Carregando pagina

Você > Autoconhecimento

Quando o sol escurece

Entenda os aspectos astrológicos do eclipse solar de 26 de janeiro

 

26 de janeiro de 2009: dia de um eclipse anular do Sol de magnitude 0,93, ou seja, um eclipse quase total! (a maior magnitude tem valor 1). Para quem curte Astrologia, trata-se de um evento que costuma levantar algumas apreensões. Afinal, tradicionalmente, eclipses não têm boa fama. Você pode inclusive ter recebido algumas daquelas mensagens eletrônicas que falam da "má energia" do eclipse, recomendando cuidados. Vale agora parar pra pensar: isso tem algum fundamento?

Eclipses só têm efeito notável nas regiões em que se manifestam. " Eclipses só têm efeito notável nas regiões em que se manifestam. "

A resposta é: sim e não. O fato é que, sim, eclipses possuem significados negativos em mapas astrais, sugerindo bloqueios súbitos e revezes nas áreas em que o mapa é afetado. Boa coisa um eclipse não é, para a Astrologia (embora sejam fenômenos bonitos de se ver). Por outro lado - e sustento isso com veemência - eclipses só têm efeito notável nas regiões em que se manifestam.

Sim, afinal o fato de haver um eclipse solar no dia 26 de janeiro não significa que o mundo todo vivenciará este fenômeno. Apenas quem vive na África, na Indonésia e na maior parte da Austrália poderá vê-lo. E no caso de quem mora no Brasil, no resto das Américas e na Europa? É simples: para nós, nada muda. O eclipse não nos afetará, e ponto final. Não há o que temer.

Mas se você vive na Austrália, na África e na Indonésia, terá o privilégio de ver um fenômeno raro e lindo. Em contrapartida, poderá ter problemas pessoais caso um dos planetas do seu mapa, ou seu ascendente, estejam por volta do grau 6 ou 7 do signo de Aquário ou Leão. Caso seja o seu caso, recomendo que você procure um astrólogo de sua confiança para poder entender melhor que efeitos negativos que o eclipse poderá ter sobre você e como minorar esta negatividade.

Para compreender melhor o que é um eclipse do Sol, basta saber que ele ocorre quando, eventualmente, a Lua se interpõe entre o Sol e a Terra, "fazendo sombra" sobre a Terra. Em alguns lugares, tem-se a impressão que o Sol "se apagou" por alguns instantes. Antigamente, um eclipse solar podia ser razão de grande histeria em massa, pois as pessoas imaginavam que o mundo estava acabando. Atualmente, sabemos que o mundo não se acaba por causa de um eclipse, ainda que astrologicamente falando seu significado simbólico não seja muito bonito.

A simbologia do eclipse, para a astrologia, é simples: se o Sol escurece, é como se a "luz" fosse obliterada numa determinada região do mapa astral. Tenho alguns casos que envolvem acontecimentos ruins em mapas de pessoas que foram particularmente tocadas por um eclipse. Mas garanto que quase nunca é algo muito sério. Revezes, afinal, fazem parte do grande pacote da vida. Problemas vêm de brinde. E, o melhor de tudo: eles passam.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Alexey Dodsworth

Astrólogo há quase 30 anos, é escritor, membro da MENSA e atualmente cursa doutorado em Filosofia e Ética em Veneza. Tem ampla experiência em ensino de Filosofia, já tendo sido consultor da UNESCO e assessor especial no Ministério da Educação. Saiba mais »

contato: alexey-revista@personare.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS