Carregando pagina

Carreira e Dinheiro > Vida Profissional

Vida e trabalho, azeite e vinagre

O melhor molho de salada: quando o equilíbrio das partes dá o sabor

Por: Claudia Chaves

 

Quantas vezes você ouviu em seu trabalho "Aqui somos uma família"? Ou quantas vezes falou, depois de dar banho nas crianças, levá-las a passear e brincar "Ufa!Que canseira. Trabalhei mais em casa do que no meu trabalho"?

Como se dizia antigamente, é aí que mora o perigo. A grande preocupação nos dias atuais, sobretudo nas pessoas com menos de 40 anos, é como conciliar trabalho e vida. Vida e atividade laboral. Estudar, se divertir, ganhar dinheiro suficiente para o lazer. E cadê o tempo para o tal do lazer? E as mulheres sempre correndo culpadas, ofegantes, não de prazer, mas de cansaço da maratona inglória para equilibrar. Você já viu aquelas crianças chinesas que equilibram pratos quase à perfeição? Amadores totais perto da vida que levamos."Você já viu aquelas crianças chinesas que equilibram pratos quase à perfeição? Amadores totais perto da vida que levamos."

Temos que ter alto desempenho no trabalho: dedicação, liderança, a tal da proatividade. Fazer cursos extras, pesquisar na internet. Bom humor sempre como se estivéssemos assistindo ao melhor show de comédia. Fazer exercícios. Saber a receita saudável de alimentação. Qual o último figurino da Lady Gaga. O assassino da novela das oito(aquilo que nem o autor sabe).

Até aí foi só treino. Exaustivo, mas só treino... Agora, é hora de entrar em campo. O parceiro ou parceira que tem sempre um programa de família que não-se-pode-faltar (o que as pessoas vão dizer?). O aniversário do amigo de infância. O reencontro daquele grupo do colégio. E os filhos? Como ler histórias? Levar ao shopping? Complementar os deveres. Ih! Quase que esqueço de levar a vovó ao médico (ainda bem que o Google me avisa). E ir ao mercado, chamar o bombeiro para consertar o encanamento que pinga h-á m-e-s-e-s . Pois é.

Qual a medida certa?

E ainda por cima te chamam para levar aquela salada no churrascão de domingo. Vai-se para a cozinha, corta-se tudo. E aí vem o molho: azeite e vinagre em partes iguais, diz a receita. Mas você prova e acha ácido. Coloca mais azeite. Ficou muito melado. E se colocar um pouco de limão? Nossa, como melhora! E um pouquinho de pimenta síria que sobrou do último quibe que você fez? Sal a gosto. Pelo menos, algo tem que ser a gosto. Com a medida do paladar. Pronta, aí está.

Corta para a hora do Fantástico. Você fica pensando nos elogios de todo mundo. "Que maravilha!", "Me manda a receita pela internet", "Acho melhor publicar no seu Facebook". E com a voz do Zeca Camargo ao fundo, você pensa: "Nossa como foi fácil. Foi só ir misturando, provando, acrescentando e descobri a medida certa".

Mas chega segunda-feira e parece que você esqueceu do domingo. Esqueça, não! Vá misturando, provando, tirando e acrescentando. Uma hora tem mais trabalho. Outra tem mais filhos. Uma pitada da vovó. Gargalhada e alegria que sobrou do carnaval. A vida é a mistura. Mas a felicidade é sempre a gosto. Dessa, só cada um tem a própria medida.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR
Claudia Chaves

Claudia Chaves

Doutora pela PUC-RJ, professora de Técnicas de Texto e Atendimento Publicitário da PUC-Rio, professora de Gestão de Carreira do IBMEC. Atualmente desenvolve atividades de mentoring e aconselhamento de negócios, carreira e de vida.

  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

Holis é uma empresa do Grupo Personare