Carregando pagina

Saúde > Prevenção e Cuidados

Receitas caseiras de repelentes naturais

Aromaterapia combate mosquitos que transmitem Zika, Dengue e Chikungunya

 
Imagem: Foter

Doenças como Dengue, Zika e Chikungunya são transmitidas pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado e vêm sendo motivos de preocupação. O Ministério da Saúde confirmou a relação entre o vírus Zika e o surto de microcefalia no Brasil. Ao menos 1.761 casos de recém-nascidos com esta malformação congênita foram registrados nos últimos dias. Além disso, só em 2015 foram registrados 1.534.932 casos prováveis de dengue no país e 211 de Febre Chikungunya. Todas as doenças provocam sintomas parecidos, como febre, dores de cabeça e no corpo e manchas avermelhadas.

Diante deste quadro, a Anvisa recomenda à população que se proteja e evite a exposição aos mosquitos, por meio da destruição de focos de proliferação do inseto e do uso de repelente. Nesse sentido, uma opção mais natural é fazer uso de repelentes caseiros, feitos com óleos essenciais que ajudam a afastar os mosquitos. São eles: Citronela (saiba mais aqui sobre este óleo), Capim Limão e Cravo. Este último ainda tem uma particularidade, pois também trabalha nosso sistema imunológico.

Confira abaixo algumas receitas de repelentes naturais para ajudar na prevenção das doenças que têm atingido milhares de pessoas no Brasil todo.

Repelente com óleo vegetal e essencial

Faça um repelente caseiro utilizando óleo vegetal de andiroba - que além de cicatrizante, antisséptico e bactericida, ainda é repelente - misturado com um outro, que pode ser de semente de uvas ou girassol, com os óleos essenciais citados acima.

Para 50 ml de óleo vegetal, utilize 3 gotas do óleo essencial de Cravo, 1 gota do óleo essencial de Capim Limão ou Lemongrass e 3 gotas do óleo essencial de Citronela. Misture bem e use nas pernas e braços. O produto pode ser aplicado várias vezes por dia, principalmente se você está em locais com muita incidência de pernilongos.

No entanto, este repelente natural deve ser evitado por grávidas, crianças até 7 anos e bebês, porque os óleos utilizados são muito fortes e podem prejudicar o feto e/ou causar aborto, principalmente o Cravo e o Capim Limão. Nesses casos, melhor usar os óleos em difusores elétricos com água, pois ficam mais diluídos. Pingue 3 gotas de cada um dos óleos, cujo efeito no ambiente dura em torno de 2h. Conforme o óleo e a água forem secando, coloque mais no difusor para o local ficar o dia todo protegido. Não existe restrição neste tipo de uso durante 24h.

Aromatizadores naturais podem ser usados no corpo ou ambientes

Uma outra dica são aromatizadores naturais à base de citronela e cravo, que você encontra disponíveis em lojas de produtos naturais. Eles podem ser usados diariamente, várias vezes ao dia, no corpo ou nos ambientes. Se preferir fazer seu próprio aromatizador, em 60 ml de álcool de cereais, coloque 1 colher de sopa de cravo da índia e deixe em imersão durante uns 15 dias. Após isso, coe tirando os cravinhos e acrescente 12 gotas do óleo essencial de Citronela. Agite bem e use à vontade.

Caso prefira, utilize um difusor pessoal e pingue 1 gota de apenas um dos óleos de Citronela, Capim Limão e Cravo.

Compostos vibracionais devem ser ingeridos

Para afastar os mosquitos, também é possível usar os compostos vibracionais chamados de Repelente e Saúde SOS. O primeiro, como o próprio nome diz, ajuda a repelir os insetos e reforçar a imunidade, pois contém o óleo essencial vibracional de Citronela em sua composição. Já o Saúde SOS é uma fórmula para situações nas quais ocorrem epidemias e surtos de doenças mais frequentes nas trocas de estações, como é o caso de Zika e Dengue. A indicação é tomar diariamente 3 gotas de um desses compostos em um copo de água, ou 5 gotas em 500 ml de água, durante o dia.

Um outro composto que também funciona nesses casos é o Hipersensibilidade, que possui em sua composição o óleo essencial vibracional de Citronela e Tea Tree ? ambos ajudam na imunidade e na proteção contra os agentes externos. Também pode ser tomado na água. Basta pingar 3 gotas em 300ml, ou 5 gotas em 500 ml de água diariamente.

Os compostos não têm contraindicações e podem ser usados por gestantes, crianças e bebês. Para saber onde encontrá-los, clique aqui.

Além de fazer uso de repelentes, não acumule água nos vasos de plantas e pneus velhos. Evite qualquer foco de proliferação de mosquitos. A prevenção é sempre a melhor solução. Em caso de dúvidas sobre a utilização dos óleos essenciais e compostos vibracionais, procure um aromaterapeuta para sua orientação.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Solange Lima

Terapeuta holística e numeróloga. Utiliza técnicas como Florais, Aromaterapia, Cromoterapia, Shiatsu, Reflexologia e Reiki. Realiza atendimentos em São Paulo. Saiba mais »

contato: solange@solangelima.net
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS