Carregando pagina

Amor > Sexualidade

Sexo e amor: caminhos da felicidade

Expressar afeto na relação sexual pode aumentar chances de bem-estar

 

Muita gente costuma separar o sexo do amor. Mas, afinal, essas duas coisas são mesmo tão diferentes? Para a especialista em Educação Sexual e Sexualidade Humana, Antonieta Mazon, ambas representam um caminho para a felicidade e podem aumentar as chances de bem-estar em uma pessoa. "A sexualidade é uma metáfora do amor. A expressão "fazer amor" significa a entrega sexual, que é uma experiência capaz de revelar nossa criatividade, nosso erotismo e romantismo e até nossa capacidade de amar e de transcender para a felicidade", compara a especialista.

Por meio do sexo é possível que cada pessoa expresse e realize seus maiores desejos. A prática sexual faz parte do cotidiano e funciona como fonte de prazer, realização emocional e estruturação da identidade de cada um. Já o ato de amar traz a compreensão da natureza de todo ser humano. Sendo assim, a especialista acredita que expressar afeto por meio de uma relação sexual pode trazer benefícios para um relacionamento. "O sexo carregado de carinho proporciona um prazer que não acaba no ato em si"O sexo carregado de carinho proporciona um prazer que não acaba no ato em si"

, mas se expande e torna o outro um ser especial. Isso fortalece uma relação, além de possibilitar uma evolução na convivência entre o casal", explica a educadora.

Plenitude da sexualidade

Vale lembrar que a sexualidade não representa unicamente o ato em si. Nela está a fonte do desejo, que abre as pessoas para o mundo e estimula a busca da realização pessoal. Para a especialista, essa experiência permite que cada ser humano vá ao encontro do outro e aprenda a compartilhar sentimentos. "A sexualidade está presente no indivíduo desde o nascimento até a morte. Surge do primeiro contato do bebê com seu cuidador e evolui por toda a vida da pessoa. Ao atingir a plenitude de nossa sexualidade nos sentimos mais inteiros, completos", lembra Antonieta.

A maneira como cada um viverá esse processo depende do contexto cultural que a pessoa está inserida. Esses valores sociais são dinâmicos, avançam e registram como as condutas sexuais se alteram. Por isso, não existe uma medida certa para a vivência da sexualidade e do erotismo. "Para que a experiência sexual seja bem aproveitada por você, é importante buscar o equilíbrio e a harmonia nas várias dimensões da vida - física, psíquica, mental, espiritual - através do controle dos seus próprios impulsos, de acordo com sua ética pessoal e cultural", alerta a especialista.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas. Saiba mais »

contato: conteudo@personare.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

Holis é uma empresa do Grupo Personare