Melissa Setubal
Por Melissa SetubalLeia em 2 min.24/11/2016 

Alimentos parecidos com órgãos do corpo

Formato das comidas dá pistas sobre seus benefícios

Você já notou que alguns alimentos possuem um formato parecido com certos órgãos do corpo humano, como a noz e o cérebro, por exemplo? Existe uma sabedoria por trás dessa lógica, que pode nos ajudar a simplificar o jeito de comer mais saudável. A Medicina Tradicional Chinesa explica que essa “coincidência” faz todo sentido, e algumas pesquisas científicas atuais têm comprovado o que já havia sido observado há milênios.

Confira abaixo alguns alimentos e seus benefícios para nosso organismo, de acordo com seu formato.

Feijão e rins

É só se lembrar da ilustração do livro de ciências do ensino fundamental, que você logo verá a semelhança. Nos rins estão localizadas as glândulas suprarrenais, que produzem diversos hormônios e neurotransmissores, inclusive a adrenalina e o cortisol, responsáveis diretos pelos nossos mecanismos de sobrevivência. Exatamente pela mesma razão que a Medicina Tradicional Chinesa diz que nos rins residem nossa energia vital, o chi. Os feijões são fontes leves de proteínas, que acalmam nossas suprarrenais superestimuladas pelo estresse da vida moderna, e ajudam a regular a pressão arterial, por serem ótimas fontes de magnésio e potássio.

Batata-doce e pâncreas

O pâncreas é responsável, entre outras coisas, pela produção de insulina – hormônio que converte a glicose ingerida nos alimentos em energia para o corpo funcionar. A batata-doce, além de ser uma raiz rica em carboidratos, é também muito rica em fibras, o que significa que é uma ótima fonte de energia estável, mantém os hormônios e o apetite mais calmos, e ainda ajuda a controlar os níveis de glicose e insulina do sangue.

Aipo e ossos

Esse vegetal longo e comprido, bem similar à estrutura dos ossos dos nossos membros, também é conhecido como salsão. Muitos de nós pensamos apenas em cálcio para oferecer uma boa saúde dos ossos. No entanto, o aipo é uma excelente fonte de sílica, mineral responsável por deixar os ossos mais fortes e resistentes.

Abacate e útero

Não é possível ter hormônios equilibrados e um sistema reprodutivo saudável sem boas fontes de gordura. E o abacate, justamente por ser uma maravilhosa fonte desse nutriente essencial, mantém os níveis de estrogênio controlados, ajuda na perda de peso após a gestação, e ainda previne o câncer nos órgãos femininos. Além disso, a fruta é rica em folato, nutriente importantíssimo para um colo do útero e uma gestação saudáveis. Uma curiosidade: o abacate leva 9 meses para amadurecer, desde a sua floração, o mesmo tempo da gestação humana.

Nozes e cérebro

Esta é a comparação mais comum e faz todo sentido. Nosso cérebro é composto de cerca de 70% de gordura. Não é a toa que a noz, um dos alimentos mais ricos em gorduras monossaturadas e Ômega, é uma excelente opção para nutrir esse órgão do corpo. Além disso, ela também é rica em nutrientes essenciais para o bom funcionamento dos neurônios, nervos e músculos, como tiamina, vitamina E e magnésio.

Melissa Setubal

Melissa Setubal

Profissional pioneira em Saúde Integrativa no Brasil, criou sistemas que apoiam mulheres que sofrem com sintomas do ciclo menstrual e com sua imagem no espelho. Atua como coach de saúde, com atendimentos individuais e em grupo.