Carregando pagina

Família > Gravidez

Uso de florais na gravidez

Essências podem trazer mais tranquilidade durante a gestação

 

Hormônios a mil, o coração explodindo de alegria, uma benção crescendo dentro do corpo e, ainda assim, algumas dúvidas, questionamentos, incertezas. São tantos "serás"...

Será que vou dar conta?

Será que vou aprender a lidar com a gangorra emocional e as lágrimas que passaram a vir mais fácil?

Será que o enjôo e a azia são normais?

Será que está tudo bem com o bebê?

Será que alguma hora este sono imenso irá passar?

Será que vai dar tudo certo no parto?

Vivenciar de modo positivo as mudanças no corpo e na vida que acontecem durante a gravidez é o desejo de todas as mulheres. Mas diante de pequenas encucações que surgem durante os nove meses, a tranquilidade nem sempre faz parte da rotina da futura mamãe.

Alguns florais podem ser preciosos para acalmar os corações maternos e equilibrar alguns altos e baixos da gravidez. Seu uso pode se estender durante toda a gestação e continuar no pós-parto, com o acompanhamento de um terapeuta profissional. Veja abaixo:

  • Chamomile (Califórnia) - acalma e alivia enjôos e problemas estomacais.
  • Lavender (Califórnia)- tem efeito sedativo, drenando o excesso de tensão nervosa assim como a hipersensibilidade.
  • Mariposa Lily (Califórnia)- esta flor é relacionada com Deméter, deusa grega irmã de Zeus, a qual atribuem o símbolo da mãe nutridora que protege e cuida de seus filhos. A essência floral cria um belo e forte elo emocional e espiritual entre a mãe e a criança que está para nascer.
  • Olive (Bach) - excelente para o pós-parto ou para o cansaço das noites não dormidas (antes ou depois do nascimento do bebê).
  • Red Chestnut (Bach)- dissipa as preocupações e o excesso de ansiedade relativos à gravidez e ao filho que vai chegar.
  • Walnut (Bach)- excelente para acompanhar as mudanças que surgem a cada etapa da gravidez.

Nota importante sobre a escolha dos florais:

A automedicação de florais parece bem fácil. A pessoa procura por palavras-chave e escolhe as essências. Você não precisa se identificar com 100% das características de uma essência para tomá-la. Eles não apresentam contra-indicação, mas para fazer a escolha correta é preciso conhecer os sistemas florais e, ao mesmo tempo, ter capacidade de perceber claramente as questões pessoais ou das pessoas próximas, o que nem sempre é simples. Por isso, um profissional capacitado é sempre a melhor opção.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Carolina Arêas

Iniciou sua formação como terapeuta floral através do Healing Herbs, da Inglaterra, estudando as essências de Bach. Também trabalha com Reiki nível II e massoterapia ayurvédica, e é co-criadora do projeto "Word Rocks". Saiba mais »

contato: carolinaareas@yahoo.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS