Carregando pagina

Beleza > Estética

Revitalize os cabelos danificados

Conheça técnica de reconstrução capilar que recupera a saúde dos fios

 

Se você já usou algum tipo de química no cabelo e agora seus fios estão quebradiços, ressecados, com pontas duplas e sem elasticidade, é possível que os danos sejam profundos. Nesses casos, um procedimento tem se mostrado eficaz para recuperar a saúde das madeixas. Conhecida como reconstrução capilar, a técnica promete ajudar a revitalizar fios danificados.

De acordo com o terapeuta capilar Eduardo Miyazaki, os processos químicos que mais prejudicam os fios são os alisamentos e as escovas progressivas, que podem destruir a fibra capilar. "Esses procedimentos são chamados de acumulativos, pois um tempo depois de alisar os fios, a pessoa precisa fazer uso novamente da técnica. Os alisamentos alteram definitivamente a textura do cabelo, enquanto a escova cria uma cápsula em volta do fio, como se fosse um escudo. Desse jeito o cabelo fica desidratado, já que água e produtos de hidratação têm dificuldade de penetrar no fio. Depois de um tempo, o cabelo naturalmente começa a quebrar e perde força, pois não recebe os nutrientes que precisa", explica o profissional, que trabalha no Red Door, em São Paulo.

Reconstrução capilar em ação

Os fios são formados por uma cutícula, semelhante à escama de peixe. Quando o cabelo está danificado, essas escamas ficam abertas, dando origem às pontas duplas e ao efeito frizz. A reconstrução capilar é feita com cremes específicos para cabelos quimicamente tratados ou ricos em queratina, capazes de penetrar na cutícula capilar, fechando as escamas. O cabeleireiro compara a ação desses produtos ao uso do cimento em uma construção.

"Na reconstrução das madeixas, a ideia é tapar os buracos, ou seja, deixar os cremes penetrarem e agirem na fibra capilar, repondo as proteínas e vitaminas do cabelo. Na região da raiz geralmente o fio é menos fragilizado. Já as pontas sofrem mais, pois estão há mais tempo na cabeça e tendem a ficar desgastadas. Nesses casos, além da reconstrução é importante cortar as partes ressecadas, senão elas se alastram na direção da raiz, prejudicando o crescimento do fio", ensina o terapeuta capilar.

De acordo com o hairstylist Will Felipe, quem já tem fios quebradiços próximos à raiz é importante esperar de 15 a 20 dias para repetir o tratamento reconstrutor. O especialista alerta que é importante respeitar esse tempo, para evitar que o cabelo fique pesado e sofra algum tipo de queda, por conta do uso excessivo de produtos. Em média duas ou três reconstruções capilares são suficientes para revitalizar os fios. Diferente da hidratação, este tipo de procedimento não precisa ser feito sempre."Em média duas ou três reconstruções capilares são suficientes para revitalizar os fios. Diferente da hidratação, este tipo de procedimento não precisa ser feito sempre."

"Enquanto a hidratação faz uma capa de proteção artificial para proteger os fios, a reconstrução age mais profundamente, melhorando a saúde e a aparência do cabelo. Vale lembrar que todo mundo pode se submeter à reconstrução capilar. Esse processo também age de maneira preventiva para quem deseja fazer tratamentos químicos nos fios. Quem tiver esse cuidado poderá ter fios com muito mais balanço e brilho", sugere o profissional, que trabalha no Vimax Salão, em São Paulo.

Faça você mesmo

Hoje em dia não é mais preciso ir ao salão para conseguir revitalizar o cabelo. Muitos produtos já são disponibilizados no mercado para que as pessoas consigam realizar o procedimento sem sair de casa. Segundo Will Felipe, cremes reconstrutores, como os de tratamento noturno por exemplo, podem ser eficazes.

Além disso, o cabeleireiro Eduardo Miyazaki alerta que é necessário também que seja feita a manutenção dos fios, para manter o bom resultado da reconstrução capilar. "É importante adquirir produtos de qualidade. Quem faz muito uso de secador ou chapinha, deve investir nos cremes termoprotetores para proteger o cabelo do calor emitido por esses aparelhos. Shampoos sem sal também são ideais, por que os outros ressecam o couro, retirando todo o óleo do cabelo. Sendo assim, o corpo produz mais gordura para compensar o que foi perdido e cria oleosidade em excesso", esclarece Eduardo.

O especialista também acredita que uma alimentação saudável, aliada à uma vida com mais qualidade podem ajudar a manter a saúde dos cabelos. "Muitas vezes o estresse gera danos capilares, deixando o fio frágil e quebradiço. Quem for adepto das tinturas deve consultar um profissional para saber o melhor tipo de coloração a ser usada, além da maneira que o cabelo será tingido", finaliza Eduardo Miyazaki.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas. Saiba mais »

contato: conteudo@personare.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS