Alexey Dodsworth
Por Alexey DodsworthLeia em 3 min.06/09/2017 Atualizado em 09/07/2018

Signo de Libra e a percepção do outro

Librianos são tão capazes de enxergar os dois lados da moeda, que podem ter dificuldade em fazer escolhas

Signo de Libra e a percepção do outro

O egoísmo e o egocentrismo não têm lugar em pessoas tipicamente librianas. Estas pessoas percebem os outros como outros, e não como meras extensões de seus desejos e quereres. O começo da tão conhecida canção do saudoso Jobim “Quando a luz dos olhos meus e a luz dos olhos teus resolvem se encontrar…” ilustra incidentalmente a essência do signo de Libra: a percepção da existência do outro e o poder dos encontros.

Quem é libriano?

Dizemos que é de Libra aquele que nasceu entre os dias 23 de setembro a 22 de outubro, muito embora isso possa variar em até um dia de ano em ano, podendo apenas ser determinado através do cálculo do Mapa Astral. Ter o Ascendente ou a Lua neste signo é também uma marca que traz os traços deste signo.

Descubra aqui seu Ascendente e sua Lua

Esta divisão harmoniosa entre dia e noite com a mesma carga horária (diferente do verão, quando há mais dia do que noite, ou do inverno, quando há mais noite do que dia) traduz perfeitamente a motivação libriana para a partilha e a igualitária divisão. Não é à toa que este é conhecido como um signo para quem a justiça é algo importante, fundamental. Natural é, portanto, que aqueles nascidos com muitos planetas ou o Ascendente no sétimo signo zodiacal sejam tão preocupados com simetria, harmonia, igualdade e justiça. Muitas vezes até mesmo quebram a cara, pois o ideal (Elemento Ar) se choca com o que é real (Elemento Terra), e nem sempre é possível traduzir tais ideais harmoniosos em nossa realidade ordinária, cotidiana.

Em Libra, a percepção de si se dá através da percepção do outro. Descobrimos quem somos (e o que não somos) a partir da comparação com o que o outro é.

Dois lados da moeda

Em compensação, a dúvida e a indecisão podem ser marcas constantes. Diante da necessidade de escolher, Libra se vê dividido entre realidades que apresentam prós e contras. Tudo é tão considerado e ele é capaz de enxergar com tanta intensidade os dois lados da moeda, que muitas vezes é especialmente difícil realizar uma escolha.

Tudo é tão considerado e ele é capaz de enxergar com tanta intensidade os dois lados da moeda, que muitas vezes é especialmente difícil realizar uma escolha.

A regência de Vênus leva estes indivíduos a serem muito sensíveis à beleza e a imagens como um todo. A sensibilidade estética é sem dúvida uma boa coisa, mas pode conduzir o tipo a posturas pouco realistas diante do mundo, excessivamente idealizadoras no que tange aos relacionamentos.

Por essas e outras, é muito comum encontrarmos librianos típicos continuamente frustrados com suas relações: o idealismo excessivo lhes impede de compreender os aspectos positivos que existem na realidade. É com o tempo e com a maturidade que Libra aprende que o ideal pode até ser algo de desejável, mas que não devemos nos deixar escravizar por ele.

Alexey Dodsworth

Alexey Dodsworth

Astrólogo há 30 anos, é escritor, membro da MENSA e atualmente cursa doutorado em Filosofia e Ética em Veneza. Tem ampla experiência em ensino de Filosofia, já tendo sido consultor da UNESCO e assessor especial no Ministério da Educação.