Logo Personare vertical
Pesquisar
Loading...
Ceci Akamatsu

Afinal, como desenvolver o amor-próprio?

A ginasta Rebeca Andrade falou dos cuidados dela... como aplicar nas nossas vidas de reles mortais?

Afinal, como desenvolver o amor-próprio?

A ginasta Rebeca Andrade, 22 anos, abriu o coração pra CAPRICHO e falou sobre a importância do amor-próprio em meio à sua vida olímpica. Como aplicar as dicas da campeã nas nossas vidas de reles mortais?

Seja para aproveitar os bons momentos ou para encarar as decepções, é fundamental estarmos bem com nós mesmas. Não é só quanto ao nosso corpo físico. Para termos uma boa autoestima, é preciso trabalhar o amor-próprio também nos níveis emocional, mental e espiritual.

A terapeuta acquântica Ceci Akamatsu compartilha algumas dicas bem legais que a gente pode colocar em prática já para fortalecer o amor-próprio.

Nível Físico

  • Cuide da alimentação: é importante observar a qualidade e quantidade, procurando perceber o que é de fato saudável para você.
  • Cuide da sua beleza: ter zelo com seus cabelos, pele, roupas, mas também se exercitar é fundamental.
  • Cuide do seu quarto: trate com atenção da decoração, do conforto e praticidade do principal lugar para você, onde você se cuida. Você sabe o que é Feng Shui? Ele pode ajudar!
  • Cuide do seu sono: como e quanto você dorme afeta todo o seu dia. Quando não temos um sono reparador, tudo fica mais difícil.

Nível Mental

  • Cuide dos seus pensamentos e da maneira como trata a si mesma: você se trata como traria sua melhor amiga, se motivando e se aceitando? 
  • Cuide dos julgamentos e das autocobranças: a maneira como você mesma precisa ter leveza e alegria.
  • Cuide como você alimenta sua mente: atente para o que você lê, os filmes que vê e os perfis nas redes sociais que acompanha. Perceba se você alimenta com reclamações, pessimismo e comparações destrutivas.

Nível Emocional

  • Cuide da relação consigo mesma: não significa ignorar seus defeitos e pontos fracos, mas saber lidar com eles, valorizando a si e aos outros.
  • Cuide da qualidade de suas amizades: suas melhores amigas devem te ajudar a se desenvolver positivamente, e não o contrário.
  • Cuide de como lida com a dor: medo de sofrer, de se decepcionar, de ser rejeitada ou fugir de situações não fazem bem no longo prazo. Busque ajuda para não acumular emoções negativas.

Nível Espiritual

    • Cuide da sua evolução pessoal: procure experiências e conhecimentos que lhe permitam ter uma conexão mais profunda consigo mesma. Isso vai muito além das religiões. Aqui, você encontra vários tipos de terapias (com consultas online!) que podem te ajudar nisso.
    • Cuide da sua intuição: praticar meditação, contato com a natureza e outros exercícios podem te ajudar a ouvir a sua intuição e o seu corpo.
    • Cuide do seu ritmo: tenha calma! Comece a exercitar o amor-próprio agora, mas com muita paciência e compaixão.
Olá, essa matéria foi útil para você?
Ceci Akamatsu

Ceci Akamatsu

Terapeuta Acquântica, faz atendimentos presenciais no Rio de Janeiro, em São Paulo e à distância. É a autora do livro Para que o Amor Aconteça, da Coleção Personare.  Saiba mais