Rosine Mello
Por Rosine MelloLeia em 2 min.17/06/2015 Atualizado em 22/05/2018

Restaurando as energias no cotidiano

Exercícios de Yoga ajudam a ter mais pique para começar o dia

Restaurando as energias no cotidiano

Que tal começar o dia com pique extra para dar conta de todas as suas atividades diárias? O Yoga pode ajudar você a ter mais energia para realizar as tarefas sem sentir cansaço e com um sorriso inabalável no rosto.

Confira abaixo uma sequência simples de exercícios que pode ser feita em casa, uma vez ao dia, de preferência antes de dormir. A série ajudará você a aproveitar melhor seus dias e restaurar as energias. Faça apenas uma repetição de cada asana (postura), e permaneça nela de quatro minutos até o tempo que se sentir confortável.

Preparação

Antes de começar, dobre duas mantas como na foto e separe um cinto bem grande ou uma faixa de judô. Escolha um local arejado, calmo e limpo. Só não faça a série de estômago cheio, pois pode provocar enjoo e mal estar.

Postura Upavista Konasana

Afaste lateralmente sua perna esquerda e sua perna direita, o máximo que você conseguir. Afaste o glúteo direito e esquerdo, puxando-os com as mãos. Vá à frente com a flexão saindo do seu quadril e segure seus dedões. Fique na postura por 30 segundos ou mais.

Respirando normalmente, force os calcanhares contra o chão, pois dessa forma você contrai as coxas. Mantenha o abdômen alongado, a coluna com todas as suas curvas, o peito aberto e o queixo longe do peito. Para sair da posição, volte à postura sentada, de pernas afastadas, flexionando-as devagar – uma perna de cada vez – e aproxime-as.

Postura Baddhakonasana

Una as plantas dos pés. Apoie as mãos ao lado dos quadris, deixando os cotovelos flexionados, sem fazer força nos braços e ombros, sentando-se em BadhaKonasana. Fique na postura por 30 segundos ou mais, respirando normalmente, mantendo o abdômen alongado, o umbigo e o osso púbico perpendiculares ao chão, a coluna com todas as suas curvas, o peito aberto e o queixo paralelo ao chão. Force os seus cotovelos a se encontrarem atrás do seu tronco.

Para sair da posição, coloque suas mãos embaixo dos seus joelhos e delicadamente aproxime-os, até que seus joelhos fiquem unidos.

Postura Supta BaddhaKonasana

Utilize as duas mantas dobradas e mais uma para apoiar a cabeça. Sente-se na posição Badhakonasana – aprendida anteriormente – na ponta das duas mantas dobradas. Pegue o cinto e passe por baixo dos seus pés, deixando um lado atrás do seu quadril. Agora dê um laço ou nó bem forte e rode o cinto, de forma que esse laço não fique sobre sua pele.

Coloque uma manta dobrada sobre o final das mantas e deslize o seu quadril para o chão, de forma que você fique sentado e a parte posterior dos quadris encostada nas mantas. Comece a deitar, mantendo o peito aberto. Mantenha também o abdômen alongado e os braços abertos em forma de cruz, na altura dos ombros. Só apoie sua cabeça e seu pescoço na manta, como se fosse um travesseiro.

Permanência: relaxe nessa postura de 5 a 10 minutos, respirando normalmente.

Para sair da postura, apoie as mãos no chão e empurre-as, subindo o tronco de peito aberto. Tire o cinto e delicadamente apoie as mãos embaixo dos joelhos e aproxime-os.

Postura Viparita Karani

Utilize as duas mantas dobradas e mais uma para apoiar a cabeça.

Ponha as mantas no chão, paralelas à parede, a uma distância de 10 cm. Sente-se nas mantas de lado do corpo e coloque o quadril direito em contato com a parede. Use as mãos para se apoiar, incline para trás e gire o corpo, de forma a ficar com as duas pernas para cima. As nádegas precisam ficar bem próximas da parede, de preferência encostadas nela. A base das costas e as costelas devem ficar apoiadas nas mantas, e os ombros e a cabeça no chão. Coloque os braços para os lados, com os cotovelos flexionados e as palmas das mãos voltadas para o teto.

Caso sinta as pernas muito tensas ou desconforto nas costas, afaste um pouco as nádegas da parede. Se você observar que os ombros ficaram muito longe do chão, ponha uma manta dobrada embaixo dos ombros.

Permanência: cinco minutos, com os olhos fechados. Respire pelo nariz, procurando alongar a expiração de forma natural.

Para sair da postura, flexione os joelhos e apoie os pés na parede. Depois, deslize o quadril para o chão, cruze as pernas em cima do almofadão (permaneça nessa posição por 30 segundos). Após o tempo, role para o lado, apoie-se nos braços e sente.

Postura Savasana

Mantenha uma manta dobrada, para apoiar sua cabeça e pescoço. Deite-se de costas para o chão, braços estendidos ao longo do corpo, palmas das mãos voltadas para cima. As pernas devem ficar estendidas e levemente afastadas.

Permanência: relaxe nesta postura de 8 a 10 minutos. Permaneça com os olhos fechados e respire naturalmente pelo nariz. Mantenha-se imóvel.

Para sair da postura, flexione as pernas, role para o lado direito, e fique na postura fetal. Empurre o chão com a mão esquerda, e depois apoie também a mão direita. Empurre o chão com as duas mãos, sem fazer força com a coluna. Sente-se.

Prontinho, você está devidamente energizado e pode continuar as suas tarefas sem cansaço.

Rosine Mello

Rosine Mello

Formada em Educação Física, é praticante de Hatha Yoga desde 1998. Atua como professora desde 2005, certificada pelo Simplesmente Yoga.