esotéricos se alinha com sua defesa à liberdade de saberes, sejam eles oficialmente científicos ou não. Alexey Dodsworth também é autor do livro “Os Seis Caminhos do Amor”, da Coleção Personare.

Saiba mais sobre mim